“Questão Coimbrã”: a problematização sobre Portugal através de uma polêmica literária pela Geração de 70 (1865-1866)

  • Rômulo de Jesus Farias Brito PUCRS
Palavras-chave: Geração de 70, Polêmica Literária, História de Portugal.

Resumo

Neste trabalho, traça-se uma análise de alguns textos envolvidos na polêmica literária conhecida como “Questão Coimbrã”, a fim de identificar as argumentações que embasavam a concepção de intelectuais ligados à chamada “Geração de 70” sobre a sociedade portuguesa oitocentista. Ocorrida entre os anos de 1865 e 1866 em Portugal, a querela opôs distintos posicionamentos sobre a literatura portuguesa e, de forma mais ampla, sobre vários pontos nevrálgicos sobre a situação de Portugal ao final do século XIX. Dentre os envolvidos, encontravam-se Antero de Quental, Teófilo Braga e mesmo Ramalho Ortigão, escritores que defendiam posições como a relação da literatura com as aspirações sociais do período e o respeito à liberdade e individualidade da produção intelectual. Notadamente, estes autores integravam um grupo de intelectuais conhecido como “geração de 70” ou “geração nova”, que iniciou sua atuação política e literária na transição das décadas de 1860 e 1870 visando uma mudança na forma de se conceber a sociedade portuguesa e a superação de uma decadência que teria se instaurado no país. Dessa forma, pretende-se compreender quais os parâmetros e modelos empregados por estes intelectuais durante a “Questão Coimbrã” na interpretação e no projeto de transformação sociocultural em Portugal. Para tanto, serão analisados os principais textos produzidos na polêmica literária, com ênfase nos escritos elaborados pelos intelectuais citados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rômulo de Jesus Farias Brito, PUCRS
Doutorando no Programa de Pós-Graduação em História da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES.

Referências

BRAGA, Teófilo. As teocracias literárias: relance sobre o estado atual da literatura portuguesa. Lisboa: Tipografia Universal, 1865. Disponível em: https://archive.org/details/bomsensoebomgos00castgoog. Acesso em 18.11.2014

BRAGA, Teófilo. Visão dos tempos. Porto: Em Casa de Viúva Moré – Editora, 1864. Disponível em: http://books.google.com.br/books?id=rOQYAAAAYAAJ&printsec=frontcover&hl=pt-BR&source=gbs_ge_summary_r&cad=0#v=onepage&q&f=false. . Acesso em 18.11.2014.

CALAFATE, Pedro. Portugal como problema. Vol. III: Século XIX, A Decadência. Lisboa: Fundação Luso-Americana/Público S.A, 2006.

CHAGAS, M. Pinheiro. Poema da mocidade seguido do Anjo do Lar. Lisboa: Livraria de A.M. Pereira, 1865. Disponível em: https://archive.org/details/poemadamocidades00pinh. Acesso em 18.11.2014.

FERREIRA, Alberto; MARINHO, Maria José. A questão coimbrã (Bom senso e Bom gosto). Coleção Textos Literários. Lisboa: Editoria Comunicações, 1988

HOMEM, Amadeu Carvalho. Do romantismo ao realismo. Temas da cultura portuguesa (Século XIX). Porto: Fund. Eng. Antônio de Almeida, 2005

LOPES, Oscar. SARAIVA, Antônio José. História da literatura portuguesa. 8ª Ed. Porto: Porto Editora, 1975.

MACHADO, Álvaro Manuel. A Geração de 70 – uma revolução cultural e literária. 3º Ed. Lisboa: Ministério da Educação e Cultura, 1986.

PAREDES, Marçal de Menezes. Configurações luso-brasileiras. Fronteiras culturais, demarcações da história e escalas identitárias (1870-1910). [Saarbrücken]: Novas Edições Acadêmicas, 2013.

PIRES, Antônio Machado. A ideia de decadência na geração de 70. 2º Ed. Lisboa: Vega, 1992

QUENTAL, Antero de. Bom senso e bom gosto: Carta ao Excelentíssimo Senhor Antônio Feliciano de Castilho por Antero de Quental. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1865. Disponível em: https://archive.org/details/bomsensoebomgos00castgoog. Acesso em 18.11.2014.

QUENTAL, Antero de. Odes Modernas. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1865. Disponível em: http://books.google.com.br/books?id=mUMuAAAAYAAJ&printsec=frontcover&hl=pt-BR&source=gbs_ge_summary_r&cad=0#v=onepage&q&f=false. Acesso em 18.11.2014.

Publicado
2015-11-23
Como Citar
Farias Brito, R. de J. (2015). “Questão Coimbrã”: a problematização sobre Portugal através de uma polêmica literária pela Geração de 70 (1865-1866). Oficina Do Historiador, 8(2), 154-173. https://doi.org/10.15448/2178-3748.2015.2.20124