“Viva a Itália e seu glorioso Exército!” A imigração italiana e as manifestações de italianidade nas memórias de Andrea Pozzobon (1885-1915)

  • Maíra Inês Vendrame UFSM
Palavras-chave: Imigração Italiana - Italianidade – Conflitos.

Resumo

O presente artigo parte da trajetória do imigrante italiano Andrea Pozzobon para analisar questões como a experiência migratória e a acomodação nos núcleos de colonização. Acompanhado dos familiares, Pozzobon chegou à região colonial, localizada na região central do Estado do Rio Grande do Sul, em 1885, registrando, posteriormente, em seus escritos, opiniões e os acontecimentos locais. Por meio dos registros do referido imigrante é possível analisar de que modo se manifestou a questão do apego à pátria distante nas comunidades fundadas do outro lado do Atlântico, bem como a preocupação em renovar os vínculos de ligação com a península. Os acontecimentos envolvendo a pátria distante, como as conquistas territoriais e a participação na Primeira Guerra, em 1915, repercutiram entre a população colonial, gerando manifestações de apoio, reforçando o sentimento de pertencimento, ocasionando, por outro lado, conflitos entre os imigrantes e padres. A ereção de monumentos, fundação de associações de mútuo socorro e a promoção de festejos eram eventos que procuravam reforçar os laços de afinidade entre os imigrantes e a Itália. As manifestações de italianidade se apresentavam como um mecanismo para construir uma identidade, estabelecer certa diferenciação e proeminência, evidenciando a heterogeneidade do grupo imigrante e ideias conflitantes de pertencimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AZEVEDO, Thales de. 1975. Italianos e gaúchos: os anos pioneiros da colonização italiana no Rio Grande do Sul. Porto Alegre: A Nação – Instituto Estadual do livro.

BONFADA, Genésio. 1991. Os palotinos no Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Pallotti.

Cinquantennio della colonizzazione italiana nel Rio Grande del Sul: 1875-192. 2000. 2º Edição, Porto Alegre: Posenato Arte & Cultura.

CONSTANTINO, Núncia Santoro de. 2008. O italiano da esquina: imigrantes meridionais na sociedade porto-alegrense. 2ª. Ed. Porto Alegre: EST edições

FRANZINA, Emílio. 2010. "A imigração italiana no Rio Grande do Sul nas memórias de Júlio Lorenzoni (1877-1928)". In: TEDESCO, João Carlos; ZANINI, Maria Catarina C. (orgs.) Migrantes ao sul do Brasil. Santa Maria: Ed. da UFSM, p. 63-84.

GOMES, Ângela de Castro (org.). 2004. Escrita de si, escrita da história. Rio de Janeiro: Editora da FGV.

GOMES, Ângela de Castro; SCHMIDT, Benito Bisso (orgs.). 2009. Memórias e narrativas autobiográficas. Rio de Janeiro; Porto Alegre: Editora FGV; Editora da UFRGS.

GROSSELLI, Renzo Maria. 1987. Vencer ou morrer: camponeses trentinos (vênetos e lombardos) nas florestas brasileiras. Florianópolis: Editora da UFSC.

HOSPITAL, Maria Silvia. 1999. "Construção da identidade e associações italianas: La Plata e Porto Alegre (1880-1920)". In: Estudos Ibero-americanos. PUCRS, v. XXV, n. 2, dezembro, p. 131-145.

IOTTI, Luiza Horn. 2010. Imigração e poder: a palavra oficial sobre os imigrantes italianos no Rio Grande do Sul (1875-1914). Caxias do Sul: EDUCS.

LORENZONI, Júlio. 1975. Memórias de um imigrante italiano. Porto Alegre: Sulina.

POSSAMAI, Paulo. 2005. "Dall'Italia siamo partiti": a questão da identidade entre os imigrantes italianos e seus descendentes no Rio Grande do Sul (1875-1945). Passo Fundo: Editora da UPF.

POZZOBON, Zolá Franco. 1997. Uma odisséia na América. Caxias do Sul: EDUCS.

SCHWINN, Frederico. 19--. Freguesia Silveira Martins. Caixa 5, Missão Brasileira. Arquivo Histórico Nossa Senhora Consquistadora, Santa Maria.

SEYFERTH, Giralda. 2005. "Cartas e narrativas biográficas no estudo da imigração". In: DEMARTINI, Zeila de Brito Fabri; TRUZZI, Oswaldo (orgs.). Estudos Migratórios: perspectivas metodológicas. São Carlos: EdUFSCar, p. 13-51.

VENDRAME, Maíra Ines. 2007. "Lá éramos servos, aqui somos senhores": a organização dos imigrantes italianos na ex-colônia Silveira Martins (1877-1914). Santa Maria: Ed. da UFSM.

_____. 2013. Ares de vingança: redes sociais, honra familiar e práticas de justiça entre os imigrantes italianos no sul do Brasil (1878-1910). Tese (doutorado em história) Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, Porto Alegre.

VÉSCIO, Luiz Eugênio. 2001. O crime do Padre Sório: Maçonaria e Igreja Católica no Rio Grande do Sul 1893–1928. Santa Maria: Ed. UFSM; Porto Alegre: Ed. da Universidade/UFRGS.

ZANINI, Maria Catarina Chitolina. 2006. Italianidade no Brasil meridional: a construção da identidade étnica na região de Santa Maria – RS. Santa Maria: Ed. da UFSM.

Publicado
2015-07-03
Como Citar
Vendrame, M. I. (2015). “Viva a Itália e seu glorioso Exército!” A imigração italiana e as manifestações de italianidade nas memórias de Andrea Pozzobon (1885-1915). Oficina Do Historiador, 8(1), 22-42. https://doi.org/10.15448/2178-3748.2015.1.19877