Sobre a universalidade do grupo clítico como domínio de regras fonológicas e seu status na Hierarquia Prosódica

  • Carina Silva Fragozo PUCRS
Palavras-chave: Grupo Clítico, Hierarquia Prosódica, Redução Vocálica.

Resumo

Há tempos o status do grupo clítico como constituinte da hierarquia prosódica é discutido. De um lado, autores como Nespor e Vogel (1986) argumentam em favor de sua presença na hierarquia prosódica, e de outro, autores como Peperkamp (1997) procuram explicar por que esta presença não é adequada. Além de discutir esses diferentes pontos de vista, este artigo busca uma regra fonológica que seja domínio exclusivo do grupo clítico na língua inglesa, o que argumentaria em favor de seu lugar na hierarquia prosódica. Assim, este artigo apresenta a redução vocálica no inglês, a fim de questionar a universalidade do grupo clítico como domínio de regras. Palavras-Chave: Grupo Clítico; Hierarquia Prosódica; Redução Vocálica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carina Silva Fragozo, PUCRS
Possui graduação em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2007). É bolsista de mestrado (Capes) em Linguística Aplicada na PUC-RS. Tem como maiores interesses as áreas da Sociolinguística na interface com a Fonologia, bem como o estudo de Aquisição de Língua Inglesa.
Publicado
2009-12-23
Como Citar
Fragozo, C. S. (2009). Sobre a universalidade do grupo clítico como domínio de regras fonológicas e seu status na Hierarquia Prosódica. Letrônica, 2(2), 101-113. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/letronica/article/view/4974