Significados Negociados

  • Aline Sapiezinskas Kras Borges Canani Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Palavras-chave: Significado, Representação, Contexto, Discurso, Poder.

Resumo

O presente artigo trata do significado, mais especificamente de negociações de significados, através de uma perspectiva que combina a abordagem etnográfica da antropologia social com a análise do discurso da linguística. A abordagem proposta destaca a noção de interação social, conforme apontada por Goffman (1989) e de contexto, presente em Geertz (1989) e Van Dijk (2011/2012). O objeto empírico são dados de pesquisa etnográfica realizada pelo método da observação participante e por meio de entrevistas emiestruturadas com funcionários da Secretaria do Trabalho do Governo do Distrito Federal, em Brasília. As observações revelam dinâmicas de poder inerentes à negociação e à disputa pela imposição do significado em um contexto burocrático de emissão de licenças de trabalho. As categorias de classificação e o método empregado deixam perceber a fluidez do significado face às arbitrariedades inerentes ao processo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aline Sapiezinskas Kras Borges Canani, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Aline Sapiezinskas, Doutora em Antropologia, PPGAS,UnB. Graduada em Letras, IL, UFRGS. Pesquisadora colaboradora do NELIS, nucleo de estudos em Linguagem e Sociedade, PPGL, UNB. Pesquisadora pos-doc PPGAS, Nucleo de Estudos da Cidadania e Direitos Humanos. Professora da Faculdade de Relações Internacionais da UniCEub, Brasília.

 

Referências

DA MATTA, Roberto. Relativizando: uma introdução à antropologia social. Rio de Janeiro, Rocco, 2000.

DOUGLAS, M. How institutions think. Syracuse: Syracuse University Press, 1986.

______. Thought styles. London: Sage Publications, 1996.

FAIRCLOUGH, Norman. Language and power. London: Longman, 2001.

______. Analysing discourse: textual analysis for social research. London; New York: Routledge. 2003.

______. Critical discourse analysis: the critical discourse study of language. London: Longman, 1995.

______. Discurso e mudança social. Brasília, Editora da UNB, 1990.

GEERTZ, Cliford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LTC, 1989.

GOFFMAN, Erving. The presentation of self in everyday life. New York: Doubleday, 1959

______. A representação do eu na vida cotidiana. Petrópolis: Vozes, 1986.

HERZFELD, Michael. The social production of indifference. London and Chicago: University of Chicago Press, 1992.

LEVINE, Donald. Introduction. In: SIMMEL, Georg. On individuality and social forms. Chicago: The University of Chicago Press, 1971 [1908].

SAPIEZINSKAS, Aline. De bonecas, flores e bordados: investigações antropológicas no campo do artesanato em Brasília. 2008. 322 fls. Tese (Doutorado em Antropologia Social) – Universidade de Brasília, Brasília, 2008.

______. Como se constrói um artesão: negociações de significado e uma cara nova para as coisas da vovó. Revista Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, ano 18, n. 38, p. 133-158, jul./dez. 2012.

SIMMEL, Georg. On individuality and social forms. Chicago: The University of Chicago Press, 1971 [1908].

VAN DIJK, Teun. Discourse and context: a sociocognitive approach. Cambridge: Cambridge University Press, 2011.

______. Discurso e contexto: uma abordagem sociocognitiva. São Paulo: Contexto, 2012.

WEBER, Max. Economia e sociedade. Brasília: Editora da UnB, 1999.

Publicado
2016-04-28
Como Citar
Kras Borges Canani, A. S. (2016). Significados Negociados. Letrônica, 9(1), 20-36. https://doi.org/10.15448/1984-4301.2016.1.22217