Um pluralismo liberal: Isaiah Berlin e John Stuart Mill

  • Giovane Martins Vaz dos Santos PUCRS/CAPES
Palavras-chave: Pluralismo, Monismo, Liberalismo, Isaiah Berlin, John Stuart Mill.

Resumo

O ensaio explora a relação entre o pluralismo de valores, como Isaiah Berlin o entende, e liberalismo. Consiste de duas partes principais. Na primeira, argumento que o pluralismo de valores não implica no liberalismo, e critico dois filósofos – William Galston e George Crowder – que acreditam nessa implicação. Na segunda, reconstruo e defendo o próprio entendimento de Isaiah Berlin sobre essa relação, analisando um ensaio que é frequentemente negligenciado pelos intérpretes de Isaiah Berlin: John Stuart Mill and the Ends of Life. Berlin pensava que o relacionamento entre o pluralismo de valores e o liberalismo era largamente psicológico. Ele acreditava que aqueles que abraçavam o pluralismo de valores seriam mais propensos a afirmar as instituições liberais, pois seria mais provável que eles exibissem certas virtudes – notavelmente, a empatia, a imaginação e a abertura para outras formas de vida – que tipicamente motivam a tolerância.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Giovane Martins Vaz dos Santos, PUCRS/CAPES
Licenciado em filosofia pela PUCRS. Mestrando em filosofia pela PUCRS. Bolsista da CAPES.
Publicado
2018-12-13
Como Citar
Martins Vaz dos Santos, G. (2018). Um pluralismo liberal: Isaiah Berlin e John Stuart Mill. Intuitio, 11(2), 161-193. https://doi.org/10.15448/1983-4012.2018.2.31492