Memórias da Violência Colonial: reconhecimentos do passado e lutas pelo futuro

Resumo

---

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sheila Khan, Universidade do Minho - U-Minho. Instituto de Ciências Sociais – ICS, Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade – CECS
Socióloga, é atualmente investigadora do Centro Estudos de Comunicação e Sociedade, da Universidade do Minho. Doutorada em Estudos Étnicos e Culturais pela Universidade de Warwick, tem, no seu percurso académico, centrado a sua atenção nos estudos pós-coloniais, com especial enfoque nas relações entre Moçambique e Portugal, incluindo a questão dos imigrantes moçambicanos em Portugal. De entre os temas que tem trabalhado inclui-se a história e a literatura moçambicana e portuguesa contemporâneas, narrativas de vida e de identidade a partir do Sul global, autoridades de memória e de pós-memória. É de destacar os seus recentes livros, "Portugal a Lápis de Cor: A Sul de uma pós-colonialidade" (Almedina, 2015); "Visitas a João Paulo Borges Coelho: leituras, diálogos e futuros" (et al., 2017, Colibri); "Mozambique on the Move: Challenges and Reflections" (com Paula Meneses e Bjorn Bertelsen, Brill, 2018). Atualmente, investigadora doutorada do projeto financiado pelo Conselho Europeu de Investigação, EXCHANGE e membro da equipa de investigação do projeto FCT/Aga Khan sobre as relações inter-culturais entre Moçambique e Portugal.
Bruno Sena Martins, Investigador do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES/UC).
Co-coordenador do Programa de Doutoramento Human Rights in Contemporary Societies e Co-coordenador no Programa de extensão académica "O Ces vai à Escola". É docente no Programa de Doutoramento "Pós-colonialismos e cidadania global". Com trabalho de campo em Portugal, India e Moçambique, tem pesquisado e publicado sobre o colonialismo, o corpo e os direitos humanos.
Miguel Cardina, Universidade de Coimbra – UC. Centro de Estudos Sociais – CES

Investigador do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES). Foi Presidente do Conselho Científico do CES (2017-2019) e membro da coordenação do Núcleo de Humanidades, Migrações e Estudos para a Paz (NHUMEP) (2013-2106). Recebeu em 2016 a bolsa Starting Grant do European Research Council (ERC - Conselho Europeu para a Investigação) na qualidade de coordenador do projeto de investigação «CROME - Crossed Memories, Politics of Silence. The Colonial-Liberation Wars in Postcolonial Times» (2017-2022). É autor ou co-autor de vários livros, capítulos e artigos sobre colonialismo, anticolonialismo e guerra colonial; história das ideologias políticas nas décadas de 1960 e 1970; e dinâmicas entre história e memória.

Referências

DUSSEL, Enrique. Eurocentrism and modernity: Introduction to the Frankfurt lectures. Boundary 2, Durham, v. 20, n. 3, p. 65-76, 1993.

Disponível em: https://doi.org/10.2307/303341. Acesso em: 7 maio 2019.

QUIJANO, Aníbal. Colonialidade do poder, Eurocentrismo e América Latina. Buenos Aires: Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales, 2005.

SANTOS, Boaventura de Sousa. O fim do império cognitivo. Coimbra: Almedina, 2018.

Publicado
2019-07-16
Como Citar
Khan, S., Martins, B. S., & Cardina, M. (2019). Memórias da Violência Colonial: reconhecimentos do passado e lutas pelo futuro. Estudos Ibero-Americanos, 45(2), 1-3. https://doi.org/10.15448/1980-864X.2019.2.33814