A ESTRUTURA EDUCACIONAL COMO REFLEXO DA CULTURA BRASILEIRA

  • Núncia Maria Santoro de Constantino ---

Resumo

Inicialmente, defende-se a ideia de que o Brasil não possui ou possuiu um sistema educacional. No desenvolvimento, o trabalho pretende analisar características dessa estrutura educacional brasileira numa perspectiva histórico-cultural, isto é, destacando uma primeira fase, cujo caráter da educação  é essencialmente religioso; uma segunda fase que se caracteriza pela ausência de qualquer sistema educacional, fase que corresponde à criação das aulas régias de inspiração iluminista; a fase que corresponde à permanência da corte portuguesa no Brasil, quando o imediatismo e a praticidade definem as prioridades educacionais; a fase relativa ao Império, quando o ensino particular expande-se, dada a escassez de empreendimentos oficiais; a fase republicana com suas tentativas de implantação de sistema educacional, tentativas expressas em sucessivas reformas de ensino e, por fim, transformações de correntes de conceitos da chamada “Escola Nova”. Como conclusão, o trabalho sintetiza problemas da educação brasileira como reflexo do processo histórico e cultural.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Núncia Maria Santoro de Constantino, ---
---

Referências

---

Publicado
1984-12-31
Como Citar
Santoro de Constantino, N. M. (1984). A ESTRUTURA EDUCACIONAL COMO REFLEXO DA CULTURA BRASILEIRA. Estudos Ibero-Americanos, 10(2), 129-150. https://doi.org/10.15448/1980-864X.1984.2.30446
Seção
Artigos