Dois objetos soturnos: leituras de Alphonsus de Guimaraens

  • Francine Fernandes Weiss Ricieri UNIFESP
Palavras-chave: Alphonsus de Guimaraens, Simbolismo brasileiro, Século XIX

Resumo

Neste ensaio formulam-se algumas reflexões analíticas sobre a obra Kiriale, do poeta Alphonsus de Guimaraens. São abordados alguns poemas, em especial “A cabeça de Corvo” e “O Cachimbo”, bem como aspectos constitutivos do modo de estruturação e concepção do livro em estudo. Apesar de não ser a obra tecnicamente mais elaborada de Guimaraens, Kiriale apresenta configuração formal e temática que a inserem no âmbito das reflexões sobre o literário que se faziam então, em especial pela valorização da obra poética enquanto objeto racionalmente organizável. Discutem-se, ainda, evidências da existência de um projeto poético específico recorrente no conjunto da produção de Guimaraens. Por fim, esboçam-se algumas considerações sobre o caráter problemático e tensional daquela lírica.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
Ricieri, F. F. W. (2011). Dois objetos soturnos: leituras de Alphonsus de Guimaraens. Letras De Hoje, 46(2), 22-31. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fale/article/view/9489
Seção
A Lírica Moderna: do Romantismo à Contemporaneidade