Metáfora, dicionário e ensino

  • Emilia Maria Peixoto Farias
Palavras-chave: metáfora, dicionário, ensino.

Resumo

O objetivo do presente trabalho é apresentar as expressões metafóricas como reflexos de processos de conceptualização e, como tal, as manifestações em diferentes línguas podem revelar compartilhamento nas formas de compreensão. Sendo assim, na perspectiva do ensino/aprendizagem de línguas, acreditamos que buscar as semelhanças interculturais seja um fator relevante. Nessa perspectiva, os dicionários tornam-se uma ferramenta indispensável na identificação dessas semelhanças, pois são repositórios das culturas e dos saberes dos povos. Para atingirmos nosso objetivo, tomaremos como base os princípios teóricos que embasam a Teoria da Metáfora Conceitual (LAKOFF; JOHNSON, 1980; 1999) e Kövecses (2001; 2005). As obras lexicográficas escolhidas são: Deignan (1997), Collins Cobuild (1999) e Borba (2004). Todas têm em comum uma nomenclatura organizada com base em corpora de língua nas modalidades escrita e oral.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2009-09-09
Como Citar
Farias, E. M. P. (2009). Metáfora, dicionário e ensino. Letras De Hoje, 44(3). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fale/article/view/5769
Seção
Tópico 3 – Linguagem e cognição: aprendizagem e ensino de segunda língua