Signos de ódio, terror e crueldade

O horizonte ideológico de uma organização (neo)cristonazifascista

Palavras-chave: Cristianismo e Fascismo, Declaração de Viena, Direitos Humanos, Vozes Sociais, Relações Dialógicas

Resumo

Esta pesquisa tem como objeto científico uma organização (neo)cristonazifascista rastreada e investigada, no Telegram, durante o mês de março de 2021. Nesse sentido, o objetivo geral é compreender o horizonte ideológico da organização, explorando reflexos e refrações semânticas em articulação com vozes socioideológicas materializadas nos enunciados. Esta pesquisa se justifica pela importância de se fomentar o debate sobre essa ideologia tornando-se uma forma de denúncia social. Escolhem-se, como procedimento metodológico, 11 postagens-enunciados como corpus discursivo, concebendo-o como histórico, social e ideológico. A metodologia está ancorada nos postulados de Bakhtin (2011), Medviédev (2016) e Volóchinov (2018).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Alexandre Fernandes Rodrigues, Universidade Federal do Rio Grande (FURG), Rio Grande, RS, Brasil.

Graduado em Letras Português e Francês e suas respectivas Literaturas pela Universidade Federal do Rio Grande (FURG), em Rio Grande, RS, Brasil; mestrando em Estudos da Linguagem pela Universidade Federal do Rio Grande (FURG-CAPES).

Kelli Machado da Rosa, Universidade Federal do Rio Grande (FURG), Rio Grande, RS, Brasil.

Doutora em Linguística pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), em Porto Alegre, RS, Brasil; professora da Universidade Federal do Rio Grande (FURG), em Rio Grande, RS, Brasil;

Referências

ALMEIDA, Silvio. Racismo estrutural. São Paulo: Editora Jandaíra, 2020.

BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. Tradução de Paulo Bezerra. 6. ed. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2018.

BASCH, Gábor. Nação e pós-socialismo: uma etnografia das transformações recentes na Voivodina. 2018. 208 f. Tese (Doutorado em Antropologia Social) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2018.

BÍBLIA ONLINE. Gênesis 49:10. Disponível em: https://www.bibliaonline.com.br/acf/gn/49/10. Acesso em: 8 abr. 2021.

BÍBLIA ONLINE. Daniel 11:37. Disponível em: https://www.bibliaonline.com.br/acf/dn/11/37. Acesso em: 8 abr. 2021.

BÍBLIA ONLINE. João 5:43. Disponível em: https://www.bibliaonline.com.br/acf/jo/5/43. Acesso em: 8 abr. 2021.

BRITO, Thaís Nunes; LEITE; Francisco de Freitas. Mikhail Bakhtin e seu contexto político e cultural. Miguilim - Revista Eletrônica do Netlli, Cairi, v. 1, n. 1, p. 56-64, dez. 2012. Disponível em: http://periodicos.urca.br/ojs/index.php/MigREN/article/view/349. Acesso em: 25 ago. 2021.

BONILLA-SILVA, Eduardo. Racismo sem racistas: o racismo da cegueira de cor e a persistência da desigualdade na América. 1. ed. Tradução de Margarida Goldsztajn. São Paulo: Perspectiva, 2020.

CHEVITARESE, André Leonardo; JUSTI, Daniel Brasil. O Jesus Ariano. O imaginário e as concepções do Jesus Histórico na Alemanha Nazista. Horizonte, Belo Horizonte, v. 15, n. 45, p. 188-205, jan./mar. 2017. Disponível em: http://periodicos.pucminas.br/index.php/horizonte/article/view/p.2175-5841.2017v15n45p188/11296. Acesso em: 25 ago. 2021.

CONFERÊNCIA MUNDIAL DOS DIREITOS HUMANOS. Declaração e Programa de Viena. São Paulo: Biblioteca Virtual de Direitos Humanos, 1993. Disponível em: http://www.direitoshumanos.usp.br/index.php/Sistema-Global.-Declara%C3%A7%C3%B5es-e-Tratados-Internacionais-de-Prote%C3%A7%C3%A3o/declaracao-e-programa-de-acao-de-viena.html. Acesso em: 25 ago. 2021.

DIAS, Adriana Abreu Magalhães. Anacronautas do teutonismo virtual: uma etnografia do neonazismo na Internet. 2007. 329 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2007.

DIAS, Adriana Abreu Magalhães. O filho de Odin: a construção de si na autobiografia do líder neonazista David Lane. Revista Espaço Acadêmico, Campinas, v. 9, p. 42-58, 2010. Disponível em: https://periodicos.uem.br/ojs/index.php/EspacoAcademico/article/view/9219/5313. Acesso em: 25 ago. 2021.

DIAS, Adriana Abreu Magalhães. Observando o ódio: entre uma etnografia do neonazismo e a biografia de David Lane. 2018. 366 f. Tese (Doutorado em Antropologia Social) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2018.

EVANS, Richard. A Chegada do Terceiro Reich. Tradução de Lúcia Brito. São Paulo: Planeta, 2010.

EVANS, Richard. O Terceiro Reich no poder. Tradução de Lúcia Brito. São Paulo: Planeta, 2011.

EVANS, Richard. O Terceiro Reich em guerra. Tradução de Lúcia Brito e Solange Pinheiro. São Paulo: Planeta, 2012.

GILBERT, Martin. A Segunda Guerra Mundial: os 2.174 dias que mudaram o mundo. Tradução de Ana Luísa Faria e Miguel Serras Pereira. 1. ed. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2014.

GOES, Fernanda Lira; SILVA, Tatiana Dias. O regime internacional de combate ao racismo e à discriminação racial. Brasília: Libraria do Ipea, 2013. Disponível em: http://repositorio.ipea.gov.br/bitstream/11058/2007/1/TD_1882.pdf. Acesso em: 25 ago. 2021.

KERSHAW, Ian. O fim do Terceiro Reich: a destruição da Alemanha de Hitler, 1944-1945. Tradução de Jairo Arco e Flexa. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

LONGERICH, Peter. Heinrich Himmer: uma biografia. Tradução de Angelika Elisabeth Köhnke et al. 1 ed. Rio de Janeiro: Objetiva, 2013.

MEDVIÉDEV, Pável. O método formal nos estudos literários: introdução crítica a uma poética sociológica. Tradução de Ekaterina Vólkova Américo e Sheila Camargo Grillo. 1. ed. São Paulo: Contexto, 2016.

MOREIRA, Adilson. Racismo recreativo. São Paulo: Editora Jandaíra, 2020.

RODRIGUES, Marcos Alexandre Fernandes; SARATT, Luciana. A nação, o Trump e o povo: a trindade do populismo popular-nacionalista neofascista da organização QAnon. In: CANCELIER, Janete Webler; BELING, Helena Maria; KAUFMANN, Marielen Priscila. Debates e discussões: ampliando olhares sobre a pesquisa. 1. ed. Santa Maria: Arco Editores, 2021. p. 106-120.

SWEETING, Glen. O piloto de Hitler: a vida e a época de Hans Baur. Tradução de Elvira Serapicos. São Paulo: Jardins dos Livros, 2011.

VOLÓCHINOV, Valetin. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. 2. ed. Tradução de Sheilla Grillo e Ekaterina Vólkova Américo. São Paulo: Editora 34, 2018.

Publicado
2021-12-31
Como Citar
Rodrigues, M. A. F. ., & Rosa, K. M. da . (2021). Signos de ódio, terror e crueldade: O horizonte ideológico de uma organização (neo)cristonazifascista. Letras De Hoje, 56(3), 610-623. https://doi.org/10.15448/1984-7726.2021.3.40696
Seção
Dossiê: Estudos Bakhtinianos Contemporâneos