Enunciado e ideologia em tirinhas da personagem Rã Zinza no contexto pandêmico

Uma análise dialógica do discurso

Palavras-chave: Enunciado, Ideologia., Rã Zinza, Pandemia de coronavírus, Análise Dialógica do Discurso

Resumo

Este texto analisa, sob o viés da Análise Dialógica do Discurso, tirinhas da personagem Rã Zinza, de Rafael Marçal, acerca do contexto pandêmico do novo coronavírus. Os pressupostos teóricos que abalizam a análise advêm da Filosofia da Linguagem proposta pelo Círculo de Bakhtin, principalmente no que se refere aos conceitos de enunciado e ideologia, aquele visto como elo da interação discursiva que possibilita o processo de reflexo e refração desta. Metodologicamente, empreendemos uma análise dialógica dos enunciados conformados em quatro tirinhas produzidas por Marçal no contexto pandêmico. O cotejo analítico permitiu perceber que, no cronotopo pandêmico brasileiro, ideologias de esquerda e de direita se embatem acerca da crença quanto ao perigo do vírus à humanidade, o que revela não somente uma crise sanitária, tal como vivenciada na maioria dos países assolados pela pandemia, mas também a polarização político-partidária que caracteriza a realidade brasileira em todas as frentes sociais que lhe concernem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco Rogiellyson da Silva Andrade, Universidade Federal do Ceará (UFC), Fortaleza, CE, Brasil.

Mestre em Linguística pelo Programa de Pós-Graduação em Linguística (PPGLin) da Universidade Federal do Ceará (UFC), em Fortaleza, CE, Brasil; especialista em Linguística Aplicada e Ensino de Línguas pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul; doutorando em Linguística pelo Programa de Pós-Graduação em Linguística (PPGLin) da Universidade Federal do Ceará (UFC), em Fortaleza, CE, Brasil. Professor de Língua Portuguesa vinculado à Secretaria Municipal da Educação de Fortaleza (SME) e à Secretaria Estadual da Educação do Ceará (SEDUC), em Fortaleza, CE, Brasil.

Flavia Hatsumi Izumida Andrade, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), São Carlos, SP, Brasil.

Mestra em Linguística pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), em São Carlos, SP, Brasil; especialista em Língua Portuguesa pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), em Campinas, SP, Brasil; doutoranda em Linguística pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), em São Carlos, SP, Brasil; professora de Educação Básica, Técnica e Tecnológica do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), em Avaré, SP, Brasil.

Pollyanne Bicalho Ribeiro, Universidade Federal do Ceará (UFC), Fortaleza, CE, Brasil.

Possui graduação em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais (2001), graduação em Direito pelo Centro Universitário FUMEC (2000), mestrado em Educação pela Universidade São Marcos (2004), doutorado em Linguística Aplicada pela Puc Minas (2008) e pós-doutorado em Linguística Aplicada (USP). Atualmente, é professora da Universidade Federal do Ceará. Tem experiência na área da Linguística Aplicada, com ênfase nos seguintes temas: gêneros discursivos, identidade do professor, memoriais, representações sociais; formação de professores; letramento, material didático.

Referências

AMORIM, M. O pesquisador e seu outro: Bakhtin nas Ciências Humanas. São Paulo: Musa Editora, 2004.

AMORIM, M. Cronotopo e exotopia. In: BRAIT, B. (org.) Bakhtin: outros conceitos-chave. São Paulo: Contexto, 2006. p. 95-114.

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. 2. ed. Tradução de Maria Ermantina Galvão G. Pereira. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

BAKHTIN, M. Questões de literatura e estética – a teoria do romance. São Paulo: Unesp, 1998.

BAKHTIN, M. Para uma filosofia do Ato Responsável. 3. ed. Tradução de Valdemir Miotello e Carlos Alberto Faraco. São Pedro: Pedro e João Editores, 2017.

BRAIT, B. Introdução: alguns pilares da teoria bakhtiniana. In: BRAIT, B. (org.) Bakhtin: conceitos-chave. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2005. p. 7-10.

BRAIT, B. Teoria e análise do discurso. In: BRAIT, B. (org.) Bakhtin: outros conceitos-chave. São Paulo: Contexto, 2006. p. 9-32.

GONÇALVES, A. P. Os ascensos revolucionários de fevereiro e outubro de 1917 na Rússia nos livros didáticos de História. Signo, Santa Cruz do Sul, v. 33, n. 54, p. 227- 274, jan./jun. 2008.

MAGALHÃES, H. Humor em pílulas: a força criativa das tiras brasileiras. João Pessoa: Marca de Fantasia, 2006.

MARÇAL, R. Rã Zinza. In: MARÇAL, R. Portal Rafael Marçal. [S. I.], 21 set. 2021. Disponível em: https://vacilandia.com/category/tirinha/ra-zinza. Acesso em: 9 nov. 2020.

MARCHEZAN, R. C. Diálogo. In: BRAIT, B. (org.) Bakhtin: outros conceitos-chave. São Paulo: Contexto, 2006. p. 115-131.

NOVAIS, E. L. A construção discursiva da (in)disciplina na perspectiva bakhtiniana: vozes, discursos e alteridade no contexto escolar. 2008. Tese (Doutorado em Letras) – Departamento de Letras, Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2008. Disponível em: https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/colecao.php?strSecao=resultado&[email protected]. Acesso em: 23 set. 2018.

PAULA, L. de; LUCIANO, J. A. R. A filosofia da linguagem bakhtiniana e sua tridimensionalidade verbivocovisual. Estudos Linguísticos, São José do Rio Preto, v. 49, n. 2, p. 706-722, jun. 2020a.

PAULA, L. de; LUCIANO, J. A. R. Filosofia da Linguagem Bakhtiniana: concepção verbivocovisual. Revista Diálogos (RevDia), Cuiabá, v. 8, n. 3, p. 131-151, set./dez. 2020b.

ROJO, R.; BARBOSA, J. P. Hipermodernidade, multiletramentos e gêneros discursivos. São Paulo, Parábola, 2015.

SAINT-EXUPÉRY, A. O pequeno Príncipe. Paris: Éditions Gallimard, 1943.

SILVA, R. O.; ALMEIDA, M. de F. Análise da interação verbal na teoria bakhtiniana. Macabéa – Revista Eletrônica do Netlli, Crato, v. 2, n. 1, p. 117-127, jan./jun. 2013.

SOBRAL, A. Ato/Atividade e evento. In: BRAIT, B. (org.) Bakhtin: outros conceitos-chave. São Paulo: Contexto, 2006. p. 11-36.

VOLÓCHINOV, V. Marxismo e filosofia da linguagem. Tradução, notas e glossário de Sheila Grillo, Ekaterina Vólkova Américo. 2. ed. São Paulo: Editora 34, 2018.

Publicado
2021-12-31
Como Citar
Andrade, F. R. da S., Andrade, F. H. I., & Ribeiro, P. B. (2021). Enunciado e ideologia em tirinhas da personagem Rã Zinza no contexto pandêmico: Uma análise dialógica do discurso. Letras De Hoje, 56(3), 465-481. https://doi.org/10.15448/1984-7726.2021.3.40646
Seção
Dossiê: Estudos Bakhtinianos Contemporâneos