Citação bilíngue intermodal

O discurso citado no contexto de formação de intérpretes de Libras-português

Palavras-chave: Citação, Intermodalidade, Intérpretes, Libras, Estudos bakhtinianos

Resumo

Adotando como fundamentação teórica de base os estudos do Círculo de Bakhtin a respeito do discurso alheio, do discurso dentro do discurso e da pluridiscursividade, apresentamos, neste artigo, a citação bilíngue intermodal como fenômeno de linguagem contemporâneo, promovido pelo uso simultâneo da língua brasileira de sinais (Libras) e do Português brasileiro em um contexto de formação de intérpretes. Ao verem a si mesmos como enunciadores, por meio do dispositivo da autoconfrontação, os sujeitos fazem referência ao discurso sinalizado que foi por eles interpretado para o português em uma atividade didática, utilizando mecanismos dêiticos, anafóricos e prosódicos presentes em ambas as línguas. Esse uso simultâneo da Libras e do Português fez aparecer formas de discurso reportado atrelado à sobreposição de línguas, como a citação direta demonstrativa e citação direta transliterada, formas de apropriação do discurso alheio características de ambientes bilíngues intermodais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vinícius Nascimento, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), São Carlos, SP, Brasil.

Doutor e mestre em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), em São Paulo, SP, Brasil; professor adjunto II do Departamento de Psicologia da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), em São Carlos, SP, e professor permanente do Programa de Pós-graduação em Estudos da Tradução da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em Florianópolis, SC.

 

Beth Brait, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), São Paulo, SP, Brasil.

Doutora e livre docente em Linguística pela Universidade de São Paulo (USP), em São Paulo, SP, Brasil; professora do Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem/LAEL e do Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária da Faculdade de Filosofia, Comunicação, Letras e Artes (FAFICLA), Departamento de Ciências da Linguagem e Filosofia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), em São Paulo, SP, Brasil. Pesquisadora 1A do CNPq.

Referências

BAKHTIN, Mikhail. Teoria do romance I. A estilística. Tradução, prefácio, notas e glossário de Paulo Bezerra. Organização da edição russa Serguei Botcharov, Vadim Kójinov. São Paulo: Editora 34, 2015.

BAKHTIN, Mikhail. O problema do texto na linguística, na filologia e em outras ciências humanas. In: BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. Tradução de Paulo Bezerra. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2010a. p. 307-335.

BAKHTIN, Mikhail. O autor e a personagem na atividade estética. In: BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. Tradução Paulo Bezerra. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2010b. p. 6-185.

BARBOSA, Heloísa Gonçalves. Procedimentos técnicos da tradução: uma nova proposta. 2. ed. Campinas: Pontes, 2004.

BRAIT, Beth. Polifonia arquitetada pela citação visual e verbo-visual. Bakhtiniana, São Paulo, v. 1, n. 5, p. 183-196, 2011. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/bakhtiniana/article/view/5397. Acesso em: 31 mar. 2021.

EMMOREY, Karen; BORINSTEIN, Helsa B.; THOMPSON, Robin; GOLLAN, Tamar H. Bimodal Bilingualism. Bilingualism: Language and Cognition, Cambridge, v. 11, n. 1, p. 43–61, 2008. Disponível em: https://doi.org/10.1017/S1366728907003203. Acesso em. 20 mar. 2021.

FAÏTA, Daniel. Gêneros da atividade e estilos de conduzir um trem. In: Análise dialógica da atividade profissional. Tradução de Maristela Botelho França, Maria da Glória Correa di Fanti, Marcos Antonio M. Vieira. Rio de Janeiro: Imprinta Express, 2005. p. 55-77.

FIORIN, José Luiz. As astúcias da enunciação: as categorias de pessoa, espaço e tempo. 3. ed. São Paulo: Editora Contexto, 2016.

LIMA, Anselmo Pereira de. Visitas técnicas: um processo de “conciliação” escola-empresa. 2008. 312 f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem) – Faculdade de Filosofia, Comunicação, Letras e Artes, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2008. Disponível em: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/14031. Acesso em: 20 out. 2021.

MELO, Lis Maximo e; NASCIMENTO, Vinícius. Tradução audiovisual do português para a Libras a partir do gênero institucional de divulgação científica. Letras & Letras, Uberlândia, v. 7, n. 32, No prelo.

MOURA-VIEIRA, Marcos Antonio. A atividade e o discurso na clínica: uma análise dialógica do trabalho médico. Amsterdam: CreatSpace Independet Publishing Platform, 2012.

NASCIMENTO, Marcus Vinícius Batista. Formação de intérpretes de Libras e Língua Portuguesa: encontros de sujeitos, discursos e saberes. 2016. 318 f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem) – Faculdade de Filosofia, Comunicação, Letras e Artes, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2016. Disponível em: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/19562. Acesso em: 20 mar. 2021.

NASCIMENTO, Vinícius; NASCIMENTO, Nicolas. Interpretação do português para a Libras no Programa Roda Viva da TV Cultura: aspectos e estratégias do trabalho em equipe. Revista Con(Textos) Linguísticos, Vitória, v. 15, n. 32. No prelo.

PRETTI, Dino (org.). Interação na fala e na escrita. São Paulo: Humanitas, 2003.

QUADROS, Ronice Muller. Língua de herança: língua brasileira de sinais. Porto Alegre: Artmed, 2017.

QUADROS, Ronice Muller; LILLO-MARTIN, Diane; EMOREY, Karen. As línguas de bilíngues bimodais. Revista de Estudos Linguísticos da Universidade do Porto, Porto, v. 11, p. 139-160, 2016. Disponível em: https://ler.letras.up.pt/uploads/ficheiros/14822.pdf. Acesso em: 25 mar. 2021.

QUADROS, Ronice Muller. Efeitos de modalidade de língua: as línguas de sinais. ETD – Educação Temática Digital, Campinas, v. 7, n. 2, p. 168-178, 2006. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/801. Acesso em: 31 mar. 2021.

RODRIGUES, Carlos Henrique. Interpretação simultânea intermodal: sobreposição, performance corporal-visual e direcionalidade inversa. Revista da Anpoll, Florianópolis, v. 1, n. 44, p. 111-129, 2018. Disponível em: https://doi.org/10.18309/anp.v1i44.1146. Acesso em: 31 mar. 2021.

SANTIAGO, Vânia de Aquino Albres. Português e Libras em diálogo: os procedimentos de tradução e o campo do sentido. In: ALBRES, Neiva de Aquino; SANTIAGO, Vânia de Aquino Albres (org.). Libras em estudo: tradução/interpretação. São Paulo: FENEIS, 2012. p. 35-56.

SOBRAL, Adail. Dizer o ‘mesmo’ a outros: ensaios sobre tradução. São Paulo: SBS Editora, 2008.

VIEIRA, Marcos Antônio; FAITA, Daniel. Quando os outros olham outros de si mesmo: reflexões metodológicas sobre a autoconfrontação cruzada. Polifonia. Cuiabá, v. 7, n. 7, p. 62-65, 2003. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/polifonia/article/view/1137. Acesso em: 31 mar. 2021.

VOLOCHÍNOV, Valentin (Círculo de Bakhtin). Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. Tradução do russo, notas e glossário de Sheila Grillo, Ekaterina Vólkova Américo; ensaio introdutório de Sheila Grillo. São Paulo: Editora 34, 2017.

WURM, Svenja. Translation across Modalities: The Practice of Translating Written Text into Recorded Signed Language: An Ethnographic Case Study. 2010. 267 f. Tese. (Doutorado em Filosofia) – Department of Languages and Intercultural Studies, Heriot-Watt University, Edinburgh, 2010. Disponível em: https://www.ros.hw.ac.uk/handle/10399/2407. Acesso em: 20 out. 2021.

Publicado
2021-12-31
Como Citar
Nascimento, V., & Brait, B. (2021). Citação bilíngue intermodal: O discurso citado no contexto de formação de intérpretes de Libras-português. Letras De Hoje, 56(3), 726-737. https://doi.org/10.15448/1984-7726.2021.3.40581
Seção
Dossiê: Estudos Bakhtinianos Contemporâneos