Os transparentes: identidades nacionais em exibição na Angola de Ondjaki

  • Silvia Valencich Frota Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa
Palavras-chave: Identidade, Nacionalismo, Estudos Culturais

Resumo

Embora o fim dos nacionalismos tenha sido apregoado no final do século passado, estes ainda marcam presença em nossas sociedades contemporâneas. Neste artigo, a partir do romance de Ondjaki, procura-se identificar e analisar diferentes representações e discursos construídos sobre o tema. O que se quer entender é se os discursos de identidade nacional seguem invariáveis ou se apontam para a transformação, ou mesmo para o fim, da ideia de nação. No contexto da pós-modernidade, onde os conceitos de globalização e multiculturalidade são frequentemente chamados à discussão, importa observar em que termos essas identidades são construídas e/ou contestadas. Nesse sentido, a Luanda de Ondajki, com seu cotidiano de contatos entre pessoas das mais diversas origens, revela-se palco bastante fértil para a análise.

********************************************************************

The transparents: national identities on display in Ondjaki’s Angola

Abstract: Although the end of nationalisms has been proclaimed at the end of the last century, they are still present in our contemporary societies. This article, focused on Ondjaki’s novel, seeks to identify and analyze different representations and discourses constructed on the topic. What we want to understand is whether the national identity discourses remain the same or they indicate the transformation of the idea of nation, or even its end. In the context of postmodernity, where the concepts of globalization and multiculturalism are often called to the fore, it should be noted in which terms such identities are constructed and / or challenged. In this sense, Ondajki’s Luanda with its everyday life characterized by the contact between people from different places, seems to be a quite fertile field for analysis.

Keywords: Identity; Nationalism; Cultural Studies


Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDERSON , Benedict. Comunidades imaginadas: reflexões sobre a origem e a expansão do nacionalismo. Trad. C. Mira. Lisboa: Edições 70, 2005 (1991, 2. ed.).

BENNET, Tony; Gross berg , Lawrence; Morris , Meaghan (Eds.). New keywords: a revised vocabulary of culture and society. London: Blackwell, 2005.

DEBORD, Guy. A sociedade do espectáculo. Lisboa: Antígona, 2012 (1967).

GIDDENS, Anthony. Viver numa sociedade pós-tradicional. In: Bech , Ulrich, Giddens , Anthony; Lash , Scott (Eds.). Modernização reflexiva: política, tradição e estética na ordem social moderna. Trad. M. A. Agusto. Oeiras: Celta, 2000.

HALBWACHS, Maurice. A Memória Coletiva (L.L. Shaffter, trad.). São Paulo: Edições Vértice, 1990 (1968, 2. ed.). Hall , Stuart. A Identidade Cultural na Pós-Modernidade. Trad. T. T. Silva e G.L. Louro. Rio de Janeiro: Lamparina, 2014 (1992).

HOBSBAWM, Eric. A questão do nacionalismo: nações e nacionalismo desde 1780 – programa, mito, realidade. Trad. Carlos Lains. Lisboa: Terramar, 1998 (1990).

LYOTARD, Jean François. A condição pós-moderna. Trad. J. B. Miranda. Lisboa: Gradiva, 1986.

ONDJAKI. Os transparentes. Lisboa: Editorial Caminho, 2012.

ROBERTSON, Roland. Glocalization: time-space and homogeneity-heterogeneity. In: Featherstone , Michael, Lash, scott; Robertson , Roland (Eds.). Global modernities. London: Sage Publications, 1995.

SMITH, Anthony D. Nationalism and modernism. London: Routledge, 2001 (1998).

WODAK, Ruth;d DeCillia , Rudolf. Commemorating the past: the discursive construction of official narratives about the ‘Rebirth of the Second Austrian Republic’. Discourse & Communication, London: Sage Publications, v. 1, n. 3, p. 337-363, 2007.

Publicado
2016-12-31
Como Citar
Frota, S. V. (2016). Os transparentes: identidades nacionais em exibição na Angola de Ondjaki. Letras De Hoje, 51(4), 543-554. https://doi.org/10.15448/1984-7726.2016.4.26173