Compreensão leitora pós-lesão cerebral de hemisfério direito: um estudo de caso

  • Gislaine Machado Jerônimo PUCRS
Palavras-chave: Leitura, Gênero Narrativo, Acidente Vascular Encefálico (AVE), Hemisfério Direito, Hemisfério Esquerdo, Memória de Trabalho, Memória Episódica, Funções Executivas,

Resumo

Resumo: A compreensão leitora é uma das habilidades linguísticas mais deficitárias na população brasileira (SCLIAR-CABRAL, 2009). Pesquisadores da área de Neuropsicolinguística, através de um estudo de interface, vêm buscando compreender a forma como os hemisférios cerebrais processam o texto. Mas os estudos, principalmente no que tange a integração textual, ainda são controversos, pois alguns apontam o hemisfério esquerdo e outros o hemisfério direito como responsável por essa função. No intuito de contribuir para esse debate, propomos a presente pesquisa. Trata-se de um estudo de caso com um sujeito acometido de lesão cerebral no hemisfério direito, onde verificamos os três níveis de compreensão textual propostos por Kintsch e Van Dijk (1983); Van Dijk (2010): microestrutura, macroestrutura e modelo situacional. Com esse estudo queremos ampliar nossa compreensão sobre o funcionamento da linguagem na patologia, sua relação com os hemisférios cerebrais e outros componentes cognitivos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gislaine Machado Jerônimo, PUCRS
Doutoranda em Linguística pela PUCRS.
Publicado
2013-09-10
Como Citar
Jerônimo, G. M. (2013). Compreensão leitora pós-lesão cerebral de hemisfério direito: um estudo de caso. Letras De Hoje, 48(3), 414-423. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fale/article/view/12043