Vogais mediais pretônicas no noroeste paulista: o papel das variáveis sociais no alçamento vocálico

  • Vanessa Cristina Pavezi Universidade Estadual Paulista
  • Luciani Tenani Universidade Estadual Paulista
  • Sebastião Carlos Leite Gonçalves Universidade Estadual Paulista
Palavras-chave: Sociolinguística, Variação, Fonologia, Alçamento vocálico, Vogais pretônicas

Resumo

Neste artigo, investigamos em que medida variáveis sociais atuam no fenômeno de alçamento de vogais mediais pretônicas na variedade do Português falada em São José do Rio Preto, interior do estado de São Paulo. Baseados no modelo teórico-metodológico da sociolinguística variacionista, analisamos uma amostra de fala proveniente do banco de dados Iboruna. Os resultados mostraram que o alçamento se aplica: (i) tanto para homens quanto para mulheres; (ii) em todas as faixas etárias; e (iii) em todos os níveis de escolaridade. Considerados os resultados da análise das variáveis sociais e linguísticas selecionadas pelo programa GoldVarb, encontramos evidências de que o alçamento não é sensível a pressões sociais na comunidade de fala estudada, o que permite afirmar que não se trata de fenômeno estigmatizado socialmente, e a variação, na sua aplicação, está sujeita, mais fortemente, a variáveis de natureza linguística.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
Pavezi, V. C., Tenani, L., & Gonçalves, S. C. L. (2012). Vogais mediais pretônicas no noroeste paulista: o papel das variáveis sociais no alçamento vocálico. Letras De Hoje, 47(3), 315-324. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fale/article/view/11863
Seção
Vogais: Teoria e Uso