A redução do ditongo [ãw] postônico na morfologia verbal do português brasileiro: uma abordagem baseada no uso

  • Thaïs Cristófaro Silva UFMG/CNPq/FAPEMIG
  • Marco Silva Fonseca UFMG/CNPq
  • Maria Cantoni UFMG
Palavras-chave: Redução de ditongo, Fonologia de uso, Frequência lexica

Resumo

Este artigo tem por objetivo investigar a redução do ditongo [ãw] postônico na morfologia verbal do português brasileiro (PB). Foram considerados verbos da primeira conjugação nos seguintes tempos verbais: 1) presente do indicativo: cantam; 2) pretérito perfeito do indicativo: cantaram e 3) pretérito imperfeito do indicativo: cantavam. Os resultados indicam que está em curso no PB um amplo mecanismo que visa reorganizar o paradigma verbal para um menor número de terminações verbais (Duarte, 1996), e que tal mecanismo é implementado através de concessões e restrições da organização gramatical. Assim, a redução do ditongo [ãw] átono na morfologia verbal se contextualiza na fonologia do PB através da redução segmental em posições prosodicamente fracas. Os verbos mais frequentes são afetados em maiores índices em decorrência da motivação fonética da redução segmental em contexto átono, e regularizando o paradigma verbal por nivelamento analógico.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
Silva, T. C., Fonseca, M. S., & Cantoni, M. (2012). A redução do ditongo [ãw] postônico na morfologia verbal do português brasileiro: uma abordagem baseada no uso. Letras De Hoje, 47(3), 283-292. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fale/article/view/11858
Seção
Vogais: Teoria e Uso