Alguns aspectos do sistema vocálico do português brasileiro pela Fonologia CV Radical

  • Elisa Battisti UFRGS/CNPq
Palavras-chave: Fonologias baseadas em dependência, Fonologia CV Radical, Estrutura interna das vogais, Português brasileiro

Resumo

A Fonologia CV Radical (HULST, 2005), desenvolvimento da Fonologia da Dependência (ANDERSON e EWEN, 1987), orienta-se pela ideia de que a sintaxe interna e externa dos segmentos fonológicos pode ser representada por meio de apenas dois primitivos, os traços C e V. A combinação desses elementos na sílaba, nos três constituintes segmentais – os gestos Laríngeo, Ponto, Modo –, permite representar os contrastes existentes nas línguas do mundo. A estruturação das vogais do português pela Fonologia CV Radical representa as distinções fonológicas e expressa, pelo resultado das combinações e sua marcação relativa, a motivação para alguns aspectos do vocalismo português, como a neutralização vocálica e a assimetria no número de fonemas nas pautas tônica, pretônica, átona final; a nasalização vocálica; a vogal alta como gatilho da palatalização das plosivas coronais.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
Battisti, E. (2012). Alguns aspectos do sistema vocálico do português brasileiro pela Fonologia CV Radical. Letras De Hoje, 47(3), 259-267. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fale/article/view/11855
Seção
Vogais: Teoria e Uso