Movimentos sociais e as especificidades do movimento de lutas nos bairros vilas e favelas

  • Naida Menezes Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Resumo

 Os movimentos sociais voltados para a luta por moradia digna no Brasil vêm se consolidando desde meadosdo século XX a partir das lutas de entidades representativas de favelas, vilas e bairros. Essas entidades mantiveram, ao longo de suas trajetórias, articulações com variadas instituições, como partidos e igrejas. O presente artigo, pretende contribuir para a análise das articulações entre partidos políticos de esquerda e movimentos sociais através de um estudo empírico sobre a Ocupação Lanceiros Negros, organizada em Porto Alegre (RS) pelo Movimento de Luta nos Bairros Vilas e Favelas (MLB). As análises de Joachim Raschke e de Alain Touraine sobre conflitos sociais e novos movimentos sociais na era pós-industrial são aqui revisados uma vez que as consideramos como importante subsídio para a nossa percepção das dinâmicas que envolvem a trajetória do MLB no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Naida Menezes, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Graduada e Mestre em História pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Doutoranda em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Programa de Pós Graduação em Ciências Sociais. Bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).

Publicado
2017-04-09
Como Citar
Menezes, N. (2017). Movimentos sociais e as especificidades do movimento de lutas nos bairros vilas e favelas. Conversas & Controvérsias, 3(2), 68-87. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/conversasecontroversias/article/view/25530
Seção
Dossiê - Violência e Sociedade: diferentes perspectivas