Algumas conceituações sobre as violências escolares

  • Beatris Cristina Possato Unicid
Palavras-chave: Violências, Violências escolares, Conceituações.

Resumo

Esse artigo tem a pretensão de discutir algumas conceituações das violências e das violências escolares. Tais conceituações são construídas em um processo complexo e dinâmico, pois estão imersas nas mudanças que ocorrem na sociedade, em diferentes períodos históricos, alterando os comportamentos, as relações sociais entre os indivíduos e consequentemente, modificando os padrões de pensamentos e as regras morais dos povos. Especificamente com relação às violências escolares, é necessário observar que fazendo parte dessa sociedade, os conceitos igualmente se modificam. Atualmente compreende-se que a escola sofre violências, mas igualmente as geram, de diferentes maneiras, sobretudo por meio do processo educativo, que busca planificar os indivíduos, dominando, domesticando os diferentes, tentando adaptá-los às normas e aos padrões sociais e excluindo aqueles que não seguem esses padrões. Assim, as violências não somente invadem a escola, mas elas são geradas em seu interior, nas relações que ali se estabelecem. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Beatris Cristina Possato, Unicid

Doutora em Educação pela Faculdade de Educação da UNICAMP e atualmente é bolsista de pós-doutorado pela Capes (PNPD), desenvolvendo uma pesquisa junto a UNICID (Universidade Cidade de São Paulo). E-mail: [email protected]

Publicado
2017-04-09
Como Citar
Possato, B. C. (2017). Algumas conceituações sobre as violências escolares. Conversas & Controvérsias, 3(2), 52-67. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/conversasecontroversias/article/view/25376
Seção
Dossiê - Violência e Sociedade: diferentes perspectivas