Conselhos de Direitos da Criança e do Adolescente: a inscrição de quadros participativos na política para crianças e adolescentes

  • Vânia Morales Sierra

Resumo

O Estatuto da Criança e do Adolescente reflete o espírito democrático da Constituição de 1988. A incorporação de mecanismos que possibilitam a participação popular amplia os espaços de representação, tornando mais próxima a relação entre estado e sociedade. A política para a infância e juventude passa a contar com a inscrição de quadros participativos constituídos por uma lógica desvinculada de ideologia política, apoiada na defesa da “cidadania infantil”. Palavras-chave: Participação popular; representação; estado; cidadania infantil.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2007-05-03
Como Citar
Sierra, V. M. (2007). Conselhos de Direitos da Criança e do Adolescente: a inscrição de quadros participativos na política para crianças e adolescentes. Civitas - Revista De Ciências Sociais, 2(1), 181-191. https://doi.org/10.15448/1984-7289.2002.1.94