Violência e crime O vértice da Psicanálise

  • Roberto Gomes

Resumo

Este trabalho se refere à violência como forma intencional de infringir dano ao corpo de outra pessoa e, como tal, objeto de estudo da psicanálise, pois que corresponde a impulsos reprimidos e não confessados das profundezas da mente humana. Através de revisão bibliográfica, atualiza, a partir de Freud e Klein, os conceitos de Instinto de Vida e Instinto de Morte e relaciona-os com os conhecimentos mais recentes da psicanálise em relação à violência e crime decorrentes da ênfase na agressão pré-edípica e relações de objeto. Pretende também assinalar aspectos que caracterizam a violência originária do complexo das perversões e estabelecer um continuum entre um leve sadomasoquismo, um sadomasoquismo perverso, crimes sexuais e, finalmente, crimes de violência, o extremo dos quais é o homicídio. O romance de Georges Simenon Carta a meu Juiz será utilizado para ilustrar alguns destes aspectos. Conclui com algumas considerações e recomendações, baseadas na experiência de autores que estudam o tema, sobre a possibilidade de se desenvolverem barreiras eficazes contra sua expressão. Palavras-chave: Psicanálise, sado-masoquismo, violência, agressão.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2007-05-03
Como Citar
Gomes, R. (2007). Violência e crime O vértice da Psicanálise. Civitas - Revista De Ciências Sociais, 1(2), 67-78. https://doi.org/10.15448/1984-7289.2001.2.76
Seção
Artigos