A experiência de integração européia e a evolução do Mercosul

  • Paulo Roberto de Almeida

Resumo

O artigo chama atenção para o fato de que se impoe a necessidade de se conceber conceitual e teoricamente a integração do Mercosul pelo que lhe é típico, a partir da experiência regional localmente acumulada, e de se abstrair o exemplo europeu, normalmente evocado pelo seu grau de desenvolvimento institucional. Segundo o autor, a lógica do Mercosul difere da européia, entre outros fatores, por ser do menor custo possível, tanto político como social e até econômico, daí a opção por um reduzido número de tecnocratas na gestção do processo. Para ele, os problemas enfrentados pelo Mercosul decorrem mais das adversidades internas vividas por cada país do que da forma de sua condução, e o sucesso do bloco provém exatamente de seu caráter pragmático e pouco institucionalizado.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2007-05-03
Como Citar
Almeida, P. R. de. (2007). A experiência de integração européia e a evolução do Mercosul. Civitas - Revista De Ciências Sociais, 1(1), 37-54. https://doi.org/10.15448/1984-7289.2001.1.65