The free/open source software movement: Resistance or change?

  • Panayiota Georgopoulou
Palavras-chave: Direito de propriedade, Liberdade de informação, Software Livre/Aberto, Economia de abundância

Resumo

Num momento em que as empresas privadas estão inventando modos de “bloqueio de informação” e em que governos neo-liberais estão impondo sanções severas para aqueles que violam os direitos de propriedade intelectual, o Movimento de Software Livre/Aberto foi contra o neo-liberalismo e a privatização generalizada: o movimento desafia regulações de propriedade em uma área-chave de crescimento das sociedades capitalistas contemporâneas, a saber, a construção e utilização de informações. No final dos anos 1990, o Movimento de Software Livre/Aberto parecia ser uma força desestabilizadora e perturbadora da propriedade intelectual e do neo-liberalismo, ainda como software aberto, ele se transformou em um fenômeno econômico singular, indicando que a comercialização e ganhos financeiros já podem existir sem que se baseie no conceito de propriedade. Isto pode não ser prejudicial para a lógica capitalista, mas alargar as suas perspectivas. Ao negar o regime de propriedade imposto sobre a informação e ao colocar o potencial da “economia de abundância” do novo mundo digital à disposição da boa utilização, o Movimento de Software Livre/Aberto está desistindo de um plano de resistência política ou mostrando o caminho para uma potencial transformação do capitalismo? Talvez as novas condições da política podem ser encontradas no coração da economia e na sua transição em direção a uma “economia de abundância” no mundo digital. Palavras-chave: Direito de propriedade; Liberdade de informação; Software Livre/Aberto, Economia de abundância

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2009-10-20
Como Citar
Georgopoulou, P. (2009). The free/open source software movement: Resistance or change?. Civitas - Revista De Ciências Sociais, 9(1), 65-76. https://doi.org/10.15448/1984-7289.2009.1.5569