O debate teórico em segurança internacional: mudanças frente ao terrorismo?

  • Gunther Rudzit

Resumo

O debate teórico em segurança internacional tem crescido muito nas últimas décadas. Durante muitos anos, a primazia da lógica estratégica-militar da Guerra Fria levou a um engessamento das visões sobre a segurança, principalmente pelo fato de que os arsenais nucleares tornavam todos os outros aspectos em ameaças menores à segurança dos países, fossem eles as superpotências ou não. Diferentes perspectivas começaram a aparecer na década de setenta, quando alguns autores começaram a questionar a existência de outros temas como fundamentais para segurança, como economia e meio-ambiente. Somente no final da década de oitenta é que se consolida o debate, quando surgem novas perspectivas, como os impactos dos diferentes estágios de construção do estado em que os países se encontram ou a inserção regional destes. O pós Guerra Fria traz muitas mudanças, primeiro com a importância que a economia passou a ter sobre os aspectos militares e, depois dos ataques ao WTC de 11 de setembro de 2001, a volta da segurança como fator central, mas agora sob a influência de um novo dado, o terrorismo internacional. Palavras-chave: Relações Internacionais; Segurança internacional; Segurança Nacional; Defesa; Terrorismo

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2006-12-08
Como Citar
Rudzit, G. (2006). O debate teórico em segurança internacional: mudanças frente ao terrorismo?. Civitas - Revista De Ciências Sociais, 5(2), 297-323. https://doi.org/10.15448/1984-7289.2005.2.5