Casa própria entre jovens de classe média: o caso de graduados em universidades chinesas de elite

  • Zhu Di University of Manchester (UK)
Palavras-chave: Juventude. Casa própria. Elite intelectual. Filhos únicos. Estratificação social.

Resumo

Este artigo utiliza os dados da pesquisa com graduados em Universidades chinesas que faziam parte do ‘Projeto 985’ em 2010. Pela primeira vez, analisa-se sistematicamente a questão da casa própria entre jovens de classe média que nasceram nos anos 1980, e seus fatores de influência. A pesquisa mostra que a taxa de jovens com casa própria entre os entrevistados no ‘Projeto 985’ é inferior à taxa dos pares em países desenvolvidos, mas superior à taxa média entre a juventude urbana na China. Os graduados que possuem uma casa tendem a vir de famílias com nível socioeconômico mais elevado, e a ter uma melhor qualidade de vida, o que revela certa divisão social; a ajuda financeira dos pais, seu estado civil e idade são os fatores mais importantes que influenciam a possibilidade de contar com casa própria. Os resultados enfatizam a cada vez mais importante função de estratificação social da habitação. O governo precisa aumentar o controle macroeconômico sobre imóveis e reforçar as políticas de bem-estar habitacional, de modo a evitar mais segregação social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Zhu Di, University of Manchester (UK)

Phd in Sociology from the University of Manchester (UK), associate professor, Institute of Sociology, Chinese Academy of Social Sciences, in Beijing, China

Referências

AUSTRALIAN Bureau of Statistics. Australian social trends, 2004, 2004. (Mar. 2012).

AUSTRALIAN Bureau of Statistics. Housing occupancy and costs, 2009-10, 2011. (Mar. 2012).

BOURASSA, Steven C.; HAURIN Donald R.; HAURIN R. Jean. Independent living and home ownership: an analysis of Australian youth. The Australian Economic Review, v. 27, n. 3, p. 29-44, 1994 <10.1111/j.1467-8462.1994.tb00846.x>.

CALLIS, Robert R.; KRESIN, Melissa. Residential vacancies and homeownership in the fourth quarter 2011. U.S. Census Bureau, 2011.

CAMERON, Stephen; TRACY, Joseph. The transition to homeownership: the importance of early career concerns. General Information, v. 84, n. 2, p. 151-163, 1997.

FENG, Xiaotian. Where is home: the contemporary urban young people’s ideals and reality in housing. Journal of Najing University (Philosophy, Humanities and Social Sciences), n. 1, p. 73-81, 2011.

HAURIN, Donald R.; HENDERSHOTT Patric H.; KIM, Dongwook. Living

arrangements and homeownership decisions of American youth. Netherlands Journal of Housing and the Built Environment, v. 8, n. 2, p. 193-210, 1993 <10.1007/BF02496497>.

LI, Qiang. Urban ‘Housing status groups’ in the transitional period. Jiangsu Social Sciences, n. 4, p. 42-53, 2009.

MIN, Xueqin. Fetishism of space: tendency of ritualization on urban youth housing consumption. China Youth Study, n. 1, p. 36-41, 2011.

MORENO, Almudena. The transition to adulthood in Spain in a comparative perspective: the incidence of structural factors. Young, v. 20, n. 1, p. 19-48, 2012 <10.1177/110330881102000102>.

NEVULIS, Mary Beth. Home ownership continues to drop among young people. Professional Builder, 2011. (Mar. 2012).

SONG, Jian; QI, Jingjing. ‘Ken Lao’ in China: truth or prejudice – an empirical analysis based on survey data in 4 cities’. Population & Development, v. 17 n. 5, p. 57-64, 2011.

Publicado
2016-09-06
Como Citar
Di, Z. (2016). Casa própria entre jovens de classe média: o caso de graduados em universidades chinesas de elite. Civitas - Revista De Ciências Sociais, 16(2), 218-236. https://doi.org/10.15448/1984-7289.2016.2.23065
Seção
Desigualdades, estratificação e justiça social