A cobertura da mídia impressa e o enquadramento das favelas cariocas na linguagem da violência urbana

  • Luis Claudio Palermo Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Afiliado como doutorando do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPCIS-UERJ). http://orcid.org/0000-0001-8453-7435
Palavras-chave: Mídia impressa. Favelas cariocas. Linguagem da violência urbana. Sociologia e imprensa. Unidades de Polícia Pacificadora (UPP).

Resumo

A questão fundamental para o artigo é comparar as coberturas dos jornais impressos Extra e O Globo acerca do início da ocupação policial realizada na favela Santa Marta. Visa-se, com isso, mostrar uma similaridade geral e algumas diferenças nos trabalhos desses veículos. A linha de raciocínio e argumentação é a relação entre os discursos das mídias em voga e as pressões sociais que contribuem para conformar tais discursos. Nesse sentido, é postulado que as diferenças nas coberturas podem ser apreendidas partindo do vínculo entre os discursos dos periódicos e as expectativas que essas mídias nutrem em relação às percepções dos leitores. Como semelhança geral, identifica-se o enquadramento preponderante das reportagens na ocupação militar da favela. Para explicar essa similaridade entre os impressos, invoca-se o casamento entre os discursos da imprensa e as representações gerais da sociedade sobre a ligação das favelas cariocas com a linguagem da violência urbana. Desse modo, é defendido que as mídias emprestam uma característica específica à referida linguagem ao incorporar, acriticamente, informações, dados, explicações e representações provenientes dos integrantes do governo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luis Claudio Palermo, Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Afiliado como doutorando do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPCIS-UERJ).

Bacharel e Licenciado em História; Especialita em Sociologia Urbana (UERJ); Mestre em História Social (UERJ); Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais/PPCIS da Universidade
do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

Referências

AGUIAR, Leonel Azevedo de. O jornalismo investigativo e seus critérios de

noticiabilidade: notas introdutórias. Alceu, v. 7, n. 13, p. 73-84, 2006.

ALMENDRA, Dinaldo. As UPPs, as elites e a imprensa: militarização e consumo no processo de ‘pacificação’ de favelas do Rio de Janeiro. Revista Paranaense de Desenvolvimento, v. 35, n. 126, p. 61-89, 2014.

BOURDIEU, Pierre. Sobre a televisão. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1997.

BRANDÃO, Helena Nagamine. I – Conceitos e fundamentos: enunciação e construção do sentido. In: Comunicação e análise do discurso. São Paulo: Contexto, 2013. p. 19-43.

BURGOS, Marcelo Baumann. Dos parques proletários: as políticas públicas nas favelas do Rio de Janeiro. In: Alba Zaluar; Marcos Alvito (orgs.). Um século de favela. Rio de Janeiro: FGV, 1998. p. 25-60.

BURGOS, Marcelo Baumann; PEREIRA, Luiz F.; CAVALCANTI, Mariana;

AMOROSO, Mauro. O efeito UPP na percepção dos moradores de favelas. Revista de Ciências Sociais da PUC-Rio, v. 11, p. 49-98, 2011.

CANO, Ignacio; BORGES, Doriam; RIBEIRO, Eduardo (orgs.). Os donos do morros: uma avaliação exploratória do impacto das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) no Rio de Janeiro. São Paulo: Fórum Brasileiro de Segurança Pública, 2012.

CEVIS (Coletivo de Estudos Sobre Violência e Sociabilidade. Virtudes e limites das UPPs: uma avaliação socioantropológica (relatório de pesquisa para a Faperj). Rio de Janeiro: Uerj, 2011.

FAUSTO NETO, Antônio. Comunicação e mídia impressa: estudo sobre a Aids. São Paulo: Hacker Editores, 1999.

FLEURY, Sônia. Militarização do social como estratégia de integração: o caso da UPP do Santa Marta. Sociologias, v. 14, n. 30, p. 194-222, 2012 <10.1590/S1517-45222012000200007>.

FRIDMAN, Luis Carlos. Morte e vida favelada. In: Luiz Antonio Machado da Silva (org.). Vida sob cerco: violência e rotina nas favelas do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008. p. 77-98.

LEEDS, Anthony e LEEDS, Elizabeth. A sociologia do Brasil urbano. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.

LEITE, Márcia Pereira. Entre o individualismo e a solidariedade: dilemas da política e da solidariedade no Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 15, n. 44, p. 73-90, 2000.

MACHADO DA SILVA, Luiz Antonio. A continuidade do ‘problema favela’. In: Lucia Lippi Oliveira (org.). Cidade: história e desafios. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2002. p. 220-237.

MACHADO DA SILVA, Luiz Antonio. ‘Violência urbana’, segurança pública e favelas: o caso do Rio de Janeiro atual. Caderno CRH, v. 23, n. 59, p. 283-300, 2010 <10.1590/S0103-49792010000200006>.

MACHADO DA SILVA, Luiz Antonio. Polícia e violência urbana em uma cidade brasileira. Etnográfica, v. 15, n. 1, p. 67-82, 2011.

MACHADO DA SILVA, Luiz Antonio. A partir do relatório Sagmacs: as favelas, ontem e hoje. In: Marco Antonio da Silva Mello; Luiz Antonio Machado da Silva; Leticia Luna Freire; Soraya Silveira Simões (orgs.). Favelas cariocas ontem e hoje. Rio de Janeiro: Garamond, 2012. p. 51-65.

MACHADO DA SILVA, Luiz Antonio. A experiência das UPPs: uma tomada de posição. Dilemas: Revista de Estudos de Conflito e Controle Social, v. 8, n. 1, p. 7-24, 2015.

MACHADO DA SILVA, Luiz Antonio; LEITE, Márcia Pereira. Violência, crime

e polícia: o que os favelados dizem quando falam desse temas? In: Luiz Antonio Machado da Silva (org.). Vida sob cerco: violência e rotina nas favelas do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008. p. 47-76.

MAUAD, Ana Maria; CAVALCANTE, Paulo. História e documento. v. 1. Rio de Janeiro: Fundação Cecierj, 2013a.

MAUAD, Ana Maria; CAVALCANTE, Paulo. História e documento. v. 2. Rio de Janeiro: Fundação Cecierj, 2013b.

MELLO, Marco Antonio da Silva; CUNHA, Neiva Vieira da. Novos conflitos na cidade: a UPP e o processo de urbanização na favela. Dilemas – Revista de Estudos de Conflito e Controle Social, v. 4, n. 3, p. 371-401, 2011.

MENEZES, Paloma. Os rumores da ‘pacificação’: a chegada da UPP e as mudanças nos problemas públicos no Santa Marta e na Cidade de Deus. Dilemas – Revista de Estudos de Conflito e Controle Social, v. 7, n. 4, p. 665-684, 2014.

PARISSE, Luciano. Favelas do Rio de Janeiro: evolução e sentido. Rio de Janeiro: Centro Nacional de Pesquisas Habitacionais, 1969.

PALERMO, Luis Claudio. Megaeventos e Unidades de Polícia Pacificadora:

representações sobre o lugar das favelas no tecido urbano. Ilha – Revista de Antropologia, v. 15, n. 2, p. 311-330, 2013 <10.5007/2175-8034.2013v15n1-2p311>.

PALERMO, Luis Claudio. Da ‘Guerra’ no Complexo do Alemão à ocupação da Favela Santa Marta: aspectos de uma política de segurança pública. Ilha - Revista de Antropologia, v. 16, n. 2, p. 115-145, 2014a <10.5007/2175-8034.2014v16n2p116>.

PALERMO, Luis Claudio. A partir da mídia impressa: os objetivos das unidades de polícia pacificadora sob uma perspectiva histórica. Revista Intratextos, v. 5, n. 1, p. 1-28, 2014b <10.12957/intratextos.2014.11440>.

PERALVA, Angelina. Violência e democracia: o paradoxo brasileiro. São Paulo: Paz e Terra, 2000.

PORTO, Mauro P. Enquadramentos da mídia e política. In: Antonio Albino Canelas Rubim (org.). Comunicação e política: conceitos e abordagens. Salvador: Edufba, 2004. p. 73-104.

PORTO, Maria Stela Grossi. Mídia, segurança pública e representações sociais. Tempo Social, v. 21, n. 2, p. 211-233, 2009 <10.1590/S0103-20702009000200010 >.

RAMOS, Silvia; PAIVA, Anabela. Mídia e violência: tendências na cobertura de criminalidade e segurança no Brasil. Rio de Janeiro: Iuperj, 2007.

ROCHA, Lia de Mattos; PALERMO, Luis Claudio. ‘O morro está na calmaria’: mídia impressa e o repertório da paz no contexto da pacificação. Dilemas: Revista de Estudos de Conflito e Controle Social, v. 8, n. 1, p. 25-40, 2015.

RODRIGUES, André; SIQUEIRA, Raíza. As Unidades de Polícia Pacificadora e a segurança pública no Rio de Janeiro Comunicações do Iser, 2012, p. 9-52.

RONDELLI, Elizabeth. Imagens da violência e práticas discursivas. C. Alberto Messeder Pereira; Elizabeth Rondelli; Karl Erik Schollhammer; Micael Herschmann (orgs.). Linguagens da violência. Rio de Janeiro: Rocco, 2000. p. 144-162.

SILVA, Edilson Márcio Almeida da. Notícias da “violência urbana”: um estudo antropológico. Niterói: Editora da Universidade Federal Fluminense, 2010.

SILVA, Edilson Márcio Almeida da. Imprensa e processos de produção da verdade: representações midiáticas das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) no Rio de Janeiro/Brasil. XI Conlab – Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais, Salvador, 7 a 10 de agosto de 2011.

SOUZA, Marcelo Lopes de. Militarização da questão urbana. Lutas Sociais, v. 29, p. 117-129, 2012.

THOMPSON, John B. A mídia e a modernidade: uma teoria social da mídia. 15. ed. Petrópolis: Rio de Janeiro: Vozes, 2014.

VALLA, Victor Vincent (org.). Educação e favela. Petrópolis: Vozes, 1986.

VALLADARES, Lícia do Prado. A invenção da favela: do mito de origem a favela. com. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2005.

Publicado
2018-04-13
Como Citar
Palermo, L. C. (2018). A cobertura da mídia impressa e o enquadramento das favelas cariocas na linguagem da violência urbana. Civitas - Revista De Ciências Sociais, 18(1), 212-236. https://doi.org/10.15448/1984-7289.2018.1.21480