Educação corporativa e desenvolvimento profissional na dinâmica sócio-cultural das empresas

  • Antonia Colbari
Palavras-chave: Educação corporativa. Cultura organizacional. Qualificação profissional.

Resumo

O artigo problematiza a inserção da educação corporativa em uma trama de significados, valores e representações, na qual se conciliam formas de solidariedades diferenciadas e ambíguas, mas complementares. Pesquisas realizadas em três grandes empresas, localizadas no Espírito Santo, evidenciam estratégias de qualificação e de treinamento fundamentadas em uma duplicidade de padrões integrativos e racionalizadores. De um lado, a matriz comunitarista reforça a identificação e o envolvimento com os valores e a missão da empresa; estimula a cooperação entre os integrantes das equipes e a legitimidade das lideranças emergentes no próprio grupo, mas sem perder de vista os imperativos do mercado. De outro, a matriz contratualista destaca os saberes técnicos, o autodesenvolvimento, as competências organizacionais e o plano estratégico de negócios; aciona a diferenciação e a individualização, sem, no entanto, dissociá-las da base de valores e de símbolos culturais – a identidade da empresa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antonia Colbari
Doutora em Sociologia/Iuperj; Professora da Ufes; Pesquisadora do CNPq. Autora dos livros Rumos do movimento sindical no Espírito Santo. Vitória: Edufes/ Florecultura, 2003; Bancários: 60 anos de historia. Vitória: Publiq/Seebes, 1995; Ética do Trabalho: a vida familiar na construção da identidade profissional. São Paulo: Letras&Letras/Edufes, 1995.
Publicado
2007-10-17
Como Citar
Colbari, A. (2007). Educação corporativa e desenvolvimento profissional na dinâmica sócio-cultural das empresas. Civitas - Revista De Ciências Sociais, 7(1), 9-34. https://doi.org/10.15448/1984-7289.2007.1.2035