Organizações empresariais e ação política no Brasil a partir dos anos 80

  • Denise B. Gros

Resumo

O universo de representação de interesse empresariais no Brasil vem se diversificando nas últimas décadas com a criação de organizações que transcendem a natureza das federações ou das associações setoriais. Dentre elas, os Institutos Liberais se destacam pela especificidade de sua natureza: uma organização de doutrinação ideológica, de divulgação de uma vertente extremamente conservadora do liberalismo, aquela baseada na Escola Austríaca de Economia. O texto analisa o contexto político em que surgiram os Institutos Liberais e suas diferenças em relação a outras organizações de representação de interesses empresariais. Na segunda parte, apresenta-se as estratégias de ação que os Institutos Liberais adotam para difundir esse ideário entre segmentos selecionados das elites, especialmente os tipos de publicações e eventos organizados, bem como algumas das propostas de políticas públicas que formulam. Palavras-chave: Organizações empresarias; empresários e ação política; neoliberalismo

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2007-05-03
Como Citar
Gros, D. B. (2007). Organizações empresariais e ação política no Brasil a partir dos anos 80. Civitas - Revista De Ciências Sociais, 3(2), 273-300. https://doi.org/10.15448/1984-7289.2003.2.121