Justificação, reconhecimento e justiça: Tecendo pontes entre Boltanski, Honneth e Walzer

  • Emil Sobottka PUCRS/CNPq
  • Giovani Saavedra PUCRS
Palavras-chave: teoria da justiça, reconhecimento, justificação, igualdade complexa, ética

Resumo

Luc Boltanski, com Laurent Thévenot, propõe que a avaliação das con- tribuições sociais ocorre num contexto em que é necessário que cada um faça reconhecer o seu respectivo lugar nas economias de grandeza mediante justificação, onde uma diversidade de critérios valorativos será ponderada. Essa disputa em torno da justificação tem razoável proximidade com a luta pelo reconhecimento do desempenho (Leistung), que Axel Honneth coloca como terceira esfera em sua teoria do reconhecimento, na qual para além da igualdade da esfera do direito as diferenças se fariam justificadamente presentes. É passível de discussão como os horizontes de valores e de fins que permitem a avaliação da contribuição são partilhados: em Boltanski claramente divergentes e em Honneth aparentemente compartilhados, enquanto Michael Walzer supõe que os valores são compartilhados, mas enfatiza a necessidade de cuidadosa distinção das esferas de justiça a que em cada caso os valores são referidos. Essa distinção de esferas, aparentemente, pode permitir uma ponte com as cidades na proposição de Boltanski e com as esferas do reconhecimento da teoria de Axel Honneth. No texto nós nos propomos a explorar possíveis semelhanças e diferenças concepcionais dessas três proposições.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2012-05-18
Como Citar
Sobottka, E., & Saavedra, G. (2012). Justificação, reconhecimento e justiça: Tecendo pontes entre Boltanski, Honneth e Walzer. Civitas - Revista De Ciências Sociais, 12(1), 126-144. https://doi.org/10.15448/1984-7289.2012.1.11151