O declínio da soberania ou a emergência de normas cosmopolitanas? Repensando a cidadania em tempos voláteis

  • Seyla Benhabib Yale University
Palavras-chave: cidadania, soberania, migrações, direitos humanos, normas cosmopolitanas

Resumo

Este ensaio examina os recentes debates relacionados à emergência de normas cosmopolitanas como aquelas pertinentes aos direitos humanos universais, crimes contra a humanidade, bem como o status de refugiado, imigrante e exilado. O que alguns veem como a difusão de um novo regime de direitos humanos e uma nova ordem mundial, outros denunciam como a “expansão do império” ou caracterizam como “lei sem um estado”. Em contraste, concentrando-se no relacionamento do capitalismo global com a lei desterritorializada, este ensaio distingue entre a disseminação das normas dos direitos humanos e a desterritorialização dos regimes legais. Embora tanto as normas cosmopolitanas como a lei desterritorializada desafiem o estado-nação e ameacem escapar do controle por meio de legislaturas democráticas, argumenta-se que as normas cosmopolitanas melhoram a soberania popular enquanto muitas outras formas de direito global a debilitam. Conclui-se pleiteando uma visão do “federalismo republicano” e de “iterações democráticas”, os quais aumentariam a soberania popular através do estabelecimento de interconexões entre o local, o nacional e o global.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2012-05-18
Como Citar
Benhabib, S. (2012). O declínio da soberania ou a emergência de normas cosmopolitanas? Repensando a cidadania em tempos voláteis. Civitas - Revista De Ciências Sociais, 12(1), 20-46. https://doi.org/10.15448/1984-7289.2012.1.11146