Sujeito, sociedade e linguagem: uma reflexão sobre as bases teóricas da pesquisa com narrativas biográficas

  • Marcos Fanton PUCRS
Palavras-chave: Filosofia da sociologia, Sociologia fenomenológica, Narrativas biográficas, linguagem

Resumo

O foco deste artigo é o esclarecimento de alguns dos principais conceitos utilizados pelo método das narrativas biográficas. Ainda que esta metodologia seja utilizada amplamente, as suas bases teóricas ainda não parecem ter sido sistematicamente elaboradas. Nesse sentido, os objetivos deste artigo são os seguintes: [i] desenvolver o método de entrevista narrativa e o método de análise de narrativas biográficas criado por Fritz Schütze; [ii] esclarecer algumas das teses teóricas que tal autor assume, no que diz respeito à tarefa da sociologia e de seu(s) objeto(s) de estudo, a partir dos conceitos de sujeito, sociedade e linguagem; [iii] explorar as influências da matriz teórica da sociologia fenomenológica de Alfred Schutz na metodologia de Schütze e realizar uma comparação entre ambas. Concluimos afirmando que a sociologia fenomenológica não pode ser considerada a única matriz teórica que fundamenta a metodologia de Schütze, o que aponta para novos questionamentos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2011-11-18
Como Citar
Fanton, M. (2011). Sujeito, sociedade e linguagem: uma reflexão sobre as bases teóricas da pesquisa com narrativas biográficas. Civitas - Revista De Ciências Sociais, 11(3), 529-543. https://doi.org/10.15448/1984-7289.2011.3.10064