Viagem a Shenzhen: construção discursiva na obra de Guy Delisle

  • Edson Fernando Dalmonte Universidade Federal da Bahia
  • Tiago Canário de Araujo Universidade Federal da Bahia
Palavras-chave: Análise do discurso, histórias em quadrinhos, Guy Delisle.

Resumo

O presente artigo analisa, a partir de percepções desenvolvidas pela Análise do Discurso, o álbum Shenzhen, do canadense Guy Delisle. O livro é estruturado como um relato de viagens do quadrinista e animador à China, com impressões e opiniões sobre a cidade e sua cultura. Para análise da enunciação discursiva, são tomados os conceitos de produção do efeito de real (Barthes), estudo da cenografia (Maingueneau) e análise do contrato de leitura (Verón). Este trabalho estuda a formação de estereótipos, como o do exotismo e o da indústria de produção massiva de pouca qualidade, além da construção das instâncias discursivas apresentadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edson Fernando Dalmonte, Universidade Federal da Bahia
Professor no Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas da Universidade Federal da Bahia.
Tiago Canário de Araujo, Universidade Federal da Bahia
Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas da Universidade Federal da Bahia.

Referências

AUMONT, Jacques. As teorias dos cineastas. Campinas: Papirus, 2004.

BARTHES, Roland. Introdução a análise estrutural da narrativa. In:. BARTHES, Roland et al. Análise estrutural da narrativa. Petrópolis: Vozes, 1977.

______. O efeito de real. In: BARTHES, Roland. O rumor da língua. Lisboa: Edições 70, 1984.

DELISLE, Guy. Shenzhen. Uma viagem à China. São Paulo: Zarabatana Books, 2009.

ECO, Umberto. Seis passeios pelo bosque da ficção. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.

FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso. São Paulo: Loyola, 2010.

FRESNAULT-DERUELLE, Pierre. Du linéaire au tabulaire. Communications – La bande dessinée et son discours – École dês Hautes Études en Sciences Sociales, Paris, n. 24, p. 7-23, 1976.

MAINGUENEAU, Dominique. Análise de textos de comunicação. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2005.

______. O contexto da obra literária. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

MCCLOUD, Scott. Desvendando os quadrinhos. São Paulo: M. Books, 2005.

MESKIN, Aaron. Defining Comics? Journal of Aesthetics and Art Criticism, v. 65, n. 4, out. 2007.

SANTAELLA, Lucia. A teoria geral dos signos. Como as linguagens significam ascoisas. São Paulo: Pioneira, 2000.

VERÓN, Eliseo. El análisis del “Contrato de Lectura”, un nuevo método para los estudios de posicionamiento de los soportes de los media. In: Les Medias: Experiences, recherches actuelles, aplications. Paris: IREP, 1985.

Como Citar
Dalmonte, E. F., & de Araujo, T. C. (2011). Viagem a Shenzhen: construção discursiva na obra de Guy Delisle. Revista FAMECOS, 18(2), 348-372. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2011.2.9465