Para uma crítica da razão metafórica na cultura contemporânea – bases teóricas

  • Florence Dravet Universidade Católica de Brasília
Palavras-chave: Linguagem, cultura, poesia

Resumo

Apresentamos aqui o contexto teórico e as bases conceituais de uma reflexão sobre as culturas mediáticas contemporâneas. Estas são vistas como culturas híbridas situadas entre dois tipos de lógica: o logos logocêntrico aristotélico e o logos mítico pré-socrático. Inicialmente, olhamos para as incertezas de uma totalidade indivisível cujos fluxos apenas podem ser apreendidos através de uma linguagem poética, não fragmentada. Em seguida, mostramos como a razão ocidental afastou-se gradualmente da linguagem poética para tornar-se filosófica e científica. Por fim, chegamos à necessidade de buscar no nível poético da linguagem uma autenticidade genuína que faz da palavra a realidade e não apenas uma representação da realidade.Concluímos que o poético se faz presente de maneira pregnante na cultura mediática contemporânea, embora assumindo muitas vezes formas clandestinas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Florence Dravet, Universidade Católica de Brasília
Professora do Mestrado em Comunicação da Universidade Católica de Brasília

Referências

BOHM, David. Totalidade e a ordem implicada. São Paulo: Madras, 2008.

BOLLE DE BAL, Marcel. Reliance, déliance, liance: émergence de trois notions sociologiques. Société, n. 80, p. 99-131, 2003.

CASSÉ, Michel;MORIN, Edgar. Filhos do céu – entre vazio, luz e matéria. Rio de Janeiro: Bertrand, 2003.

COSTA, Alexandre. Heráclito. Fragmentos contextualizados. Rio de Janeiro: DIFEL, 2003.

DIAGNE, Mamoussé. Critique de la raison orale. Niamey, Paris, Dakar: CELHTO/Karthala/Ifan, 2005.

DRAVET, Florence; CASTRO, Gustavo de; CURVELLO, João José. Os Saberes da Comunicação. Brasília: Casa das Musas, 2007.

FLUSSER, Vilem. Língua e realidade. São Paulo: Anna Blume, 2004.

FOUCAULT, Michel. As palavras e as coisas. São Paulo: Martins Fontes, 1987.

HEIDEGGER,Martin. Hölderliny la esencia de la poesia. Barcelona: Anthropos, 1994.

MORIN, Edgar. O método 4 – as idéias.Porto Alegre: Sulina, 2005.

PLATÃO. Crátilo. Lisboa: Instituto Piaget, 2001.

ROUSSEAU, Jean-Jacques. Ensaio sobre a origem das línguas. Lisboa: Estampa, 2001.

Publicado
2011-08-18
Como Citar
Dravet, F. (2011). Para uma crítica da razão metafórica na cultura contemporânea – bases teóricas. Revista FAMECOS, 18(2), 576-597. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2011.2.9008