A comunidade wikipedista em língua portuguesa

Um retrato social

Palavras-chave: Wikipédia, Wikipedistas, Colaboradores, Língua portuguesa

Resumo

Vinte anos depois, a Wikipédia continua a ser um caso notável de resistência na comunicação e informação, desde os assuntos de ciência ou política aos assuntos mais contingentes, muitas vezes com índices de desinformação menores do que grandes média informativos graças à constante atualização e vigilância comunitária. Porém, pouco se sabe sobre os voluntários que produzem esta enciclopédia digital. Esta intrigante “invisibilidade” deu origem a este estudo, que pretendeu revelar a comunidade de wikipedistas em língua portuguesa: de onde são? O que fazem? Quais as idades e graus de escolaridade? Quais as motivações e constrangimentos sentidos neste processo sociotécnico? Entre outros dados recolhidos para a caracterização do perfil desta comunidade, este estudo revela a existência de baixos índices de participação das mulheres e dos povos africanos de língua portuguesa neste empreendimento coletivo. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Rodrigues Costa, Universidade do Minho (UMinho), Braga, Portugal.

Doutor em Ciências da Comunicação, com especialização em Sociologia da Informação e da Comunicação, pela Universidade do Minho. Mestre em Sociologia das Organizações e do Trabalho, pela Universidade do Minho. Docente e investigador na Universidade do Minho, em Braga, Portugal.

Referências

COSTA, P. R. A Wikipédia como veículo de conhecimento nos países de língua portuguesa. In: Communitas Think Tank – Ideias. Braga: CECS, 2021a. http://www.communitas.pt/a-wikipedia-como-veiculo-de-conhecimento-nos-paises-de-lingua-portuguesa. Acesso em: 23 mar 2021.

COSTA, P. R. O ethos wikipedista como modo de combate à desinformação. Liinc Em Revista, [S. I.], v. 17, n. 1, e5630, 2021b. https://doi.org/10.18617/liinc.v17i1.5630.

COSTA, P. R., PERNETA, P. S.; MARTINS, M. L. (Wikipédia em língua portuguesa: Dinâmicas, estruturas e dilemas na colaboração para o conhecimento. Revista Ciências Humanas, [S. I.], v. 14, n. 2, p. 72-87, 2021. https://doi.org/10.32813/2179-1120.2121.v14.n2.a747.

BENKER, Y.; NISSENBAUM, H. Commons-based peer production and virtue. The Journal of Political Philosophy, Oxford, v. 14, n. 4, p. 394-419, 2006.

BRYANT, S. L.; FORTE, A.; BRUCKMAN, A. Becoming wikipedian: Transformation of participation in a collaborative online encyclopedia. In: INTERNATIONAL ACM SIGGROUP CONFERENCE ON SUPPORTING GROUP WORK, 2005, New York. Proceedings […]. New York: ACM, 2005. p. 45-56.

CASTELLS, M. A Galáxia Internet. Reflexões sobre Internet, Negócios e Sociedade. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2007.

CRESWELL, J. Research Design: Qualitative, Quantitative, and Mixed Methods Approaches. Thousand Oaks: Sage Publications, 2003.

CRESWELL, J. Research Design: Qualitative, Quantitative and Mixed Approaches. London: Sage, 2003.

DE VAUS, D. Surveys in Social Research. London: Routledge, 2013.

FUCHS, C. Some Reflections on Manuel Castells’ Book “Communication Power”. tripleC: Communication, Capitalism & Critique. Open Access Journal for a Global Sustainable Information Society, [S. I.], v. 7, n. 1, p. 94-108, 2009.

GROSSMAN, L. Person of the year: You. Time, New York, p. 5-7, 13 dez. 2006.

HARA, N.; SHACHAF, P.; HEW, K. F. Cross-cultural analysis of the Wikipedia community. Journal of the American Society of Information Science and Technology, Nova Jersey, v. 61, n. 10, p. 2097-2108, 2010.

KALTON, G. Introduction to Survey Sampling. London: Sage, 2020.

LEUNG, L. User-generated content on the internet: an examination of gratifications, civic engagement and psychological empowerment. New media & society, Illinois, v. 11, n. 8, p. 1327-1347, 2009.

LOPES, J. L. P. Fundamental dos estudos de mercado – teoria e prática. Lisboa: Edições Sílabo, 2007.

MCQUAIL, D. Teoria da Comunicação de Massas. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2003.

OMAR, B.; WANG, D. Watch, share or create: The influence of personality traits and user motivation on TikTok mobile video usage. International Journal of Interactive Mobile Technologies, Viena, v.14, n. 4, p. 121-137, 2020.

PESTANA, F.; CARDOSO, T. Wikipédia, um sistema sociotécnico? Challenges 2019: Desafios da Inteligência Artificial, Artificial Intelligence Challenges. In: Repositório Aberto. [S. I.], 2019. Disponível em: https://repositorioaberto.uab.pt/bitstream/10400.2/8653/1/Pestana_%26_Cardoso_Challenges_2019.pdf. Acesso em: 23 mar. 2021.

QUIVY, R.; CAMPENHOUDT, L. Manual de Investigação em Ciências Sociais. Lisboa: Gradiva, 2003.

SHAO, G. Understanding the appeal of user‐generated media: a uses and gratification perspective. Internet research, Bingley, v. 19, n. 1, p. 7-25, 2009.

Publicado
2022-08-22
Como Citar
Costa, P. R. (2022). A comunidade wikipedista em língua portuguesa: Um retrato social. Revista FAMECOS, 29(1), e42071. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2022.1.42071