O Jornal do Brasil e as noções de tempo histórico no fazer jornalístico

  • Letícia Matheus Universidade Federal Fluminense
  • Marialva Barbosa Universidade Federal Fluminense
Palavras-chave: Jornal do Brasil, narrativa, temporalidade

Resumo

Este artigo tem como objetivo a análise das noções de tempo implicadas nas narrativas que o Jornal do Brasil produz acerca de sua história na sua edição centenária de 1991. Com isso, pretende-se investigar que tipo de expectativa estava em jogo nas práticas jornalísticas no Rio de Janeiro. A principal hipótese é que o jornal articula uma capacidade de previsão a partir de um capital simbólico ancorado na sua trajetória.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Letícia Matheus, Universidade Federal Fluminense
Professora de Comunicação da Universidade Federal Fluminense
Marialva Barbosa, Universidade Federal Fluminense
Doutoranda em Comunicação da Universidade Federal Fluminense

Referências

BAKHTIN, Mikhail. Marxismo e filosofia da linguagem. SP: Hucitec, 1992.

BARBOSA, Marialva Carlos. Percursos do olhar. Comunicação, narrativa e memória. Niterói (RJ): EdUFF, 2007.

_____. Imprensa, Poder e Público: Os diários do Rio de Janeiro (1880-1920). Tese Doutorado História – UFF, 1996.

BERGSON, Henri. Matéria e memória. Ensaio sobre a relação do corpo com o espírito. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

COLLINGWOOD, R.G. A idéia de história. Portugal: Editorial Presença, 1999.

FOUCAULT, Michel. O que é um autor? Lisboa: Vega, 2000.

HALBWACHS, Maurice. A memória coletiva. São Paulo: Vértice,

Editora Revista dos Tribunais Ltda, 1990.

LE GOFF, Jacques. Monumento/Documento. In: Enciclopédia Eunandi, v. 1. Portugal: Imprensa Nacional, 1997, p. 95-106.

KOSELLECK, Heinhart. Futuro passado. Contribuição à semântica dos tempos históricos. Rio de Janeiro: Contraponto e PUC-RJ, 2006.

POLLAK, Michael. Memória, Esquecimento, Silêncio. In: Estudos Históricos 1989/3. Cpdoc/FGV. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais Ltda, 1989.

POMIAN, K. L’Ordre du temps. Paris: Gallimard, 1984.

RIBEIRO, Ana Paula Goulart. Imprensa e historia no Rio de Janeiro dos anos 50. 2000. Tese (Doutorado em Comunicação Social) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2000.

RICOEUR, Paul. O passado tinha um futuro. In: MORIN, Edgar. A religião dos saberes: o desafio do séc. XXI. RJ: Bertrand Brasil, 2001.

_____. La mèmoire, l’historie, l’obli. Paris: Seuil, 2000.

_____. Tempo e narrativa, tomo I. SP: Papirus, 1994.

SILVA, Marco Antônio Roxo da. Jornalistas, pra quê? Militância sindical e o drama profissional. 2007. Tese (Doutorado em Comunicação Social) – Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro, 2007.

Publicado
2008-09-13
Como Citar
Matheus, L., & Barbosa, M. (2008). O Jornal do Brasil e as noções de tempo histórico no fazer jornalístico. Revista FAMECOS, 15(35), 113-118. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2008.35.4101
Seção
Experiências Empíricas