O Brasil na perspectiva latino-americana

Uma análise de cobertura da rede integracionista TeleSUR

Palavras-chave: TeleSUR, América Latina, Integração regional

Resumo

A rede TeleSUR surgiu em 2005 como uma alternativa comunicacional contra-hegemônica para a América Latina. Com o lema “Nosso norte é o Sul”, o canal de notícias tem como perspectiva a integração dos países da região. Sendo assim, nosso objetivo é entender como o Brasil é apresentado na cobertura da rede pan-regional. Para isso, analisamos 462 notícias publicadas no portal do canal que mencionam a palavra “Brasil”. A coleta foi feita entre os meses de abril e agosto de 2020. Entre as categorias analisadas estão a periodização, editorias, assuntos específicos, distribuição geográfica e atores políticos mencionados. O resultado indicou que a TeleSUR repercute principalmente assuntos políticos sobre o Brasil, que envolvem o governo federal e a oposição. Os povos indígenas e movimentos sociais também ganharam bastante espaço no noticiário.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Erivelto Amarante, Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiba, PR, Brasil.

Mestre em Comunicação pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), em Curitiba, PR, Brasil; doutorando em Ciência Política pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), em Curitiba, PR, Brasil; e bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).

Izani Mustafá, Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Imperatriz, MA, Brasil.
Doutora em Comunicação Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), em Porto Alegre, RS, Brasil; professora adjunta do curso de Jornalismo da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), em Imperatriz. MA, Brasil.

Referências

AMARANTE, Erivelto. A pandemia de fake news no Facebook durante a covid-19. Estudos em Comunicação, Covilhã, n. 31, p. 51-68, 2020. Disponível em: http://doc.ubi.pt/ojs/index.php/ec/article/view/890. Acesso em: 15 set. 2020.

AMIN, Samir. O Imperialismo, Passado e Presente. Rio de Janeiro: Tempo, 2005.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. 4. ed. Lisboa: Edições70, 2011.

BECERRA, Martín. La concentración infocomunicacional en américa latina 2000-2015: nuevos medios y tecnologías, menos actores. Bernal: Universidad Nacional de Quilmes; Observacom, 2017.

BIDARRA, Beatriz Soares et al. Mídia e integração da américa latina a partir da presença geopolítica das empresas jornalísticas. Revista Latinoamericana de Ciencias de la Comunicación, São Paulo, v. 15, n. 28, p. 169-181, 2018. Disponível em: http://revista.pubalaic.org/index.php/alaic/article/view/1158. Acesso em: 15 set. 2020.

BURCH, Sally. Telesur and the new agenda for Latin American integration. Global Media and Communication, [S. I.], v. 3, n. 2, p. 227-232, 2007. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/abs/10.1177/1742766507078419. Acesso em: 15 set. 2020.

CABRAL, Eula D. T. Mídia no Brasil: Concentração das Comunicações e Telecomunicações. Eptic (UFS), Aracaju, v. 17, n. 3, p. 17-28, 2015. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=5322918. Acesso em: 15 set. 2020.

CANCLINI, Nestor. Culturas híbridas. Prefácio. Barcelona: Paidós, 2001.

FONSECA, Francisco. Mídia e poder: elementos conceituais e empíricos para o desenvolvimento da democracia brasileira. Brasília: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, 2010.

GARCIA, Nelson Jahr. Comunicação e autoritarismo: a voz do Brasil. Sumários Revista da ESPM, São Paulo, v. 3, n. 1, p. 29-33, 2013.

GUIMARÃES, Samuel Pinheiro. O mundo multipolar e a integração sul-americana. Temas & Matizes, Cascavel, v. 7, n. 14, p. 58-72, 2008. Disponível em: http://e-revista.unioeste.br/index.php/temasematizes/article/view/2484. Acesso em: 15 set. 2020.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. 3. ed. Rio de Janeiro: DP&A Editora, 1999.

LIMA, Venício A. Regulação das comunicações: história, poder e direitos. Paulus, 2011.

MARTINEZ, Monica; LAGO, Cláudia; LAGO, Mara Coelho de Souza. Estudos de gênero na pesquisa em jornalismo no Brasil: uma tênue relação. Revista Famecos, Porto Alegre, v. 23, n. 2, p. ID22464, 2016. Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/index.php/revistafamecos/article/view/22464. Acesso em: 15 set. 2020.

MIGUEL DE BUSTOS, Juan Carlos. Los grupos multimedia: estructuras y estrategias en los medios europeus. Barcelona: Bosch; Casa Editorial, 1993.

MORAES, Dênis de; RAMONET, I.; SERRANO, P. Mídia, poder e contrapoder: da concentração monopólica à democratização da informação. São Paulo: Boitempo/FAPERJ, 2013.

MURCIANO, Marcial. Estructura y dinámica de la comunicación internacional. Barcelona: Bosch Casa Editorial, 1992.

MUSTAFÁ, Izani; AMARANTE, Erivelto. A pandemia no programa “A Voz do Brasil”: análise de uma cobertura oficial. Revista Latinoamericana de Ciencias de la Comunicación, São Paulo, v. 19, n. 35, 2020. Disponível em: http://revista.pubalaic.org/index.php/alaic/article/view/1690. Acesso em: 15 set. 2020.

NOGUEIRA, Silvia. Reflexões sobre o papel da mídia na construção do nationess: os casos da Telesur e da Al-Jazeera. Carta Internacional, Belo Horizonte, v. 7, n. 2, p. 127-148, 2012. Disponível em: https://www.cartainternacional.abri.org.br/Carta/article/view/61. Acesso em: 15 set. 2020.

REIS, Rodrigo Nascimento. Jornalismo e Política: A cobertura da Folha de S. Paulo sobre a Copa 2014 no Brasil. Vozes e Diálogo, [S. l.], v. 16, n. 2, p. 34-47, 2017. Disponível em: https://www6.univali.br/seer/index.php/vd/article/view/10456. Acesso em: 15 set. 2020.

SANTOS, Milton. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. Edusp, 2002.

SAROLDI, Luiz Carlos; MOREIRA, Sonia Virgínia. Rádio Nacional: o Brasil em sintonia. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2005.

SOUSA MATOS, Érico. Diplomacia pública y América del Sur. De los conceptos a la práctica: Telesur y el caso venezolano. Desafíos, [S. l.], v. 28, n. 1, p. 399-426, 2016.

SOUSA SANTOS, Boaventura. O fim do império cognitivo: a afirmação das epistemologias do Sul. Autêntica, 2019.

TELESUR, 2020, Buscar, 2020. Disponível em: https://www.telesurtv.net/buscar.html. Acesso em: 15 set. 2020.

VANNUCHI, Camilo Morano. A regulação dos meios de comunicação no discurso dos jornais. Revista Alterjor, [S. l.], v. 17, n. 1, p. 21-38, 2018. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/alterjor/article/view/137227. Acesso em: 15 set. 2020.

VICENTE, Maximiliano Martin. História e comunicação na ordem internacional. São Paulo: Editora UNESP; São Paulo: Cultura Acadêmica, 2009.

Publicado
2021-08-20
Como Citar
Amarante, E., & Mustafá, I. (2021). O Brasil na perspectiva latino-americana: Uma análise de cobertura da rede integracionista TeleSUR. Revista FAMECOS, 28(1), e39148. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2021.1.39148