A construção dos problemas sociais do futebol: análise do potencial ideológico de editoriais da folha de S. Paulo

Palavras-chave: Futebol. Ideologia. Problema social.

Resumo

Este trabalho analisa quais aspectos do futebol foram tipificados como problemáticos em editoriais da Folha de S. Paulo durante o período de 2008 a 2017 e interpreta o caráter ideológico potencial dessas tipificações. Para tanto, adota o conceito de ideologia elaborado por John B. Thompson, que entende que uma forma simbólica pode ser caracterizada como ideológica quando estabelece e sustenta relações de dominação. Também adota a sua proposta metodológica – a hermenêutica de profundidade –, que é organizada em três fases: análise sócio-histórica, análise formal ou discursiva e interpretação/reinterpretação. Entre outras coisas, conclui que o material analisado é potencialmente ideológico porque mantém o futebol feminino e o machismo nas arquibancadas na penumbra, naturaliza a lógica neoliberal que orienta a produção do espetáculo futebolístico, contribui para fazer crer que a corrupção é um fenômeno permanente e imutável e expurga as torcidas organizadas, construindo-as como um elemento irracional no meio da coletividade torcedora.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Felipe Tavares Paes Lopes, Universidade de Sorocaba, Sorocaba (SP)

Graduado em Filosofia pela USP e em Comunicação Social pela ESPM. Mestre e doutor em Psicologia Social pela PUC-SP e USP, respectivamente. Realizou estágio doutoral na UAB, Barcelona, e pesquisas de pós-doutorado na FEF-UN ICAMP e CPDOC-FGV. Atualmente, é docente do Programa de Pós-graduação em Comunicação e Cultura da UNISO.

 

Referências

ALTHUSSER, L. Ideologia e Aparelhos Ideológicos de Estado (Notas para uma investigação). In: ZIZEK, S. (org.). Um mapa da ideologia. 5. ed. Rio de Janeiro: Contraponto, 2013, p. 105-142.

ANDRADE, L. Prostituição infanto-juvenil na mídia: estigmatização e ideologia. São Paulo: EDUC; São Paulo: FAPESP, 2004.

ANJ. Maiores jornais do Brasil. 1º dez. 2015. Disponível em: http://www.anj.org.br/maiores-jornais-do-brasil/. Acesso em: 14 nov. 2017.

BARROS FILHO, C.; SÁ MARTINO, L. M. O habitus na comunicação. São Paulo: Paulus, 2003.

BEST, J.; LOSEKE, D. R. (ed.). Social problems: constructionist readings. New York: Walter de Gruyter, 2003.

BOURDIEU, P. Sobre a televisão. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1997.

CHAUI, M. Simulacro e poder: uma análise da mídia. São Paulo: Perseu Abramo, 2005.

FLORES, L. F. B. N. Na zona do agrião: algumas mensagens ideológicas do futebol. In: R. DaMatta (org.). Universo do futebol: esporte e sociedade brasileira. Rio de Janeiro: Pinakotheke, 1982, p. 43-58.

FOLHA DE S. PAUL O. Novo manual da redação. São Paulo: Folha de S. Paulo, 1998. https://doi.org/10.11606/d.91.2019.tde-27032019-175408

FOLHA DE S. PAUL O. Editorial – Corrupção em campo. 12 jun. 2011. Disponível em: https://acervo.folha.com.br/leitor.do?numero=18797&keyword=campo&anchor=5711016&origem=busca&pd=c141971b6faa7f3ee8f19714cab8b3f6. Acesso em: 26 nov. 2018.

FOLHA DE S. PAUL O. Editorial – Clubes endividados. 13 ago. 2012. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/opiniao/1136165-editorial-clubes-endividados.shtml. Acesso em: 26 nov. 2018.

FOLHA DE S. PAUL O. Editorial – Corinthians sem torcida. 8 mar. 2013. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/opiniao/2013/03/1242636-editorial-corinthians-sem--torcida.shtml. Acesso em: 26 nov. 2018.

FOLHA DE S. PAUL O. Editorial – Arenas da barbárie. 11 dez. 2013. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/opiniao/2013/12/1383850-editorial-arenas-da-barbarie.shtml. Acesso em: 26 nov. 2018.

FOLHA DE S. PAUL O. Editorial – Hora de virar o jogo. 13 jul. 2014. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/opiniao/1136165-editorial-clubes-endividados.shtml. Acesso em: 26 nov. 2018.

FOLHA DE S. PAUL O. Editorial – A seleção gira em falso. 23 jul. 2014. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/opiniao/2014/07/1489817-editorial-a-selecao-gira-em--falso.shtml. Acesso em: 26 nov. 2018. https://doi.org/10.5007/1984-6924.2014v11n2p402

FOLHA DE S. PAUL O. Editorial – Cúmplices da violência. 01 de nov. de 2014. Disponível em: https://acervo.folha.com.br/leitor.do?numero=20030&keyword=Editorial&anchor=5968154&origem=busca&pd=da66e906742d4c1e7c2b8ce98a1f44d8. Acesso em: 26 nov. 2018.

FOLHA DE S. PAUL O. Editorial – Futebol de outro mundo. 22 de fev. de 2015. Disponível em: https://acervo.folha.com.br/leitor.do?numero=20143&keyword=Editorial&anchor=5981641&origem=busca&pd=472d34b1f47766f461e459c66269dac2. Acesso: em: 26 nov. 2018.

FOLHA DE S. PAUL O. Editorial – Resgatar a imagem. 09 mar. 2016. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/opiniao/2016/03/1747885-resgatar-a-imagem.shtml. Acesso em: 26 nov. 2018.

FOLHA DE S. PAUL O. Editorial – Tragédia no futebol. 10 abr. 2016. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/opiniao/2016/04/1759303-tragedia-no-futebol.shtml. Acesso em: 26 nov. 2018.

FOLHA DE S. PAUL O. Editorial – Elefantes quase brancos. 07 jan. 2017. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/opiniao/2017/01/1847781-elefantes-quase-brancos.shtml. Acesso em: 26 nov. 2018.

FREITAS, R. F.; LINS, F.; SANTOS, M. H. C. Megaeventos: uma alquimia incontrolável das cidades. Revista Logos, v. 1, n. 24, p. 1-13, 2014. Disponível em: file:///C:/Users/ftplo/Downloads/13129-44356-1-SM.pdf. Acesso em: 22 mar. 2019. https://doi.org/10.12957/logos.2014.13129

GIRÓ, X. Enfoques analíticos críticos sobre el discurso de la cobertura informativa de conflictos. In: TELL ESCHI, T.; SANDOVAL F, ANDRÉS, E. (coord.). Espacio y tiempo en la globalización: una visión de la transparencia en la información. Toluca: Universita’ di Pisa y Comisión Estatal para el Acceso a la Información Pública del Estado de Sinaloa, 2007. p. 199-220. https://doi.org/10.17561/rej.n17.a7

GIRÓ, X.; JARQUE, J. M. El discurso editorial sobre inmigración de El País, La Vanguardia, El Periódico y Avui, desde El Ejido hasta la cumbre europea de Sevilla (19992000). In: ZAPATA-BARBEIRO, R.; VAN DIJK, T. (eds.). Discursos sobre la inmigración en España: los medios de comunicación, los parlamentos y las administraciones. Barcelona: Fundació CIDOB, 2007. p. 17-44. https://doi.org/10.18356/9ca2a009-es

GOELLN ER, S. Mulheres e futebol no Brasil: entre sombras e visibilidades. Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, v. 19, n. 2, p. 143-151, 2005. Disponível em: file:///C:/Users/ftplo/AppData/Local/Packages/Microsoft.MicrosoftEdge_8wekyb3d8bbwe/TempState/Downloads/16590-Texto%20do%20artigo-19740-1-10-20120522%20(1).pdf. Acesso em: 23 nov. 2018.

HELAL, R. Futebol e comunicação: a consolidação do campo acadêmico no Brasil. Comunicação, Mídia e Consumo, São Paulo, v. 08, n. 21, p. 11-38, 2011. Disponível em: http://revistacmc.espm.br/index.php/revistacmc/article/viewFile/208/205. Acesso em: 23 nov. 2018.

HOLLANDA, B. B. B. O clube como vontade e representação: o jornalismo e a formação das torcidas organizadas de futebol do Rio de Janeiro: 7 Letras, 2009.

HOLLANDA, B. B. B.; MELO, V. A. Apresentação. In: HOLL ANDA, B. B. B.; MELO, V. A. (org.). O esporte na imprensa e a imprensa esportiva no Brasil. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2012, p. 15-19. https://doi.org/10.22456/1983-201x.37499

LOPES, F. T. P. Discursos sobre violência envolvendo torcedores de futebol: ideologia e crítica na construção de um problema social. 2012. 590 f. Tese (Doutorado em Psicologia Social) – Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: file:///C:/Users/ftplo/AppData/Local/Packages/Microsoft.MicrosoftEdge_8wekyb3d8bbwe/TempState/Downloads/lopes_do%20(1).pdf. Acesso em: 23 nov. 2018. https://doi.org/10.11606/t.47.2012.tde-13072012-103725

LOPES, F. T. P. Dimensões ideológicas do debate público acerca da violência no futebol brasileiro. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. São Paulo, v. 4, n. 27, p. 597-612, 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1807-55092013000400008&script=sci_abstract&tlng=es. Acesso em: 23 nov. 2018. https://doi.org/10.1590/s1807-55092013000400008

LOPES, F. T. P. Violência no futebol: ideologia na construção de um problema social. Curitiba: CRV, 2019. https://doi.org/10.24824/978854443115.3

LOPES, F. T. P.; HOLL ANDA, B. B. B. Ódio eterno ao futebol moderno”: poder, dominação e resistência nas arquibancadas dos estádios da cidade de São Paulo. Tempo, v. 24, n. 2, p. 207-232, 2018. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1413-77042018000200206&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 23 nov. 2018. https://doi.org/10.1590/tem-1980-542x2018v240202

LOVIOLO, H. Sociologia do esporte (futebol): conversações argumentativas. In: HELAL, R.; LOVISOLO, H.; SOARES, A. J. Futebol, jornalismo e ciências sociais: interações. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2011. p. 11-32.

MARQUES, J. C. A “criança difícil do século” – algumas configurações do esporte no velho e no novo milênio. Comunicação, Mídia e Consumo, São Paulo, v. 8, n. 21, p. 93-112, 2011. Disponível em: http://revistacmc.espm.br/index.php/revistacmc/article/view/212/209. Acesso em: 23 mar. 2019.

RAMOS, R. Futebol: ideologia do poder. Petrópolis: Vozes, 1984.

RIBEIRO, A. Os donos do espetáculo: história da imprensa esportiva no Brasil. São Paulo: Terceiro Nome, 2007.

ROJO, L. M. A frontera interior – análise crítica do discurso: um exemplo sobre o “racismo”. In: IÑIGUEZ, L. (Coord.). Manual de Análise do Discurso em Ciências Sociais. Petrópolis, Editora Vozes, 2004. p. 206-257. https://doi.org/10.22409/resa2014.v7i1.a21178

ROSEMBERG, Fúlvia; ANDRADE, Marcelo. Infância na mídia brasileira e ideologia. In: JACÓ-VILELA Ana Maria; SATO, Leny (org.). Diálogos em Psicologia Social. Porto Alegre: Evangraf, 2007. p. 257-274.

SIMÕES, I. Clientes versus rebeldes: novas culturas torcedoras nas arenas do futebol moderno. Rio de Janeiro: Multifoco, 2017.

TEIXEIRA, R. C.; LOPES, F. T. P. Reflexões sobre o “Projeto Torcedor” alemão: produzindo subsídios para o debate acerca da prevenção da violência no futebol brasileiro a partir de uma perspectiva sociopedagógica. Revista de Antropologia – USP, v. 63, n. 3, 2018 (no prelo). https://doi.org/10.11606/2179-0892.ra.2018.152037

THOMPSON, J. B. Ideologia e cultura moderna: teoria social crítica na era dos meios de comunicação de massa. 4. ed. Petrópolis: Vozes, 2000.

TORO, C. A. O espectador como espetáculo: notícias das Torcidas Organizadas na Folha de S. Paulo (1970-2004). 2004. 150 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2004. https://doi.org/10.1590/s0104-71831997000200019

VAN DIJK, T. Discurso e poder. São Paulo: Contexto, 2008.

VASILACHIS DE GIALDINO, I. El lenguaje de la violencia en los medios de comunicación. Las otras formas de ser de la violencia y de la prensa escrita. In: PROGRAMA DE LAS NACIONES UN IDAS PARA EL DESARROLL O (Comp.). Aportes para la convivencia y la seguridad ciudadana. San Salvador: PNU D, 2004. p. 109-161. https://doi.org/10.2307/j.ctt22p7gf8.5

Publicado
2019-12-18
Como Citar
Lopes, F. T. P. (2019). A construção dos problemas sociais do futebol: análise do potencial ideológico de editoriais da folha de S. Paulo. Revista FAMECOS, 26(2), e32641. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2019.2.32641
Seção
Jornalismo