Embatimentos poéticos no filme "Praia do futuro"

Palavras-chave: Cinema Contemporâneo, Diversidade Cultural/Sexual, Praia do Futuro

Resumo

Este texto expõe uma leitura crítica – em formato de ensaio – sobre o filme Praia do futuro (Karim Aïnouz, 2014), ao relacionar cinema e diversidade cultural/sexual no Brasil atualmente. Não se trata de uma análise fílmica, mas sim ter a referida película como exemplificação nesse contexto. Para desenvolver esta leitura, o percurso metodológico divide-se em observação, descrição e discussão sobre a referida película. Da comunicação às práticas socioculturais, as categorias discursivas experiência, imagem, performance e subjetividade, de modo estratégico, enunciam os estudos contemporâneos. Disso, deriva uma pergunta: como propor uma política do afeto no cinema contemporâneo que acompanhe a diversidade cultural/sexual no país e no mundo? A partir de uma política do afeto, os resultados incorporam um movimento entre corpo, gênero, identidade sexual nessa discussão a respeito do homoerotismo no cinema brasileiro atual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wilton Garcia, Universidade de Sorocaba (Uniso), Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura, Sorocaba, São Paulo
Artista visual, Professor da Fatec Itaquaquecetuba/SP e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura da Universidade de Sorocaba (Uniso).

Referências

BUTLER, J. Vida precária. Contemporânea – Revista de Sociologia da UFSCar. São Carlos, Departamento e Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFSCar, n.1, p. 13-33, 2011. Disponível em: file:///C:/Users/Wilton/Downloads/18-13-1-SM.pdf. Acesso em: 10 jun. 2017.

CANCLINI, N. G. O mundo inteiro como lugar estranho. São Paulo: EdUSP, 2016.

EAGLETON, T. A morte de Deus na cultura. Rio de Janeiro: Record, 2016.

FELINTO, E. Materialidades da comunicação: por um novo lugar da matéria na teoria da comunicação. Ciberlegenda, n.5, Edição Especial, p. 1-15, 2001.

FIQUEROA, A. Melodrama masculino. Revista O grito! 20 de maio de 2014. Disponível em: <http://revistaogrito.com/page/critica-praia-do-futuro-de-karim-ainouz/>. Acesso em: 10 jun. 2017.

FOSTER, D. W. Queer issues in contemporary Latin American cinema. Austin: University of Texas Press, 2003.

GONÇALO, P. A atração gravitacional de uma geografia perdida. Revista Cinética – cinema e crítica. Disponível em: http://revistacinetica.com.br/home/praia-do-futuro-de-karim-ainouz-brasilalemanha-2014/. Acesso em: 2 jul. 2017.

GUMBRECHT, H. U. Nosso amplo presente: o tempo e a cultura contemporânea. São Paulo: Unesp editora, 2015.

HALL, S. Cultura e representação. Rio de Janeiro: PUC-Rio : Apicuri, 2016.

MATURANA, H. Cognição, ciência e vida cotidiana. Belo Horizonte: EdUFMG, 2001.

METZ, C. A significação no cinema. São Paulo: Perspectiva, 1972.

NAGIB, L. Além da diferença: a mulher no Cinema da Retomada. Devires, Belo Horizonte, v. 9, n. 1, p. 14-29, jan./jun. 2012.

NOVAES, A. (Org.). Mutações: entre dois mundos. São Paulo: Edições Sesc, 2017.

PELBART, P. P. O avesso do niilismo: cartografias do esgotamento. São Paulo: n-1 edições, 2013.

PEIXOTO, N. B. Ver o invisível: a ética das imagens. In: NOVAES, A. (Org.). Ética: vários autores. São Paulo: Cia das Letras, 2007. p. 425-453

PRAIA do futuro. Direção: Karim Aïnouz. Roteiro: Felipe Bragança e Karim Aïnouz. Produção: Geórgia Costa Araújo e Hank Levine. Intérpretes: Wagner Moura, Jesuíta Barbosa e Clemens Schick e outros. Alemanhã/Brasil: Berlin, Fortaleza, 2014. 1 bobina cinematográfica (106 min), son., color., 35 mm.

RAMOS, F. (Org.). Teoria contemporânea do cinema. São Paulo: SENAC, 2005.

RENDUELES, C. Sociofobia: mudança política na era da utopia digital. São Paulo: SESC edições, 2016.

SAFATLE, W. O circuito dos afetos: corpos políticos, desamparo e o fim do indivíduo. 2 ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2016.

SANTOS, R. PoÉtica da diferença: um olhar queer. São Paulo: Factash-Hagrado, 2014.

SILVA, C. V. da. Metáfora e profundidade: os usos e os efeitos da imagem em “Praia do Futuro”. Trabalho apresentado no GP Cinema do XXXVII Intrercom – Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. Foz do Iguaçu, PR – 2 a 5/9/2014.

SODRÉ, M. A ciência do comum: notas para o método comunicacional. São Paulo: Martins Fontes, 2014.

STAM, R. Introdução à teoria do cinema. Campinas, SP: Papirus, 2003.

TREVISAN, J. S. Devassos no paraíso: a homossexualidade no Brasil, da colônia à atualidade. 3. ed. Rio de Janeiro: Record, 2000.

VARGAS-LLOSA, M. La civilización del espetáculo. Buenos Aires: Aguilar, Altea, Taurus, Afaguara, 2012.

XAVIER, I. O discurso cinematográfico: a opacidade e a transparência. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1984.

WAUGH, T. The fruit machine: twenty years of writings on queer cinema. New York; London: Duke University, 2000.

WILDE, O. Soneto do... amor que não ousa dizer seu nome... s/d. Disponível em: http://www.recantodasletras.com.br/sonetos/172971. Acesso em: 10 jun. 2017.

Publicado
2018-08-23
Como Citar
Garcia, W. (2018). Embatimentos poéticos no filme "Praia do futuro". Revista FAMECOS, 25(3), ID30183. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2018.3.30183
Seção
Cinema