Conversando com a comida: MasterChef e o solilóquio como acesso privilegiado à autenticidade

  • Carlos Eduardo Marquioni UTP - Universidade Tuiuti do Paraná
  • Fernando Andacht Universidade Tuiuti do Paraná e Universidade da República de Montevidéu.
Palavras-chave: Reality show, solilóquio, signos indiciais

Resumo

O artigo propõe uma análise e uma contextualização histórica dos componentes da franquia televisual de competição gastronômica MasterChef enquanto um híbrido entre reality show e talent show. Complementarmente à revelação da competência culinária dos participantes (talent), o público tem acesso ao que consideraria como as emoções autênticas dos aspirantes a chef (reality), à sua intimidade, através do uso recorrente, na economia narrativa do programa, de uma forma de fala pouco natural no cotidiano: o solilóquio. Realizando uma recuperação histórica dessa classe de monólogo na literatura e no teatro, é apresentada uma tentativa de compreensão de como se dá o fenômeno que os autores defendem como o efeito de autenticidade em MasterChef. São analisadas cinco variantes de solilóquio na franquia, a partir de episódios das edições brasileira, argentina e estadunidense do programa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Eduardo Marquioni, UTP - Universidade Tuiuti do Paraná
Docente do programa de Mestrado e Doutorado em Comunicação e Linguagens da Universidade Tuiuti do Paraná. Mestre e Doutor em Comunicação e Linguagens, é membro dos grupos de pesquisa Interações comunicacionais, imagens e culturas digitais (INCOM/PPGCom UTP) e Estudos Culturais (GECU/Unesp Franca).
Fernando Andacht, Universidade Tuiuti do Paraná e Universidade da República de Montevidéu.
Fernando Andacht é Professor Titular no Departamento de Teoria e Metodologia, Faculdad de Información & Comunicación, Universidad de la República de Montevidéu e Professor compartilhado do Programa de Pós-graduação em Comunicação da Universidade Tuiuti do Paraná.

Referências

ANDACHT, Fernando. El reality show: una perspectiva analítica de la televisión. Buenos Aires: Grupo Editorial Norma, 2003.

ASLAMA, Minna; PANTTI, Mervi. Talking alone: Reality TV, emotions and authenticity. European Journal of Cultural Studies, London, v. 9, n. 2, p. 167-184, 2006.

MARQUIONI, C. Eduardo; OLIVEIRA, Caroline Cavalcanti. Para além da competição: consumindo afetos como cultura material no programa MasterChef (análises e reflexões iniciais). In: Conexão – Comunicação e Cultura, v. 14, n. 28. p. 71-95. Universidade de Caxias do Sul. Caxias do Sul, 2015.

PADRÃO, Ana Paula. Entrevista presencial concedida pela apresentadora da primeira, segunda e terceira temporadas de MasterChef Brasil para Caroline Cavalcanti de Oliveira e Carlos Eduardo Marquioni. São Paulo, 20 set. 2014.

PEIRCE, Charles Sanders. The Collected Papers of C. S. Peirce Vols. I - VIII. HARTSHORNE, Charles; WEISS, Paul; BURKS, Arthur (orgs.). Harvard Mass.: Harvard University Press, 1958.

ROZNOWSKI, Rob. Inner Monologue in Acting. London: Palgrave Macmillan, 2013.

TALCOTT, R. A. The place for personation. Quarterly Journal of Speech, v. 2, n. 2, p. 116-122, 1915. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1080/00335631609360528 Acesso em: 4 maio 2016.

TAYLOR, Charles. A secular age. Cambridge: The Belknap Press of Harvard University Press, 2007.

WALLACE, Clare. Introduction. In: TAYLOR, Charles (org.). Monologues: theatre, performance, subjectivity. Prague: Litteraria Pragensia, p. 1-16, 2006.

WILCE, James M.; FENIGSEN, Janina. Introduction: De-essentializing authenticity: A semiotic approach. Semiótica n. 203, p. 137-152, 2015.

WILLIAMS, Raymond. Cultura. São Paulo: Editora Paz e Terra, 2008.

_____. A produção social da escrita. São Paulo: Editora Unesp, 2013.

Publicado
2017-03-24
Como Citar
Marquioni, C. E., & Andacht, F. (2017). Conversando com a comida: MasterChef e o solilóquio como acesso privilegiado à autenticidade. Revista FAMECOS, 24(2), ID24523. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2017.2.24523
Seção
Televisão