O olhar entre o bem e o mal no melodrama: um estudo de “O medo consome a alma”

  • Lisandro Magalhães Nogueira Universidade Federal de Goiás
  • Ícaro San Carlo Máximo Sampaio Universidade Federal de Goiás.
Palavras-chave: Melodrama, Cinema, Espectadores

Resumo

Este artigo pretende investigar as possibilidades de melodramas que provoquem a reflexão dos espectadores. A relação entre vítima e opressor e a dicotomia existente nos paradigmas elementares do melodrama serão objetos a serem problematizados. Por fim, será investigada a possibilidade de criação de melodramas que não estejam fundamentados na cultura judaico-cristã; para este ultimo tópico será feito um estudo do filme O Medo Consome a Alma, de Rainer Fassbinder

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lisandro Magalhães Nogueira, Universidade Federal de Goiás
Graduado em Filosofia e Mestre em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal de Goiás.
Ícaro San Carlo Máximo Sampaio, Universidade Federal de Goiás.
Graduado em Filosofia e Mestre em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal de Goiás.

Referências

BROOKS, Peter. The melodramatic imagination: Balzac, Henry James, melodrama and the mode of excess. Londres: Yale University Press, 1995.

HUPPES, Ivete. Melodrama: o gênero e sua permanência. Cotia: Ateliê Editorial, 2000.

KEHL, Maria Rita. O ressentimento. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2004.

MACHADO, Arlindo. O sujeito na tela: modos de enunciação no cinema e no ciberespaço. São Paulo: Paulus, 2007.

NIETZSCHE, Friedrich. Genealogia da moral: uma polêmica. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

SINGER, Ben. Modernidade, hiperestímulo e o inicio do sensacionalismo popular. In CHARNEY, Leo; SCHWARTZ, Vanessa. O cinema e a invenção da vida moderna. São Paulo: Cosac & Naify, 2003.

XAVIER, Ismail. O olhar e a cena: melodrama, Hollywood, Cinema Novo, Nelson Rodrigues. São Paulo: Cosac & Naify, 2003.

Publicado
2013-09-16
Como Citar
Nogueira, L. M., & Sampaio, Ícaro S. C. M. (2013). O olhar entre o bem e o mal no melodrama: um estudo de “O medo consome a alma”. Revista FAMECOS, 20(2), 337-353. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2013.2.14126
Seção
Cinema