Construção de sentidos em enunciados verbivocovisuais

Um olhar tridimensional para o gênero charge

Palavras-chave: Gênero Discursivo, Dialogismo, Verbivocovisualidade, Construção de Sentidos, Charge

Resumo

Este artigo consiste em uma análise do gênero charge, a partir da concepção bakhtiniana de gênero discursivo e de dialogismo. O objetivo é verificar como ocorre a construção de sentidos na charge, com base no estudo dos seus componentes constitutivos e das relações dialógicas que esse gênero estabelece com outros enunciados no processo de interação discursiva, considerando, para tanto, a tridimensionalidade verbivocovisual da linguagem. O trabalho decorre de uma pesquisa bibliográfica, de natureza teórica e aplicada, apoiada na abordagem qualitativa. Teoricamente, pauta-se nos apontamentos do Círculo de Bakhtin (BAKHTIN, 2014, 2016; VOLÓCHINOV, 2018, MEDVIÉDEV, 2012) e de seus comentadores no país, como Fiorin (2018), Brait (2005, 2015, 2018,) Rojo e Barbosa (2015), Paula (2017), Paula e Serni (2017), Paula e Luciano (2020a) e Paula e Luciano (2020b). A análise sugere uma compreensão da charge como um gênero cuja verbivocovisualidade é bastante representativa e, por isso mesmo, expressiva de uma dialogicidade aberta a uma pluralidade de sentidos. Constata-se, por fim, que a perspectiva teórica do Círculo de Bakhtin é potencialmente importante para o estudo dos diferentes gêneros, inclusive os de natureza notadamente verbivocovisuais, dada a expressão dos mecanismos dialógicos, a ideologia constitutiva da linguagem e a carga axiológica das escolhas linguístico-discursivas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosângela Alves dos Santos Bernardino, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), Pau dos Ferros, RN, Brasil.

Doutora e mestra em Estudos da Linguagem pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em Natal, RN, Brasil. Professora da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), em Pau dos Ferros, RN, Brasil

Ivaneide Gonçalves de Brito, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), Pau dos Ferros, RN, Brasil.

Doutoranda em Letras pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), em Pau dos Ferros, RN, Brasil; mestra em Letras pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), em Cajazeiras, PB, Brasil. Professora da Secretaria de Educação do Estado do Ceará, em Assaré, CE, Brasil.

Eliene Carvalho da Silva, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), Pau dos Ferros, RN, Brasil.

Mestranda em Letras pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), Pau dos Ferros, RN, Brasil. Graduada em Letras também pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), em Pau dos Ferros, RN, Brasil. Professora da rede particular de ensino, em Severiano Melo, RN, Brasil.

Referências

BAKHTIN, M. Problemas da poética de Dostoiévski. Tradução direta do russo, notas e prefácio de Paulo Bezerra. 5. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2013.

BAKHTIN, M. Questões de literatura e de estética: a teoria do romance. Tradução de Aurora Fornoni Bernardini et al. 7. ed. São Paulo: HUCITEC, 2014.

BAKHTIN, M. Os gêneros do discurso. Organização, tradução, posfácio e notas de Paulo Bezerra. Notas da edição russa de Serguei Botcharov. São Paulo: Editora 34, 2016.

BARBOSA, J. P; ROVAI, C. F. Gêneros do discurso na escola: rediscutindo princípios e práticas. São Paulo: FTD, 2012.

BRAIT, B. Bakhtin e a natureza constitutivamente dialógica da linguagem. In: BRAIT, B. Bakhtin: dialogismo e construção do sentido. 2. ed. rev. Campinas: Editora da UNICAMP, 2005. p. 87-98.

BRAIT, B. Literatura e outras linguagens. São Paulo: Contexto, 2015.

BRAIT, B. Estilo. In: BRAIT, B. (org.). Bakhtin: conceitos-chave. 5. ed. São Paulo: Contexto, 2018. p. 79-102.

CABRAL, T. De volta às aulas. Diário do Nordeste. Fortaleza, 12 set. 2020. Caderno Opinião. Disponível em: https://diariodonordeste.verdesmares.com.br/opiniao. Acesso em: 12 set. 2020.

FIORIN, J. L. Introdução ao pensamento de Bakhtin. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2018.

GONSALVES, E. P. Iniciação à pesquisa científica. 3. ed. Campinas: Alínea, 2003.

GRILO, S. V. C. Esfera e campo. In: BRAIT, B. (org.). Bakhtin: e outros conceitos-chave. São Paulo: Contexto, 2010. p. 133-160.

LUCIANO, J. A. R. Filosofia da linguagem bakhtiniana: concepções verbivocovisuais. 2021. Dissertação (Mestrado em Linguística e Língua Portuguesa) – Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista, São Paulo, 2021.

MACHADO, I. Gêneros discursivos. In: BRAIT, B. (org.). Bakhtin: conceitos-chave. 5. ed. São Paulo: Contexto, 2018. p. 151-166.

MARCUSCHI, L. A. Gêneros textuais: configuração, dinamicidade e circulação. In: KARWOSKI, A. M; GAYDECZKA, B; BRITO, K. S. (org.). Gêneros textuais: reflexões e ensino. 4. ed. São Paulo: Parábola, 2011. p. 17-31.

MEDVIÉDEV, P. O método formal nos estudos literários. Tradução de Sheila Grillo, Ekaterina Volkóva Américo. São Paulo: Contexto, 2012.

PAIVA, V. L. M. O. Manual de pesquisa em estudos linguísticos. São Paulo: Parábola, 2019.

PAULA, L. Verbivocovisualidade: uma abordagem bakhtiniana tridimensional da linguagem. Projeto de Pesquisa. UNESP, 2017 (Mimeo).

PAULA, L.; LUCIANO, J. A. R. A filosofia da linguagem bakhtiniana e sua tridimensionalidade verbivocovisual. Estudos Linguísticos, São Paulo, v. 49, n. 2, p. 706-722, jun. 2020a.

PAULA, L.; LUCIANO, J. A. R. A tridimensionalidade verbivocovisual da linguagem bakhtiniana. Linha D’Água, v. 33, n. 3, p. 105-134, 2020b.

PAULA, L.; SERNI, N. M. A vida na arte: a verbivocovisualidade do gênero filme musical. Raído, Dourados, v. 11, n. 25, p. 178-201, jan./jun. 2017.

PRODANOV, C. C; FREITAS, E. C. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo: Feevale, 2013.

RODRIGUES, R. H. Os gêneros do discurso na perspectiva dialógica da linguagem: a abordagem de Bakhtin. In: MEURER, J. L; BONINI, A; MOTTA-ROTH, D. Gêneros: teoria, métodos, debates. São Paulo: Parábola, 2005. p. 152-183.

ROJO, R. H. R. Gêneros do discurso e gêneros textuais: questões teóricas e aplicadas. In: MEURER, J. L; BONINI, A; MOTTA-ROTH, D. Gêneros: teoria, métodos, debates. São Paulo: Parábola, 2005. p. 184-207.

ROJO, R. H. R; BARBOSA, J. P. Hipermodernidade, multiletramentos e gêneros discursivos. São Paulo: Parábola, 2015.

VOLOCHÍNOV, V. A construção da enunciação e outros ensaios. Tradução e notas de João Wanderley Geraldi. Edição e supervisão da tradução de Valdemir Miotello. São Carlos: Pedro & João Editores, 2013.

VOLÓCHINOV, V. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. Tradução, notas e glossário de Sheila Grillo, Ekaterina Vólkova Américo. Ensaio introdutório de Sheila Grillo. 2. ed. São Paulo: Editora 34, 2018.

Publicado
2021-12-31
Como Citar
Bernardino, R. A. dos S., Brito, I. G. de, & Silva, E. C. da. (2021). Construção de sentidos em enunciados verbivocovisuais: Um olhar tridimensional para o gênero charge. Letrônica, 14(sup.), e42466. https://doi.org/10.15448/1984-4301.2021.s.42466