Interpretação simultânea de Libras para o Português

A entonação expressiva em uma perspectiva verbo-visual

Palavras-chave: Interpretação, Entonação expressiva, Libras, Língua Portuguesa, Verbo-visualidade

Resumo

A atuação do tradutor e intérprete de Língua de Sinais /Língua Portuguesa (TILSP), na esfera educacional, ou em qualquer outra, demanda articulações de cunho teórico-prático para que o enunciado/discurso em Língua Brasileira de Sinais (Libras) possa ser compreendido por interlocutores. Nesse contexto, a entonação expressiva está presente na produção e percepção de cada palavra e do enunciado como um todo, tanto na fala vocal quanto na língua de sinais. Por essa razão, o objetivo deste artigo é analisar, na perspectiva dialógica verbo-visual e a partir de resultados obtidos na pesquisa de Mestrado, a autoria e a produção de sentidos, por meio da entonação expressiva presente na interpretação simultânea (IS) de Libras/Língua Portuguesa, na esfera conferência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ricardo Ferreira Santos, Instituto Federal de São Paulo (IFSP), Suzano, SP, Brasil.

Mestre em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), em São Paulo, SP, Brasil. Professor do Instituto Federal de São Paulo (IFSP), em Suzano, SP, Brasil.

Referências

ALBRES, Neiva; SANTIAGO, Vânia. A. A. Atuação do intérprete educacional: reflexão e discussão sobre modalidades de interpretação - simultânea e consecutiva. Espaço, Rio de Janeiro, v. 1, n. 38, p. 51-59, jul. 2012. http://dx.doi.org/10.20395/re.v0i38.193

ARÁN, Pampa Olga. A questão do autor em Bakhtin. Bakhtiniana. Revista de Estudos do Discurso, São Paulo, p. 4-25, jan./jul. 2014. Edição especial.

BAKHTIN, Mikhail. Os gêneros do discurso. In: BAKHTIN, Mikhail. Os gêneros do discurso. Tradução de Paulo Bezerra. São Paulo: Editora 34, 2016. p. 11-69.

BAKHTIN, Mikhail. O autor e a personagem na atividade estética. In: BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. Tradução de Paulo Bezerra. 6. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2011. p. 3-20.

BRAIT, Beth. Olhar e ler: verbo-visualidade em perspectiva dialógica. Bakhtiniana; Revista de Estudos do Discurso, São Paulo, v. 8. n. 2, p. 43-66, 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/bak/v8n2/04.pdf. Acesso em: 20 jul. 2017.

BRAIT, Beth; MELO, Rosineide. Enunciado / Enunciado Concreto / Enunciação In: BRAIT, Beth (org.). Bakhtin: conceitos-chave. 4. ed. São Paulo: Contexto, 2008, p. 61-78.

CHRISTOFFELS, Ingrid. K.; DE GROOT, Annet. M. B. Simultaneous interpreting: a cognitive perspective. In: KROLL, J. F.; DE GROOT, Annet. M. B. (eds.). Handbook of Bilingualism: psycholinguistic approaches. New York: Oxford University Press, 2005. p. 454-479.

DINARTE, Luiz Daniel Rodrigues; RUSSO, Angela. Tradução e interpretação de língua de sinais no contexto da pós-graduação: problematizando posições. Cadernos de Tradução, Florianópolis, v. 35, n. 2, p. 174-196, jul./dez. 2015. Edição especial.

FARACO, Carlos Alberto. Autor e autoria. In: BRAIT, Beth (org.). Bakhtin: conceitos-chave. São Paulo: Contexto, 2006. p. 37-60.

FARACO, Carlos Alberto; NEGRI, Ligia. O falante: que bicho é esse, afinal? Revista Letras, Curitiba, n. 49, p. 159-170, 1998.

FERREIRA-BRITO, Lucinda. Por uma gramática das línguas de sinais. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, UFRJ, 1995.

FERREIRA-SANTOS, Ricardo. A autoria na interpretação de Libras para o Português: aspectos prosódicos e construção de sentidos na perspectiva verbo-visual. 2018. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2018.

GILE, Daniel. Interpreting studies: a critical view from within. MonTI. Alicante, Espanha, n. 1, p. 135-155, 2009.

GILE, Daniel. Basic Concepts and Models for Interpreter and Translator Training. Amsterdã, Filadélfia: John Benjamins Publishing Company, 1995.

HIRST, Daniel.; DI CRISTO, Albert. Intonation Systems. Cambridge: Cambridge University Press, 1998.

MARTINS, Vanessa Regina de O.; NASCIMENTO Marcus Vinícius B. Da formação comunitária à formação universitária (e vice e versa): novo perfil dos tradutores e intérpretes de língua de sinais no contexto brasileiro. Cadernos de Tradução, Florianópolis, v. 35, n. 2, p. 78-112, jul./dez. 2015. Edição especial.

NASCIMENTO, Marcus Vinícius Batista. Formação de intérpretes de libras e língua portuguesa: encontros de sujeitos, discursos e saberes. 2016. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2016.

NASCIMENTO, Marcus Vinícius Batista. Interpretação da Libras para o português na modalidade oral: considerações dialógicas. Tradução e Comunicação: Revista Brasileira de Tradutores, n. 24, p. 79-94, 2012.

NASCIMENTO, Marcus Vinícius Batista. Interpretação da língua brasileira de sinais para o português a partir do gênero jornalístico televisivo: elementos verbo-visuais na produção de sentidos. 2011. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2011.

NOGUEIRA, Tiago Coimbra. Intérpretes de Libras-português no contexto de conferência: uma descrição do trabalho de equipe e as formas de apoio na cabine. 2016. Dissertação (Mestrado em Estudos da Tradução) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2016.

PRETI, Dino (org.). Análise de textos orais. 4. ed. São Paulo: Humanitas Publicações, FFLCH-USP, 1999.

SANTIAGO, Vânia. Aquino. Albres. O olhar dos surdos sobre os intérpretes de libras: alteridade e identidade. In: CONGRESSO NACIONAL DE LIBRAS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA, 1.,2015, Uberlândia. Anais [...]. Uberlândia: Universidade Federal de Uberlânia, 2015. p. 1-15.

SANTOS, Silvana Aguiar dos. Tradução/Interpretação de língua de sinais no Brasil: uma análise das teses e dissertações de 1990 a 2010. 2013. Tese (Doutorado em Estudos de Tradução) – Pós-Graduação em Estudos da Tradução, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2013.

SKLIAR, Carlos. Abordagens sócio-antropológicas em educação especial. In: SKLIAR, Carlos; CECCIM, Ricardo Burg, LULKIN, Sérgio Andrés, BEYER, Hugo Otto, LOPES, Maura Corcini (org.). Educação & exclusão: abordagens sócio-antropológicas em educação especial. Porto Alegre: Editora Mediação, 1997.

SOBRAL, Adail. Dizer o “mesmo” a outros: ensaios sobre tradução. São Paulo: SBS, 2008.

STROBEL, Karin Lilian. Surdos: vestígios culturais não registrados na história. 2008. Tese (Doutorado em Educação e Processos Inclusivos) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Santa Catarina, 2008.

VOLÓCHINOV, Valentin. Marxismo e filosofia da linguagem: Problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. Tradução de Sheila Grillo e Ekaterina Vólkova Américo. São Paulo: Editora 34, 2017.

Publicado
2021-12-31
Como Citar
Santos, R. F. (2021). Interpretação simultânea de Libras para o Português: A entonação expressiva em uma perspectiva verbo-visual. Letrônica, 14(sup.), e42464. https://doi.org/10.15448/1984-4301.2021.s.42464