Evidências de validade e normas de desempenho na Tarefa de Escrita de Palavras e Pseudopalavras (TEPP) para estudantes do 4º e 6º anos

Palavras-chave: Linguagem escrita., Neuropsicologia., Propriedades psicométricas.

Resumo

Este estudo apresenta o desempenho de alunos do 4º e 6º anos na Tarefa de Escrita de Palavras e Pseudopalavras (TEPP). Analisaram-se evidências de validade baseadas na relação com critério (correlação com idade, e comparação de grupos por ano de escolaridade e sexo), validade convergente por meio de correlações da TEPP com o Ditado Balanceado e com o Instrumento de Avaliação Neuropsicológica Breve Infantil NEUPSILIN- Inf, além de apresentar dados normativos para alunos de 4º e 6º anos do Ensino Fundamental. Participaram 181 estudantes de escolas públicas, sendo 55,8% meninas, com idades entre 9 e 12 anos. Identificaram-se maiores escores para os estudantes mais velhos e de maior escolaridade, além de maiores escores das meninas em algumas medidas da TEPP, reforçando a validade de critério do instrumento. A TEPP mostrou estar relacionada com medidas de ortografia, atenção, memória, funções executivas, linguagem e habilidades aritméticas, demonstrando evidências de validade convergente. São apresentados os dados normativos da TEPP, considerando os dois anos escolares dos participantes, contribuindo para os profissionais que utilizam este instrumento na prática clínica, como também no âmbito educacional.   

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jaqueline de Carvalho Rodrigues, Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), São Leopoldo, RS, Brasil.

Mestre, Doutora e Pós-doutora em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Especialista em Neuropsicologia (CFP). Professora Assistente da Escola de Saúde da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS). Autora dos instrumentos “Tarefa de Escrita de Palavras e Pseudopalavra (TEPP)” e “Tarefa de Leitura de Palavras e Pseudopalavras (TLPP)”.

Lisiane França Garcia Franquilin Pereira, UNIASSELVI, Porto Alegre, RS, Brasil.

Mestre em Educação (UFRGS); professora da UNIASSELVI, Departamento de Psicopedagogia e Neuropsicopedagogia. Coordena o projeto de estágios “Psicopedagogia e Neuropsicopedagogia: da avaliação à intervenção”.

Jerusa Fumagalli de Salles, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, RS, Brasil.

Doutora em Psicologia (UFRGS). Professora Associada do Instituto de Psicologia, PPG em Psicologia. Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS. Coordenadora do Núcleo de Estudos em Neuropsicologia Cognitiva (Neurocog).

Helena Vellinho Corso , Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, RS, Brasil

Doutora em Psicologia (UFRGS); professora da Faculdade de Educação da UFRGS, Departamento de Estudos Especializados. Coordena o projeto de pesquisa “Compreensão de leitura: avaliação e intervenção”. Realizou estágio de doutoramento na Temple University - College Education, departamento Psychological Studies in Education (Philadelphia - PA - USA).

Luciana Vellinho Corso , Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, RS, Brasil.

Doutora em Educação; Professora Associada do Programa de Pós Graduação em Educação da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (FACED/UFRGS), Porto Alegre, RS, Brasil. Doutora em Educação pelo PPGEDU/UFRGS. Mestre em Educação pela Flinders University - Austrália. Coordenadora do projeto de pesquisa “Dificuldades de aprendizagem na matemática e na leitura: atraso no desenvolvimento ou déficit cognitivo?”.

Referências

AMERICAN PSYCHIATRIC ASSOCIATION (APA).. DSM-5: Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais. 5. ed. Tradução de M. I. Nascimento. Porto Alegre: Artmed, 2013.

ANGELINI, Arrigo et al.. Manual matrizes progressivas coloridas de Raven: escala especial. São Paulo: Centro Editor de Testes e Pesquisas em Psicologia, 1999.

ANASTASI, Anne; URBINA, Susana. Testagem psicológica. 7. ed. Porto Alegre: Artmed, 2000.

ARFÉ, Barbara; DOCKRELL, Julie; DE BERNARDI, Bianca. The effect of language specific factors on early written composition: the role of spelling, oral language and text generation skills in a shallow orthography. Reading and Writing, [S. I.], v. 29, n. 3, p. 501-527, jan. 2016. https://doi.org/10.1007/s11145-015-9617-5

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EMPRESAS DE PESQUISA (ABEP). Critério de Calssificação Econômica. 2016. Disponível em: www.abep.org/criterio-brasil. Acesso em: 11 jun. 2021.

BERNINGER, Virginia W.; RICHARDS, Todd L. Brain literacy for educators and psychologists. Rio de Janeiro: Elsevier, 2002.

BRASIL. Lei n. 11.274, de 6 de feveiro de 2006. Brasília: Presidência da República, 2006. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/ato2004-2006/2006/lei/l11274.htm. Acesso em: 8 jun. 2021.

CALIATTO, Susana Gakyia; FERNANDES, Débora Cecílio. Análise pelo modelo de Rasch do ditado ADAPE: considerações da ortografia. Psico, Porto Alegre, v. 45, n. 2, p. 270-280, ago. 2014. https://doi.org/10.15448/19808623.2014.2.16820

CAPELLINI, Simone Aparecida et al. Desempenho ortográfico de escolares do 2º ao 5º ano do ensino particular. Revista CEFAC, São Paulo, v. 14, n. 2, p. 254-267, fev. 2012. http://dx.doi.org/10.1590/S151618462012005000012

CAPELLINI, Simone Aparecida; CONRADO, Talita Laura. Desempenho de escolares com e sem dificuldades de aprendizagem de ensino particular em habilidade fonológica, nomeação rápida, leitura e escrita. Revista CEFAC, São Paulo, v. 11, supl 2, p. 183-193, mar. 2009.

CAPELLINI, Simone Aparecida; TONELOTTO, Josiane Maria de Freitas, CIASCA, Sylvia Maria. Medidas de desempenho escolar: avaliação formal e opinião de professores. Estudos de Psicologia, Campinas, v. 21, n. 2, p. 79-90, ago. 2004. https://doi.org/10.1590/S0103166X2004000200006

CARDOSO-MARTINS, Claudia; GONÇALVES, Daniela. “Funil” ou “Funiu”?: um estudo exploratório sobre o desenvolvimento do conhecimento de padrões ortográficos de natureza morfossintática em português brasileiro. Da Investigação às Práticas, [S. I.], v. 7, n. 3, p. 41-60, ago. 2017.

COLTHEART, Max. Dual route and connectionist models of reading: An overview. London Review of Education, [S. I.], v. 4, n. 1, p. 5-17, mar. 2006. https://doi.org/10.1080/13603110600574322

CORREA, Jane. Representações e competências desenvolvidas pela criança no aprendizado da escrita. In: LUNA, Maria José de Matos; SPINILLO, Alina; RODRIGUES, Siane Gois (org.). Leitura e Produção de Texto. Recife: Editora Universitária da UFPE, 2010. p. 13-49.

CORSO, Luciana V.; DORNELES, Beatriz V. Avaliação da Matemática: competências numéricas e competências de base. In: SCICCHITANO, Rosa Maria Junqueira; CASTANHO, Marisa Irene Siqueira (org.). Avaliação psicopedagógica: recursos para a prática. Rio de Janeiro: Wark Editora, 2013.

DORNELES, Beatriz Vargas et al. Impacto do DSM-5 no diagnóstico de transtornos de aprendizagem em crianças e adolescentes com TDAH: um estudo de prevalência. Psicologia Reflexão & Crítica, [S. I.], v. 27, p. 759-767, dez. 2014.

ELLIS, Andrew. Leitura, escrita, dislexia: uma análise cognitiva. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.

EHRI, L. C. Learning to read and learning to spell are one and the same, almost. In: PERFETTI, C.; RIEBEN, L.; FAYOL, M. Learning to Spell: Research, Theory and Practice Across Languages. Mahwah: Erlbaum, 1997. p. 237-269.

FLETCHER, Jack et al.. Transtornos de aprendizagem: da identificação à intervenção. Porto Alegre: Artmed, 2009.

GRANZOTTI, Raphaela Barroso Guedes et al. Memória de trabalho fonológica e consciência fonológica em crianças com dificuldade de aprendizagem. Distúrbios da Comunicação, [S. I.], v. 25, n. 2, p. 241-252, 2013.

GUIMARÃES, Sandra Regina Kirchner et al. Parâmetros Psicométricos da Prova de Consciência Morfológica Derivacional. Psico-USF, [S. I.], v. 24, n. 4, p. 725-736, out. 2019.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA (INEP). Relatório SAEB/ANA 2016: panorama do Brasil e dos estados. Brasília, DF: Ministério da Educação, 2018a. 239 p.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA (INEP). Press Kit: Saeb 2017. Brasília: MEC/Inep, SAEB; 2018b. 37 p.

MALUF, Maria Regina; CARDOSO-MARTINS, Cláudia. Alfabetização no Século XXI: como se aprende a ler e a escrever. Porto Alegre: Penso, 2013.

MOOJEN, Sônia Maria Pallaoro. A escrita ortográfica na escola e na clínica: teoria, avaliação e tratamento. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2009.

MORAIS, A. G. Ortografia: ensinar e aprender. 4. ed. São Paulo: Ática, 2009.

MOTA, Márcia da et al. Erros de escrita no contexto: uma análise na abordagem do processamento da informação. Psicologia Reflexão & Crítica, [S. I.], v. 13, n. 1, p. 1-6, 2000. https://doi.org/10.1590/S010279722000000100002

OSTI, Andréia; MARTINELI, Selma de Cássia. Desempenho escolar: análise comparativa em função do sexo e percepção dos estudantes. Educação & Pesquisa, [S. I.], v. 40, n. 1, p. 49-59, 2014.

PIRES, Ariane Bizzarri Costa; SIMÃO, Adriana Nobre de Paula. Avaliação de crianças com indicação de dificuldades de aprendizagem pelo instrumento NEUPSILIN-Inf. Revista Psicopedagógica, [S. I.], v. 34, n. 104, p. 148-157, 2017.

RIO GRANDE DO SUL. Secretaria da Educação do Estado do Rio Grande do Sul. Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Rio Grande do Sul. Revista do sistema. Juiz de Fora: Universidade Federal de Juiz de Fora; Faculdade de Educação; CAEd, 2016. 68 p.

RODRIGUES, Jaqueline de Carvalho; MINÁ, Camila Schorr; SALLES, Jerusa Fumagalli. Tarefa de escrita de palavras e pseudopalavras – TEPP. São Paulo: Editora, 2017.

SALLES, Jerusa Fumagalli; PARENTE, Maria Alice de Mattos Pimenta. Processamento da linguagem em tarefas de memória. In: OLIVEIRA, Alcyr (org.). Memória, cognição e comportamento. Porto Alegre: Casa do Psicólogo, 2007. p. 231-256.

SALLES, Jerusa Fumagalli; SBICIGO, Juliana Burges, MACHADO, Wagner de Lara, MIRANDA, Monica Carolina; FONSECA, Rochele Paz. Análise Fatorial Confirmatória do Instrumento de Avaliação Neuropsicológica Breve Infantil – NEUPSILIN-Inf. Psico-USF, [S. I], v. 19, n. 1, p. 119-30, abr. 2014. http://dx.doi.org/10.1590/S141382712014000100012

SALLES, Jerusa Fumagalli et al. Instrumento de avaliação neuropsicológica breve NEUPSILIN-Inf. São Paulo, SP: Vetor, 2016.

SILVA, Cláudia da; CAPELLINI, Simone Aparecida. Desempenho de escolares com e sem transtorno de aprendizagem em leitura, escrita, consciência fonológica, velocidade de processamento e memória de trabalho fonológica. Revista Psicopedagogia, [S. I.], v. 30, n. 91, p. 3-11, 2013.

SILVA, Nathane Sanches Marques; CRENITTE, Patrícia Abreu Pinheiro. Desempenho de crianças com risco para dificuldade de leitura submetidas a um programa de intervenção. CoDAS, [S. I.], v. 28, n. 5, p. 517-525, out. 2016. https://doi.org/10.1590/2317-1782/20162015274

Publicado
2021-06-18
Como Citar
Rodrigues, J. de C., Pereira, L. F. G. F. ., Salles, J. F. de ., Corso , H. V. ., & Corso , L. V. . (2021). Evidências de validade e normas de desempenho na Tarefa de Escrita de Palavras e Pseudopalavras (TEPP) para estudantes do 4º e 6º anos. Letrônica, 14(2), e38743. https://doi.org/10.15448/1984-4301.2021.2.38743