Ritmos de versus

Um estudo sobre a matéria rítmica dos versos livres

Palavras-chave: Verso, Verso livre, Poesia, Teoria do texto poético

Resumo

Apresentamos, neste artigo, um estudo sobre os conceitos de “verso” e de “ritmo poético” a fim de compreender a ideia de “verso livre”, recurso este, presente em parte expressiva das produções poéticas produzidas em língua portuguesa a partir do século XIX. Para tanto, introduzimos considerações sobre os dois primeiros conceitos, especialmente acerca de suas origens etimológicas, com o objetivo de entender como o “verso livre” lida com a tradicional ideia de ritmo em poesia, esta não mais submetida, necessariamente, às considerações presentes em teorias e tratados de versificação

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Julia Telésforo Osório, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, SC, Brasil.

Doutora em Literaturas pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em Florianópolis, SC, Brasil.

Referências

ARISTÓTELES. Poética. São Paulo: Editora 34, 2017.

BALAKIAN, Anna. O Simbolismo. São Paulo: Perspectiva, 1985.

BENVENISTE, Émile. Problemas de linguística geral. São Paulo: Editora Nacional; Editora da Universidade de São Paulo, 1976.

BILAC, Olavo; PASSOS, Guimarães. Segunda Parte. A Métrica. In: BILAC, Olavo; PASSOS, Guimarães. Tratado de

versificação. Rio de Janeiro, 1905. Disponível em: http://www.literaturabrasileira.ufsc.br/documentos/?action=-

download&id=31070. Acesso em: 25 mar. 2020.

BRITTO, Paulo Henriques. Contraponto métrico e semantização da forma num poema de Fernando Pessoa. Cadernos de tradução, Florianópolis, número especial, jul./dez. 2014.

CARVALHO, Amorim de. Tratado de versificação portuguesa. Porto: Edição de Autor, 1941.

CASTILHO, A. F. de. Tratado de metrificação portugueza. Lisboa: Imprensa Nacional, 1858.

CHOCIAY, Rogério. Teoria do verso. São Paulo: Editora McGraw-Hill do Brasil, 1974.

DESSONS, Gérard; MESCHONNIC, Henri. Traité du rythme: des vers e des proses. Paris: Armand Colin, 2008.

DICIONÁRIO Eletrônico Houaiss de Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2009. v. 3.

DICIONÁRIO Infopédia da Língua Portuguesa [em linha]. Porto: Porto Editora, [entre 2003 e 2018].

DOURADO, Henrique Autran. Dicionário de termos e expressões da música. São Paulo: Ed. 34, 2004.

ELIOT, T. S. Reflections on vers libre. New Statesman, Londres, v. VIII 204, p. 518-519, 1917 [Publicação original].

Disponível em: http://www.std.com/~raparker/exploring/tseliot/works/essays/reflections_on_vers_libre.html. Acesso em: 25 mar. 2020.

GUINSBURG, J. (org.). O classicismo. São Paulo: Perspectiva, 2012.

GUINSBURG, J. O romantismo. São Paulo: Perspectiva, 2011.

HELDER, Herberto. Poemas completos. Rio de Janeiro: Tinta-da-china, 2016.

LAGE, Rui; REIS-SÁ, Jorge (org.). Poemas portugueses: antologia da poesia portuguesa do séc. XIII ao séc. XXI.

Porto: Porto Editora, 2009.

LOPES, Óscar; SARAIVA, Antonio José. História da literatura portuguesa. 17. ed. Porto: Porto Editora, 2008.

MAMMÌ, Lorenzo. A fugitiva: ensaios sobre música. São Paulo: Companhia das Letras, 2017.

MOISÉS, Carlos Felipe. Indagações sobre o verso livre. Dicta & Contradicta, São Paulo, 2009. Disponível em:

http://www.dicta.com.br/edicoes/edicao-4/indagacoes-sobre-o-verso-livre. Acesso em: 25 mar. 2020.

PAZ, Octavio. Os filhos do barro. São Paulo: Cosac Naify, 2013.

PAZ, Octavio. Signos em rotação. São Paulo: Perspectiva, 2012.

PESSOA, Fernando. Poesia completa de Álvaro de Campos. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

RODRIGUES, Ernesto. Decadentes e modernidade. Svět literatury — Cǎsopis pro novodobé literatury, Praga, 2017. Disponível em: http://cejsh.icm.edu.pl/cejsh/element/bwmeta1.element.desklight-ed6d813c-8a48-45fd-9826-50e9c7dac928. Acesso em: 25 mar. 2020.

SISCAR, Marcos. Poesia e crise: ensaios sobre a “crise da poesia” como topos da modernidade. Campinas:

Editora da Unicamp, 2010.

SPINA, Segismundo. Na madrugada das formas poéticas. Cotia: Ateliê Editorial, 2002.

TORREMOCHA, María Victoria Utreta. Historia y teoría del verso libre. Sevilla: Padilla Libros Editores & Libreros, 2001.

WHITMAN, Walt. Song of myself. In: WHITMAN, Walt. Leaves of grass. 1. ed. Nova York: Irmãos Rome, 1855. Disponível em: https://www.wdl.org/pt/item/9683. Acesso em: 25 mar. 2020.

Publicado
2021-05-05
Como Citar
Osório, J. T. (2021). Ritmos de versus: Um estudo sobre a matéria rítmica dos versos livres. Letrônica, 14(1), e37758. https://doi.org/10.15448/1984-4301.2021.1.37758