A boa vida e os seus componentes

Há espaço para o que não pode ser controlado? Relacionando eudaimonia e tykhe

Palavras-chave: Ética, Filosofia-grega, Eudaimonia

Resumo

A eudaimonia é descrita por Aristóteles como um bem-viver (eu zen) constituído pelas atividades virtuosas das nossas potencialidades como animais que possuem razão e que seguem a razão. Somos, portanto, animais e racionais, e uma vida desse tipo precisa levar em conta esses dois aspectos da nossa natureza. Ao defendermos uma concepção aristotélica de boa vida, que leva em consideração tanto a racionalidade enquanto traço característico dos seres humanos como também a sua incontestável natureza animal, precisamos pensar na relação dessa boa vida com a tykhe. É possível acomodar satisfatoriamente a fortuna em uma vida que é dita como autossuficiente e instruída pel razão, mas que sofre as influências do mundo e da natureza? No presente texto, pretendo expor como Aristóteles buscou resolver esse aparente problema ao tentar compatibilizar o bem-viver com os acontecimentos do mundo que não dependem de nós para se realizarem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thaiani Rafaela Wagner, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, RS, Brasil.

Mestre em Filosofia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em Porto Alegre, RS, Brasil; doutoranda em Filosofia na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em Porto Alegre, RS, Brasil. Bolsista CNPq.

Referências

ACKRILL, J. Sobre a eudaimonia em Aristóteles. In: ZINGANO, M. Sobre a Ética Nicomaquéia de Aristóteles: textos selecionados. São Paulo: Odysseus, 2010. p. 403-125.

ARISTÓTELES. Categorias. In: BARNES, J. (ed.). The Complete Works of Aristotle. Tradução de James Ackrill. New Jersey: Princeton University Press, 1995. v. II.

ARISTÓTELES. Eudemian Ethics. In: BARNES, J. (ed.). The Complete Works of Aristotle Tradução de Joseph Solomon. New Jersey: Princeton University Press, 1995. v. II.

ARISTÓTELES. Nicomachean Ethica. Tradução de D. Ross. London: Oxford University Press, 1998.

ARISTÓTELES. Magna Moralia. In: BARNES, J. (ed.). The Complete Works of Aristotle. Tradução de St. G. Stock. New Jersey: Princeton University Press, 1995. v. I.

ATHANASSOULIS, N. Morality, Moral Luck and Responsibility. New York: Palgrave Macmillan, 2005.

BROADIE, S. Ethics with Aristotle. New York: Oxford University Press, 1991.

BURNYEAT, M. F. Aprender a ser bom segundo Aristóteles. In: ZINGANO, M. Sobre a Ética Nicomaquéia de Aristóteles: textos selecionados. São Paulo: Odysseus, 2010. p. 155-182.

BYWATER, L. (ed.). Aristóteles: Ethica Nicomachea. Oxford: Clarendon Press, 1894.

COOPER, J. M. Reason and human good in Aristotle. Indianapolis: Hackett Publishing Company, 1986.

COOPER, J. M. Contemplation and happiness: a reconsideration. In: COOPER, J. M. Reason and 138 Emotion Essays on Ancient Moral Psychology and Ethical Theory. Princeton: Princeton University Press, 1999. p. 212-236.

HARDIE, W. F. R. O bem final na ética de Aristóteles. In: ZINGANO, M. Sobre a Ética Nicomaquéia de Aristóteles: textos selecionados. São Paulo: Odysseus, 2010. p. 42-64.

HEINAMAN, R. Eudaimonia and self-sufficiency in the Nicomachean Ethics. Phronesis, [S. l.], v. 33, n. 1, p. 31- 53, jan. 1988.,

HEINAMAN, R. Aristotle’s Ethical Theory. Oxford: Clarendon Press. 1980.

KENNY, A. Aristotle on the perfect life. Oxford: Oxford University Press, 1992.

KRAUT, R. Aristotle on the human good. Princeton: Princeton University Press, 1989.

NUSSBAUM M. The Fragility of Goodness. Cambridge. MA. 1986.

NAGEL, T. Aristotle on Eudaimonia, Phronesis, [S. l.], v. 17, N 3, p. 252-259, 1972.

ZINGANO, M. Comentários. In: ARISTÓTELES. Ethica Nicomachea I 13 – III 8: Tratado da Virtude Moral. Tradução de Marco Zingano. São Paulo: Odysseus Editora, 2008.

WAGNER, R. T. A Definição de Virtude Moral na Ética Nicomaquéia de Aristóteles. 2017. 97 f. Dissertação (Mestrado em filosofia) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Filosofia, Porto Alegre, 2017.

Publicado
2021-12-31
Como Citar
Wagner, T. R. (2021). A boa vida e os seus componentes: Há espaço para o que não pode ser controlado? Relacionando eudaimonia e tykhe. Intuitio, 14(2), e40058. https://doi.org/10.15448/1983-4012.2021.2.40058
Seção
Artigos