Pensamento pós-moderno e a ciência no exemplo do pensamento de Michel Foucault

  • Manfredo Araújo de Oliveira (UFC) Universidade Federal do Ceará (UFC)

Resumo

A postura teórica de Foucault se situa no contexto da crítica do pensamento fenomenológico-antropológico de uma filosofia marcada pela “centralidade do sujeito”, através de uma “ontologia do impensado”: toda a conduta do sujeito é dirigida por um esquema simbólico, por um sistema que muda com as idades e as sociedades. Neste contexto, as ciências humanas constituem objeto privilegiado de análise: não se trata apenas de situar um discurso no contexto de outros discursos, mas de tematizar as práticas ocultas que estão nas raízes de sua emergência. Elas fazem parte, com outras práticas discursivas, de complexos de poder: o poder informa o saber, o sistema do saber reproduz o sistema do poder e o projeto genealógico de Foucault de uma escrita da história enquanto anti-ciência tem como objetivo apresentar uma proposta alternativa de saber às ciências humanas vinculadas ao pensamento antropológico da modernidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Manfredo Araújo de Oliveira (UFC), Universidade Federal do Ceará (UFC)
Professor titular da Universidade Federal do Ceará
Publicado
2014-11-18
Como Citar
de Oliveira (UFC), M. A. (2014). Pensamento pós-moderno e a ciência no exemplo do pensamento de Michel Foucault. Intuitio, 7(2), 06-19. https://doi.org/10.15448/1983-4012.2014.2.19425
Seção
Autor Convidado