Platão e Derrida, pensadores da diferença

  • Felipe Castelo Branco (PUC-Rio) Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
Palavras-chave: Diferença, Desconstrução, Gêneros

Resumo

O objetivo deste artigo é o de empreender uma breve análise da forma como a questão da diferença é tratada no pensamento do Platão e de Jacques Derrida. O interesse que perpassa todo o trabalho é o de apontar como o conceito de diferença pôde ser pensado em sua referência fundamental ao ser e à ontologia (em Platão), ou contra a ontologia (em Derrida). Para isso, será preciso estudar o Sofista de Platão e o artigo La différance de Derrida, trabalhos onde o problema da diferença ganha relevo especial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Felipe Castelo Branco (PUC-Rio), Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
Doutorando em Filosofia pela PUC-Rio. Doutor em Psicanálise pela UERJ. Graduado em Filosofia pela UFRJ. Professor da Universidade Cândido Mendes e do programa de pós-graduação em psicanálise da Universidade Veiga de Almeida.

Referências

Platão.

Jacques Derrida.

Aristóteles.

Ferdinand de Saussure.

Publicado
2014-11-18
Como Citar
Castelo Branco (PUC-Rio), F. (2014). Platão e Derrida, pensadores da diferença. Intuitio, 7(2), 197-213. https://doi.org/10.15448/1983-4012.2014.2.18361
Seção
Artigos