“Um adeus português?”

Uma leitura da independência do Brasil nos manuais escolares lusos de História

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15448/1980-864X.2022.1.41983

Palavras-chave:

Independência do Brasil, Manuais Escolares, Ideologias

Resumo

O ano de 2022 está a ser assinalado pelos 200 anos da independência do Brasil. A este propósito muitas têm sido as análises vindas a terreiro sobre tal processo histórico, bem como as reflexões acerca das dificuldades com que se confrontou o futuro Estado-Nação: uma monarquia numa América de repúblicas. Assim, importa observar a visão que desse processo foi construída e perpetuada na historiografia escolar portuguesa, pois, como assinala Justino Magalhães: “o livro escolar é o principal ordenador da cultura, da memória e da ação escolares”, assim como o “principal suporte da cultura escolar e produto de uma dialética entre discurso e episteme” (2006, p. 5). O presente texto propõe-se refletir a projeção de uma determinada imagem hegemônica do processo de independência do Brasil presente na literatura escolar lusitana, através de uma metodologia analítica e de uma exegese documental fundamentada na leitura de dezesseis manuais escolares (e nove outros de apoio). Esses foram selecionados em função da popularidade de seus autores, de seu uso alargado ao longo da formação escolar portuguesa, assim como daqueles que são mais adotados pelas escolas (isto após o fim do livro único dos tempos da ditadura). A cronologia compreenderá dois períodos: a Ditadura Militar e o Estado Novo (1926-1974) e desde o 25 de abril até a atualidade, procurando observar as continuidades e rupturas, convergências e divergências, internas e externas. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sérgio Neto, Centro de Estudos Interdisciplinares (CEIS20) da Universidade de Coimbra (UC), Coimbra, Portugal.

Doutor em História Contemporânea e Estudos Internacionais Comparativos pela Universidade de Coimbra (UC), em Coimbra, Portugal. Investigador Integrado do Centro de Estudos Interdisciplinares (CEIS20), da Universidade de Coimbra, em Coimbra, Portugal.

Clara Isabel Serrano, Centro de Estudos Interdisciplinares (CEIS20) da Universidade de Coimbra (UC), Coimbra, Portugal.

Doutora em História Contemporânea e Estudos Internacionais Comparativos pela Universidade de Coimbra (UC), em Coimbra, Portugal. Investigadora Integrada do Centro de Estudos Interdisciplinares (CEIS20), da Universidade de Coimbra, em Coimbra, Portugal.

Sarah Luna de Oliveira, Centro de História da Sociedade e da Cultura (CHSC) da Universidade de Coimbra (UC), Coimbra, Portugal.

Doutora em Altos Estudos em História – Especialidade em Idade Contemporânea pela Universidade de Coimbra (UC), em Coimbra, Portugal. Pós-Doutoramento em História Contemporânea na Universidade Complutense de Madrid (UCM), em Madrid, Espanha. Investigadora Colaboradora do Centro de História da Sociedade e da Cultura (CHSC) da Universidade de Coimbra (UC), em Coimbra, Portugal.

Referências

AMARAL, C.; JESUS, E.; ALVES, E. Missão: História 8 – 8º Ano. Porto: Porto Editora, 2021.

APRENDIZAGENS Essenciais. Lisboa: Ministério da Educação, 2018. Disponível em: https://www.dge.mec.pt/sites/default/files/Curriculo/Aprendizagens_Essenciais/3_ciclo/historia_3c_8a_ff.pdf. Acesso em: 9 out. 2021.

ARAÚJO, M.; MAESO, S. R. Explorando o Eurocentrismo nos Manuais Portugueses de História. Estudos de Sociologia, Araraquara, v. 15, n. 28, p. 239-270, 2010.

BARREIRA, A.; MOREIRA, M. Rumos da História – 8º Ano. Porto: Edições Asa, 2001.

BARROS, T.; LOBO, J. História de Portugal para a quarta classe do Ensino Primário: em harmonia com o novo programa. Porto: Editora Educação Nacional, 1943.

BETHENCOURT, F.; CHAUDHURI, K. História da Expansão Portuguesa. Lisboa: Círculo de Leitores, 1998. 5 v.

BORGES, E. S.; VIEIRA, B. D. História 11. Lisboa: Editorial o Livro, 2000. v. 2.

BORGES, M. M. História B – 11º ano. Porto: Areal Editores, 2005. v. 2.

CABECINHAS, R. Luso(A)fonias. Memórias cruzadas sobre o colonialismo português. Estudos Ibero-Americanos, Porto Alegre, v. 45, n. 2, p. 16-25, 16 jun. 2019. Disponível em: https://doi.org/10.15448/1980-864X.2019.2.32857. Acesso em: 8 out. 2021.

CATROGA, F. Ritualizações da História. In: TORGAL, L. R.; MENDES, J. A.; CATROGA, F. (org.). História da história em Portugal: séculos XIX-XX – da historiografia à memória histórica. Lisboa: Temas e Debates Editores, 1998. p. 221-361.

CHOPPIN, A. História dos livros e das edições didácticas: sobre o estado da arte. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 30, n. 3, p. 549-566, 2004. https://www.scielo.br/j/ep/a/GNrkGpgQnmdcxwKQ4VDTgNQ/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 9 out. 2021

CHOPPIN, A. Les Manuels scolaires: histoire et actualité. Paris: Hachette Éducation, 1992.

CONGRESSO DO MUNDO PORTUGUÊS, 18., 1940, Lisboa. Proceedings [...]. Lisboa: Programas, Discursos e Mensagens. Lisboa [v. XIX]: Comissão Executiva dos Centenários, 1940.

DINIZ, M. E.; TAVARES, A.; CALDEIRA, A. M. História 8. Lisboa: Editorial O Livro, 2003.

DINIZ, M. E. et al. História Oito - 8º Ano. Lisboa: Raiz Editora: Lisboa Editora, 2021.

Felgueiras, M. et al. (org.). Congresso Luso-Brasileiro da História da Educação, 7., 2008. Actas [...]. Porto: Editora, 2009. Tema: Cultura escolar, migrações e cidadania.

FELGUEIRAS, M. M. L. O ensino da história em Portugal durante a ditadura: determinantes epistemológicas e condicionamento político no trabalho docente. Revista História da Educação, Pelotas, v. 4, n. 7, p. 91-105, jan./jun. 2000. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/asphe/article/view/30097. Acesso em: 5 out. 2021.

FERNANDES, C. Caminhos do objeto, a afirmação do leilão e os primeiros capítulos de uma História do comércio no Brasil oitocentista. Mosaico. Revista de História, Goiás, v. 10, p. 67-80, 2017. Disponível em: http://seer.pucgoias.edu.br/index.php/mosaico/article/view/5473. Acesso em: 9 out. 2021.

GOMES, M. E. et al. História, 8º ano de escolaridade. Lisboa: Livraria Popular de Francisco Franco, 1980.

GUINOTE, P. Educação e liberdade de escolha. Lisboa: Fundação Francisco Manuel dos Santos, 2014.

HOBSBAWM, E. Era dos Extremos: o breve século XX (1914-1991). São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

HONRADO, A. O desafio da História 8 – 8º ano. Porto: Areal Editores, 2001.

LAGARTIXA, C.; SARDINHA, H.; GOMES, J. Hora H 8 - História - 8º Ano. Lisboa: Raiz Editora: Lisboa Editora, 2021.

LAGE, J. G. Noção elementar de História Moderna de Portugal: coordenada em harmonia com o Programma Official e destinada ao uso dos que procuram habilitar-se para o exame de admissão nos Lyceus Nacionaes. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1882.

LE GOFF, J.; LE ROY LADURIE, E.; DUBY, G. et al. A Nova História. Lisboa: Edições 70, 1984.

LEIRIA, I. Escolas estão a cortar aulas de História. In: Expresso. Lisboa, 16 mar. 2019. Disponível em: https://expresso.pt/sociedade/2019-03-16-Escolas-estao-a-cortar-aulas-de-Historia. Acesso em: 10 out. 2021.

LEITÃO, J. A.; PEREIRA, B. C. R.; SIMÕES, M. I. S. História: 8º ano. Lisboa: Texto Editora, 1986.

LOURENÇO, E. O labirinto da saudade: psicanálise mítica do destino português. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1978.

MAGALHÃES, J. O Manual Escolar no Quadro da História Cultural: para uma historiografia do manual escolar em Portugal. Sísifo: Revista de Ciências da Educação, Lisboa, n. 1, p. 5-14, set./dez. 2006.

MARQUES, A. H. O.; SERRÃO, J. Nova História da Expansão Portuguesa. Lisboa: Editorial Estampa, 2006. 12 v.

MARQUES, A. H. O.; SERRÃO, J. Nova História de Portugal. Lisboa: Editorial Presença, 1987-2004. 12 v.

MARTINS, A. Curso de História da Civilização Portuguesa. Porto: Porto Editora, 1968.

MARTINS, M.; SÁ, C. O manual escolar de Língua Portuguesa e o seu papel na promoção da leitura e da literacia. EXEDRA, Coimbra, n. 9, p. 209-224, mar. 2010. Número especial das Actas do I Encontro Internacional do Ensino da Língua Portuguesa de 2008. Disponível em: http://exedra.esec.pt/docs/02/19-MariadaEsperanca.pdf. Acesso em: 9 out. 2021.

MATTOSO, A. G. Compêndio de História Universal. Lisboa: Sá da Costa, 1959.

MATTOSO, A. G. Compêndio de História Medieval, Moderna e Contemporânea para as IV e V classes dos liceus. Lisboa: Livraria Sá da Costa, 1933.

MATTOSO, A. G.; HENRIQUES, A. Compêndio de História Geral e Pátria - Moderna e Contemporânea: Ensino Técnico e Profissional. Porto: Porto Editora, 1961.

MATTOSO, J. História de Portugal. Lisboa: Círculo de Leitores, 1993-1994. 8 v.

MEDINA, J. História de Portugal. Lisboa: Ediclube, 1993. 15 v.

MENDES, G. M. L.; PLETSCH, M. R.; HOSTINS, R. C. L. Educação Especial e/na Educação Básica: entre especificidades e indissociabilidades. São Paulo: Junqueira & Marin Editores, 2019. p. 16-37.

MIRA LEAL, S. A Reforma Curricular no Ensino Secundário (1999-2006). Transformações, Tensões e Dinâmicas na Área do Português. 2008. 605 p. Tese (Doutorado em Educação) – Departamento de Ciências da Educação, Universidade dos Açores, Ponta Delgada, 2008. Disponível em: https://repositorio.uac.pt/bitstream/10400.3/2601/1/TeseDoutoramentoSusanaConceicaoMirandaSilvaMiraLeal2009.pdf. Acesso em: 9 out. 2021.

MORAIS, J. A.; CARVALHO, C. Compêndio para o estudo da história de Portugal para o II e III cursos: aprovado pelo Ministério da Guerra. Lisboa: Sociedade Nacional de Tipografia, 1933.

MOTA, C. A. M. G. A educação portuguesa durante o Estado Novo (1933-1974): uma visão de síntese. Saberes Interdisciplinares, São João del-Rei, v. 13, n. 25, p. 33-48, jan./jun. 2020. Disponível em: http://186.194.210.79:8090/revistas/index.php/SaberesInterdisciplinares/article/view/340. Acesso em: 5 out. 2021.

NEVES, P. A. et al. Novo Clube de História 8 – 8º ano. Porto: Porto Editora, 2003.

NÓVOA, A.; BERRIO, J. R. (ed.). A História da Educação em Espanha e Portugal: investigações e atividades. Lisboa: Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação, 1992.

NUSSBAUM, M. Sem Fins Lucrativos. Porque precisa a Democracia das Humanidades. Lisboa: Edições 70, 2019.

OLIVEIRA, A. R.; CANTANHEDE, F.; MENDONÇA, M. O. História – 8º Ano. Lisboa: Texto Editora, 2000.

OLIVEIRA, S. L. A exploração simbólica do Brasil em defesa do Império lusitano: uma análise das comemorações cívicas e da literatura escolar portuguesa. 2014. 307 p. Tese (Doutoramento em Altos Estudos em História) - Faculdade de Letras, Universidade de Coimbra, Coimbra, 2014. Disponível em: http://hdl.handle.net/10316/26902. Acesso em: 5 out. 2021.

PACHECO, J. A. A Reforma do Sistema Educativo: alguns aspectos da reorganização dos planos curriculares dos Ensinos Básico e Secundário em Portugal e Espanha. Revista Portuguesa de Educação, Braga, v. 4, n. 2, p. 69-83, 1991.

PEDRO, I. M.; FERREIRA, M. M.; PONTÍFICE, M. F. História 11º ano. Lisboa: Texto Editora, 2004. v. 1.

PERÊA, M. P.; PERES, D. História de Portugal: segundo o programa oficial para as classes VI e VII do Ensino Secundário. Coimbra: Coimbra Editora, 1921.

PEREIRA, C. D.; MENDES, G. M. L.; PACHECO, J. A. Políticas de inclusão escolar e decisões curriculares: justiça curricular na escolarização de alunos com deficiência. In: MENDES, PLETSCH, M., HOSTINS, R. (org.). S. Paulo: Junqueira & Marin Editores, 2019.

PEREIRA, M.; BRAZÃO, P. Evolução curricular em Portugal: relações e tensões. In: MENDONÇA, A. (org.). O futuro da escola é o futuro. Funchal: Universidade da Madeira: CIE-Uma, 2013. p. 164-276.

PEREIRA, M. P. S. L. A Escola Portuguesa ao serviço da Nação. Discursos e práticas de orientação e disciplina do professorado primário 1926-1956. 2017. 514 p. Tese (Doutorado em História) – Universidade Aberta: Lisboa, 2017. Disponível em: https://repositorioaberto.uab.pt/bitstream/10400.2/6785/1/TD_MPaulaPereira.pdf. Acesso em: 5 out. 2021.

PESSOA, F. Mensagem. Porto: Porto Editora, 2010.

PINTO, A. L.; NEVES, P. A.; CARVALHO, M. M. Tempos, Espaços e Protagonistas, Cadernos de História – História A – 11º Ano. Porto: Porto Editora, 2006. v. 2.

PINTO, F. M. R. F. A Integração de Portugal nas Comunidades Europeias. 2011. 101 p. Tese (Mestrado em Estudos Europeus) – Faculdade de Letras, Universidade de Coimbra, Coimbra, 2011. Disponível em: https://estudogeral.sib.uc.pt/bitstream/10316/19158/1/A%20Integra%C3%A7%C3%A3o%20de%20Portugal%20nas%20Comunidades%20Europeias%20-%20Fernanda%20Pinto.pdf. Acesso em: 9 out. 2021.

PINTO, O. M. P. R. M. Portugal, pátria de heróis: a figura histórica em contexto educativo 1926-1974. 2014. 555 p. Tese (Doutorado em História) – Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa, Lisboa, 2014. Disponível em: https://run.unl.pt/bitstream/10362/11910/1/Tese%20Doutoramento%20-mar%c3%a7o%20de%202014.pdf. Acesso em: 5 out. 2021.

PORTAL 3x22. São Paulo: Universidade de São Paulo, 2021. Disponível em: https://3x22.bbm.usp.br/?page_id=7. Acesso em: 11 out. 2021.

RIBEIRO, A.; CUNHA, M. Caminhos da História 11. Porto: Edições Asa, 2003.

RIBEIRO, A. I; NUNES, J. P. A.; CUNHA, P. J. P. Metas Curriculares de História. 3º Ciclo do Ensino Básico. Lisboa: Ministério da Educação e Ciência, 2013.

RIEMENSCHNEIDER, R. La confrontation internationale des manuels. Contribution au problème des rapports entre manuels d’histoire et mémoire collective. In: MONNIOT, H. (org.. Enseigner l’histoire. Des manuels à la mémoire. Travaux du colloque Manuels d’histoire et mémoire collective. Berne: Peter Lang, 1984. p. 119-145.

ROMÃO, J.; et al. Resumo de História de Portugal: segundo os programas do Ensino Primário. Lisboa: Livraria Albano de Sousa e Barbosa, 1942.

SÉGUIER, J. História de Portugal: oficialmente aprovada para o Ensino Primário. Lisboa: Livraria Bertrand, [192-?].

SILVA, F.; DIAS, J. A. A Grande Viagem. História e Geografia de Portugal 6º Ano. Carnaxide: Santillana: Constância, 2005.

TENGARRINHA, J. M. O Ensino da História em Portugal. Lisboa: Associação de Professores de História (APH), 2017. Disponível em: https://aph.pt/o-ensino-da-historia-em-portugal/. Acesso em: 10 out. 2021.

TORGAL, L. R. Estados Novos: Estado Novo: ensaios de história política e cultural. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2009. v. 1.

VENÂNCIO, J. C. A lusofonia enquanto experiência estética. Considerações em torno da existência de um cânone lusófono. In: MARTINS, M. L. (coord.). Lusofonia e interculturalidade: promessa e travessia. Vila Nova de Famalicão: Edições Húmus, 2015. p. 433-449. Disponível em https://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/39709/1/JCV_lusofonia_intercul turalidade.pdf. Acesso em: 9 out. 2021.

Downloads

Publicado

2022-11-17

Como Citar

Neto, S., Serrano, C. I., & Oliveira, S. L. de. (2022). “Um adeus português?”: Uma leitura da independência do Brasil nos manuais escolares lusos de História. Estudos Ibero-Americanos, 48(1). https://doi.org/10.15448/1980-864X.2022.1.41983

Edição

Seção

Dossiê: Bicentenário da Independência do Brasil (2022)