Pobreza e vulnerabilidade: uma história social dos desastres de 1974 na Bacia do Rio Tubarão (SC-Brasil)

Palavras-chave: História social. Desastres socioambientais. Bacia Hidrográfica do Rio Tubarão.

Resumo

O presente artigo analisa a enchente e os deslizamentos de massa ocorridos na Bacia Hidrográfica do Rio Tubarão em 1974, no intuito de analisar as estratégias de interação com o ambiente e as medidas tomadas pelo Estado Brasileiro para evitar o desmantelamento da cidade. Nesse contexto, a condição de afetado pelo desastre foi noticiada na condição de vítima ou vilão pelos periódicos nacionais e estaduais, variando segundo os interesses das classes dirigentes com o trabalho dos flagelados na recuperação da cidade. O desastre socioambiental é entendido neste trabalho como um acontecimento totalizante, que exprime as lógicas de dominação impostas ao ambiente e aos indivíduos. Desta forma, percebeu-se que na Bacia do Rio Tubarão a pobreza é a condição mais significativa para produção da vulnerabilidade a desastres socioambientais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alfredo Ricardo Silva Lopes, Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), Corumbá, MS

Doutor em História pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC, Florianópolis, SC, Brasil). Pós-doutorado em Letras, pela Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS). Professor Adjunto no Curso de História do Campus do Pantanal da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS).

Referências

ALIER, Joan Martinez. O Ecologismo dos Pobres. São Paulo: Contexto, 2007.

AS ÁGUAS se foram, Tubarão se recupera e todos são iguais. Jornal de Santa Catarina, Florianópolis, 5 abr. 1974.

AS ÁGUAS se foram, tubarão se recupera e todos são iguais. O Estado, Florianópolis, 31 mar. 1974, p. 9.

BANKOFF, Greg. Comparing vulnerabilities: toward charting an historical trajectory of disasters. Historical Social Research, Köln, v. 32, n. 3, 2007. p.103-114.

BARDINI, Antonio. Conhecer para Amar. Treze de Mario: Ed. do Autor, s/d.

CÁLCULO dos prejuízos já alcança 430 milhões. Jornal de Santa Catarina, Florianópolis, 6 abr. 1974, p. 2.

CHEIA EM 9 estados já faz 50 mil flagelados. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 28 mar. 1974, p. 1.

CRUTZEN, Paul J.; STEFFEN, Will. How long have we been in the Anthropocene era? Climatic Change, n. 61, p. 251-257, 2003. https://doi.org/10.1023/B:-CLIM.0000004708.74871.62

FAUSTO, Boris. História do Brasil. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2003.

FONTANA, Gilmar B. História de Minha Vida: memórias, imigração e outros fatos. Florianópolis: Agnus, 1998.

GLOBO REPÓRTER ATUALIDADE. Rio de Janeiro: Rede Globo. 1974. Programa de TV.

GOVERNO Geisel exibe face dinâmica no 1º mês. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 15 abr. 1974, p. 3.

GOVERNO recupera a zona do carvão em Santa Catarina. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 8 abr. 1974, p. 4.

HERRMANN, M. L. P. (org.). Levantamento dos desastres naturais ocorridos em Santa Catarina no período de 1980 a 2000. Florianopolis: IOESC, 2006.

HILHORST, Dorothea; BANKOFF, Greg. Introduction: mapping vulnerability. In: BANKOFF, Greg.; FRERKS, Georg.; HILHORST, Dorothea. Mapping Vulnerability: disasters, development and people. London: Earthscan, 2008. p.1-10.

LAGO, Paulo. F. Calamidade: a enchente do Rio Tubarão- 1974. Florianópolis: Ed. da UFSC, 1983.

LUCA, Tania R. de. História dos, nos e por meio dos periódicos. In: LUCA, Tania R.; PINSKY, C. B. (org.). Fontes Históricas. São Paulo: Editora Contexto, 2006. p. 111-153.

MACHADO, César do C. Tubarão 1974: fatos e relatos da grande enchente. Tubarão: Ed. da UNISUL, 2005.

MAIA, Andrea; C. N. SEDREZ, Lise F. Narrativas de um Dilúvio Carioca: memória e natureza na Grande Enchente de 1966. História Oral, Rio de Janeiro, v. 2, p. 221-254, 2011.

MARQUES, Rafael. Variabilidade da precipitação na Bacia Hidrográfica do Rio Tubarão/SC de 1946 a 2006. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-graduação em Geografia, Florianópolis. 2010. 206 p.

MILHARES já abandonaram Tubarão para sempre. Jornal de Santa Catarina, Florianópolis, 1 abr. 1974, p. 3.

OBSTRUÇÃO de ferrovia ameaça siderúrgica no Sul. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 2 abr. 1974, p. 7.

OLIVER-SMIYH, Anthony. “What is a Disaster”: Anthropological perspectives on a persistent question. In: OLIVER-SMITH, Anthony; HOFFMAN, Susanna. M. (org.). The Angry Earth: Disaster in Anthropological Perspective. London: Routledge, 1999. p.15-36. https://doi.org/10.4324/9780203821190

POPULARES buscam os 10 corpos dos 30 que ficaram soterrados em Caruru. O Estado, Florianópolis, 2 abr. 1974, p. 8.

PREFEITO teme o esvaziamento de sua cidade. O Estado, Florianópolis, 02 abr. 1974, p. 8. Rangel garante apoio federal para Santa Catarina. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 6 abr. 1974, p. 13.

RECADASTRAMENTO pode solucionar problemas que o flagelado causa. O Estado, Florianópolis, 10 abr. 1974, p. 9.

SANTA Catarina recebe visita de 3 ministros. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 31 mar. 1974, p. 30.

SE NÃO dinamitassem a barragem, morreriam muitos mais. Jornal de Santa Catarina, Florianópolis, 5 abr. 1974, p. 3.

SILVA, Djane F. da; GALVÍNCIO, Josiclêda D. Estudo da Influência da Oscilação Decadal do Pacífico no Nordeste do Brasil. Revista Brasileira de Geografia Física, v. 4, p. 665-676, 2011. Disponível em: http://www.ufpe.br/rbgfe/index.php/revista/article/view-File/142/198. Acesso em: 15 abr. 2013. https://doi.org/10.26848/rbgf.v4i4.232677

STEINBERG, Ted. Acts of God: The Unnatural History of Natural Disaster in America. Oxford: Oxford University Press, 2006.

THOMPSON, Edward P. Costumes em Comum: estudos sobre a cultura popular tradicional. São Paulo: Cia das Letras, 1998.

THOMPSON, Edward P. Miséria da Teoria ou um Planetário de Erros. Rio de Janeiro: Zahar, 1981.

TUBARÃO renascerá de suas próprias ruínas. O Estado, Florianópolis, 28 mar. 1974, p. 9.

VENDRAMINI, Sandra R. Experiência e coletividade em E. P. Thompson. In: DUARTE, Adriano L.; MÜLLER, Ricardo. G. E. P. Thompson: política e paixão. Chapecó: Argos, 2012.

VETTORETTI, Amadio. História de Tubarão: das origens ao século XX. Tubarão: Prefeitura Municipal de Tubarão, 1992.

Publicado
2020-04-28
Como Citar
Lopes, A. R. S. (2020). Pobreza e vulnerabilidade: uma história social dos desastres de 1974 na Bacia do Rio Tubarão (SC-Brasil). Estudos Ibero-Americanos, 46(1), e34018. https://doi.org/10.15448/1980-864X.2020.1.34018
Seção
Dossiê: Escrevendo a história ambiental da América Latina: processos de ocupação, exploração e apropriação da natureza