Pandemia no capitalismo dependente

Apontamentos sobre a COVID-19 no Brasil

Palavras-chave: COVID-19, Estado, Dependência, Neoliberalismo, Governo Bolsonaro

Resumo

Objetivamos investigar os limites do enfrentamento da pandemia da COVID-19 no Brasil, nos seus 180 primeiros dias. Em termos metodológicos propomos um levantamento bibliográfico, a fim de encontrar lacunas nas abordagens no campo das ciências sociais, e propor uma análise de discurso, em um sentido marxista. Como resultado, indicamos dois conjuntos de problemas: um orgânico que tem relação com a condição de país de capitalismo dependente que engendra uma forma de dominação autocrática que influencia diretamente na saúde pública; o outro tem relação com o governo Bolsonaro e sua inércia ao tratar a crise sanitária. Também constatamos o quanto a pandemia desenvolve-se de maneira desigual, atingindo majoritariamente os mais pobres e os negros/pardos, o que evidencia o concreto caráter de classe da pandemia no Brasil. Por fim, indicamos a crítica aos limites das abordagens que defendem a volta do Estado keynesiano como solução diante da crise do neoliberalismo que o coronavírus escancara. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Kleiton Wagner Alves da Silva Nogueira, Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Campina Grande, PB, Brasil.

Mestre em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), em Campina Grande, PB, Brasil. Pesquisador do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Estado e Luta de Classes na América Latina (PRAXIS) da UFCG/CNPq. 

Nivalter Aires dos Santos, Universidade Regional do Cariri (URCA), Crato, CE, Brasil.

Doutor em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, (UFRN), em Natal, RN, Brasil. Professor do Departamento de Economia da Universidade Regional do Cariri (URCA). Pesquisador do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Estado e Luta de Classes na América Latina (PRAXIS) da UFCG/CNPq. 

Referências

ALVES DOS SANTOS, Márcia Pereira et al. População negra e Covid-19: reflexões sobre racismo e saúde. Estudos Avançados, [S. l.], v. 34, n. 99, p. 225-244, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ea/v34n99/1806-9592-ea-34-99-225.pdf. Acesso em: 15 set. 2020.

ANDERSON, Perry. Balanço do neoliberalismo. In: SADER, Emir; GENTILI, Pablo (org.). Pós-neoliberalismo: as políticas sociais e o Estado democrático. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995. p. 9-23.

ANFIP. Análise da Seguridade Social 2018. Brasília: ANFIP, 2019. Disponível em: https://www.anfip.org.br/livros. Acesso em: 13 set. 2020.

BARBIERI, André. Xi Jinping e a queda na economia chinesa: esculpindo sobre madeira podre? In: Esquerda Diário. São Paulo, 17 mar. 2020. Disponível em: http://www.esquerdadiario.com.br/Xi-Jinping-e-a-queda-na-economia-chinesa-esculpindo-sobre-madeira-podre. Acesso em: 4 set. 2020.

BISCO, Gabriela Cristina Braga; SARRETA, Fernanda de Oliveira. A construção do direito à saúde e do SUS no cenário neoliberal e a contribuição do Serviço Social. Textos & Contextos, Porto Alegre, v. 18, n. 1, p. 78-90, 2019. Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fass/article/view/31738. Acesso em: 4 out. 2020.

CARVALHO, Laura. Curto-circuito: O vírus e a volta do Estado. São Paulo: Todavia, 2020. E-book. Disponível em: https://todavialivros.com.br/livros/curto-circuito. Acesso em: 27 set. 2020.

DAVIS, Mike. As contradições mortais dos planos privados de saúde em uma Era de pestes. In: AMENI, Cauê Seignemartin; ALBUQUERQUE, Hugo; BELONI, Manuela (coord.). Apocalypse Neoliberal. Bela Vista-SP: Autonomia Literária e Panaceia Clube de Livro, 2020. p. 31-24.

DUMONT, Gérard François. Covid-19: fim da geografia da hipermobilidade? Espaço e Economia, [S. l.], n. 18, p. 1-9, 2020. Disponível em: http://journals.openedition.org/espacoeconomia/12926. Acesso em: 25 jun. 2020.

FERNANDES, Florestan. A Revolução Burguesa no Brasil: Ensaios de Interpretação Sociológica. Curitiba: Kotter Editorial; São Paulo, Editora Contra Corrente, 2020.

FERNANDES, Florestan. Florestan Fernandes na constituinte: leituras para a reforma política. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo: Expressão Popular, 2014.

FIGUEIREDO SANTOS, José Alcides. Covid-19, Causas Fundamentais, Classe Social e Território. Trab. educ. saúde, Rio de Janeiro, v. 18, n. 3, p. 1-7, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/tes/v18n3/0102-6909-tes-18-3-e00280112.pdf. Acesso em: 19 set. 2020.

FILGUEIRAS, Luiz. O neoliberalismo no Brasil: estrutura, dinâmica e ajuste do modelo econômico. In: BASUALDO, Eduardo M.; ARCEO, Enrique. Neoliberalismo y sectores dominantes: Tendencias globales y experiencias nacionales. Buenos Aires: CLACSO, 2006. p. 179-206.

FIOCRUZ. Boletim Socioepidemiológico da Covid-19 nas Favelas, [S. I.], n. 1, 2020. Disponível em: https://portal.fiocruz.br/sites/portal.fiocruz.br/files/documentos/boletim_socioepidemiologicos_covid_nas_favelas_1.pdf. Acesso em: 19 set. 2020.

GHINAI, Isaac. First known person-to-person transmission of severe acute respiratory syndrome coronavirus 2 (SARS-CoV-2) in the USA. The Lancet, [S. l.], v. 395, 2020. p. 1137-1144. Disponível em: https://www.thelancet.com/journals/lancet/article/PIIS0140-6736(20)30607-3/fulltext Acesso em: 19 ago. 2020.

IBAÑEZ, Pablo. Geopolítica e diplomacia em tempos de Covid-19: Brasil e China no limiar de um contencioso. Espaço e Economia, [S. l.], n. 18, p. 225-244, 2020. Disponível em: http://journals.openedition.org/espacoeconomia/13257. Acesso em: 25 jun. 2020.

KUPFER, José Paulo. Neoliberalismo pegou covid-19 e deixou para o Estado resolver a crise. In: Poder 360. 17 abr. 2020. Disponível em: https://www.poder360.com.br/opiniao/neoliberalismo-pegou-covid-19-e-deixou-para-o-estado-resolver-a-crise-escreve-kupfer. Acesso em: 19 set. 2020.

LAURELL, Asa Cristina. A saúde-doença como processo social. In: NUNES, Everardo Duarte (org.). Medicina Social: Aspectos Históricos e Teóricos. São Paulo: Global, 1983. p. 133-158.

LAVAL, Christian. A Pandemia de Covid-19 e a Falência dos Imaginários Dominantes. Mediações, Londrina, v. 25, n. 2, p. 277-286, 2020. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/mediacoes/article/view/39870/pdf. Acesso em: 19 set. 2020.

LENIN, Vladimir. O Imperialismo: Fase Superior do Capitalismo. São Paulo: Centauro, 2005.

LOGUNOV, Denis et al. Safety and immunogenicity of an rAd26 and rAd5 vector-based heterologous prime-boost COVID-19 vaccine in two formulations: two open, non-randomised phase 1/2 studies from Russia. The Lancet, [S. l.], 4 set 2020. Disponível em: https://www.thelancet.com/journals/lancet/article/PIIS0140-6736(20)31866-3/fulltext. Acesso em: 4 set. 2020.

MAGALHÃES, Vera. Só faltam as penas. O Estado de São Paulo, São Paulo, 12 ago 2020. Disponível em: https://politica.estadao.com.br/noticias/geral,so-faltam-as-penas,70003396203. Acesso em: 20 set. 2020.

MARQUES, Rosa Maria; NAKATANI, Paulo. Brasil: as alterações institucionais no período recente e o novo governo. Textos & Contextos, Porto Alegre, v. 18, n. 2, p. 225-239, 31 dez. 2019. Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fass/article/view/36288. Acesso em: 4 out. 2020.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. Manifesto Comunista. São Paulo: Boitempo, 2010.

MARX, Karl. O Capital: Crítica da economia política. Livro I: O processo de produção do capital. São Paulo: Boitempo, 2013.

MELO, Maria Luisa de. Primeira vítima do RJ era doméstica e pegou coronavírus da patroa no Leblon. In: UOL. Rio de Janeiro, 19 mar. 2020. Disponível em: https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2020/03/19/primeira-vitima-do-rj-era-domestica-e-pegou-coronavirus-da-patroa.htm. Acesso em: 19 set. 2020.

MENDES, Áquilas Nogueira. Tempos turbulentos na saúde pública brasileira: os impasses do financiamento no capitalismo financeirizado. São Paulo: Editora Hucitec, 2012.

OCKÉ REIS, Carlos; MORETTI, Bruno. Por que o SUS não pode perder R$ 35 bi em 2021, em meio à pandemia? In: ABRASCO. [S. l.], 21 ago. 2020. Disponível em: https://www.abrasco.org.br/site/destaque/por-que-o-sus-nao-pode-perder-r-35-bi-em-2021-em-meio-a-pandemia/51357. Acesso em: 30 ago. 2020.

OMS. Programa: resposta COVID-19 da OMS. 2019. Disponível em: https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019/interactive-timeline. Acesso em: 7 set. 2020.

PUGLIESI, Edmur Azevedo; GUIMARÃES, Raul Borges. Mapa 12: Total de casos confirmados com o novo coronavírus. Disponível em: http://covid19.fct.unesp.br/mapeamento-cartografico. Acesso em: 9 set. 2020.

ROCHA, Rogério Lannes. Ficar em que casa? RADIS, n. 212, p. 3, maio 2020. Disponível em: https://radis.ensp.fiocruz.br/phocadownload/revista/Radis212_web.pdf. Acesso em: 19 set. 2020.

RODRIK, Dani. Will COVID-19 remake the world? In: IWM, 6 abr. 2020. Disponível em: https://www.iwm.at/closedbutacitve/corona-focus/dani-rodrikwill-covid-19-remakethe-world/. Acesso em: 12 mar. 2022.

SANTANA, Laudiceia Araújo. Transformismo e o sistema da dívida pública brasileira nas definições programáticas do partido dos trabalhadores e no governo Lula (2003-2010). 2018. 267p. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) – Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais, Universidade Federal de Campina Grande, Campina Grande, Paraíba, 2018. Disponível em http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/2190. Acesso em: 11 set. 2020.

SANTOS, Boaventura de Sousa. A cruel pedagogia do vírus. São Paulo: Boitempo, 2020. E-book. Disponível em: https://www.boitempoeditorial.com.br/produto/e-a-cruel-pedagogia-do-virus-958 Acesso em: 27 set. 2020.

VOLOCHINOV, Valentin. Marxismo e Filosofia da Linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. São Paulo: Editora 34, 2017.

WALLACE, Rob; LIEBMAN, Alex; CHAVES, Luis Fernando; WALLACE, Rodrick. COVID-19 e os circuitos do capital. In: PARIS, Danilo (org.). Coronavírus e marxismo. São Paulo: Edições Iskra, 2020.p. 7-33.

WALLACE, Rob. Pandemia e agronegócio: doenças infecciosas, capitalismo e ciência. São Paulo: Elefante & Igra Kniga, 2020.

WILLIAMSON, John. What Washington means by policy reform. In: WILLIAMSON, John (ed.). Latin American adjustment: How much has happened. Washington: Peterson Institute for International Economics, 1990. p. 90-120.

Publicado
2022-06-02
Como Citar
Nogueira, K. W. A. da S., & Santos, N. A. dos. (2022). Pandemia no capitalismo dependente: Apontamentos sobre a COVID-19 no Brasil. Textos & Contextos (Porto Alegre), 21(1), e39303. https://doi.org/10.15448/1677-9509.2022.1.39303
Seção
Artigos e Ensaios